terça-feira, 2 de abril de 2013

[Crítica] Grimm - 2x16: Nameless

Saudades Rumpelstilinskin. 

Review:
(Spoilers Abaixo)

Acho que os roteiristas já podem parar de sapatear na minha cara com a qualidade desses filllers, até eu tenho curtido esses episódios procedurais pós-hiato. E quem me conhece sabe que normalmente eu odeio assistir a esse tipo de episódio. Segundo li por aí, a veterana Supernatural fez um episódio com temática parecida, entretanto, ao menos pelo o que eu li, Grimm consegui fazer algo bem superior ao apresentado pela série dos Irmãos Winchester. Mas não é só por isso que os roteiristas merecem aplausos, temos que destacar a mitologia que eles estão criando está sambando na cara de muita série famosinha por aí.

Tem muito tempo que não comento sobre a forma como eles adaptaram uma história, isso porque faz muito que eles basearam o episódio em um conto mais conhecido. Mas ficou evidente que o vilão da semana foi criado com base no nosso já amado Rumpels. Agora, quem conhece a história, viu que foi feito um trabalho excelente de adaptação. Mantiveram tudo tão fiel e ao mesmo tempo tão diferente do original, que não teve como não se maravilhar com esse episódio.

As garras - é, como bom nerd que sou, também lembrei do Wolverine - fazendo alusão aquelas coisas que são usadas pra "costurar" o ouro no conto origina. A motivação do crime na série que é semelhante ao que causa o ódio do Rumpels no conto, ele faz o trabalho em troca de alguma coisa e a pessoa não cumpre o acordo, o lance dos nomes serem sempre com a mesma combinação de letras. E o final, que chegou a ser criticado pelos maus entendedores, segue o que é mostrado no conto original, o vilão tendo um ataque de fúria. Eu curti ele ter se suicidado, a série tenta trazer um tom mais real sempre, e como as várias versões da morte do Rumpels no conto são irreais demais, achei bacana a sacada do suicídio no final. Mostra quão louca uma pessoa pode ser. Aliás, esse Wesen foi um dos mais interessantes que já vi. A própria mitologia dele é bacana e estou louco pra ver outro desses aparecer novamente.

Em paralelo a isso, a trama da Juliette continua andando e finalmente parece que está indo pra algum lugar. Depois dos roteiristas trabalharem com metáforas e nos fazer acreditar que a Juliette andava precisando de um psicólogo, eis que nossas suspeitas se provam verdadeiras, ela realmente está se lembrando do Nick e sua memória parece saber o que é cronologia, já que ela está começando a se lembrar justamente pelo dia em que ela perdeu a memória. O que é crocantissímo de se ver, as caras e bocas de "apenas chocada", eu cai na gargalhada com a primeira cena dela no episódio. O que foi ela falando com as próprias memórias pensando que eram espíritos? Uma das cenas mais memoráveis dessa temporada. 

Pra fechar essa review, ainda tivemos Renard - que aparentemente deixou de ser dúbio - mais ainda está todo trabalhado nos mistérios. Pelo que eu entendo disso tudo, ele é um bastardo renegado pela família por ter sangue hexenbeast e agora ele lidera uma aliança contra as Famílias Reais e toda dominação mundial que eles planejam. E parece que o próximo episódio vai focar ainda mais nessa história, o que promete muito, muito mesmo. Vou deixar vocês com a promo e com um pouquinho da minha ansiedade.


Promo Legendado - 2x17: One Angry Fuchsbau
 


Até a Juliette ficou feliz quando viu a promo:

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário