terça-feira, 9 de abril de 2013

[Crítica] Grey's Anatomy - 9x18: Idle Hands


Tudo de volta ao eixos.

Review:
(Spoilers Abaixo) 

Pois é, com o fim do último episódio, o mínimo que poderia se esperar desse era grandes mudanças no Grey Sloan Memorial Hospital (nome lindo de falar). Por exemplo, o PS foi reaberto, e com ele uma máquina de raios-X de última geração para auxiliar no diagnóstico dos pacientes foi trazida. Além disso, um novo sistema – dessa vez um eficiente – foi implantado para organizar o PC. Tudo pronto para que o hospital voltasse com todo vapor.

Essa foi a parte divertida e leve do episódio. Com todos os médicos ansiosos em inaugurar a máquina que faz um raio-X completo em 13 segundos! Mas essa parte da história serviu para acalmar a April, que estava cada vez mais consumida pela culpa de não ser mais virgem e mentir para o Matthew. Além do mais, resistir ao paramédico estava cada vez mais difícil. Também pudera, o homem é irresistível. No fim, depois de conselhos ineficazes com as outras médicas, foi a espera em usar a máquina que acabou ajudando-a a perceber que a espera no fim vale a pena.

Karev conseguiu se superar nesse episódio ao juntar forças com um paciente com câncer para trollar o namorado da Jo. Foi simplesmente hilário vê-los rindo do carinha-que-eu-não-aprendi-o-nome-nem-faço-questão-de-aprender a cada trollagem que armavam. Até o Richard entrou na brincadeira like a boss e fechou tudo com chave de ouro. Por fim, o carinha até foi se gabar pro Karev que depois de tudo, no fim da noite era ele quem iria pra casa com a Jo. Ele só esqueceu-se de dizer que no final de tudo quem fica com ela é o Karev. So, keep  calm and wait.


Outro destaque do episódio foi para a Cristina, que finalmente descobriu as vantagens de ser uma das donas do hospital. Uma coisa que ela estava sentindo falta, e eu também, era das pesquisas médicas. O Dr. Russell até apresentou um projeto inovador a ela e deixou que ela o auxiliasse para no fim dizer que a única coisa que queria dela era uma mexida de pauzinhos na diretoria para soltar a verba. O que ela fez? Mexeu sim os pauzinhos na diretoria, mas para ajudar a Bailey com a pesquisa de mapeamento de genoma. A verba do Russell foi cortada e não restou alternativa para ele a não ser aceitar a Cristina como parceira. Yang wins!

Os casos médicos também foram emocionantes, principalmente o da Meredith que envolvia uma professora com câncer. Foi impossível não se emocionar com ela contando aos alunos que não voltaria mais à sala de aula. Derramei muitas lágrimas e desejei profundamente que surgisse uma cura milagrosa para ela, mas, this is the real life. As pessoas morrem. E tudo isso, fora a paranoia com que o filho nascesse com um único olho, quatro braços e duas cabeças, fez com que ela enlouquecesse o Derek. Foi só depois de um ultrassom que ela se acalmou e resolveu esperar pela chegada do filho. Isso mesmo, it’s a boy! Todos comemora.


Derek, antes de receber a grande notícia teve de lidar com mais um paciente nervoso e desesperado pela cura da filha. Isso só serviu para mostrar o quão incompetente e fraco o Ross é, já que não conseguiu acalmar o homem por um segundo sequer. Perdoem-me os fãs dele (se é que ele tem algum), mas o Ross é o pior dos novos internos e a cada semana perde mais pontos comigo. Who cares pra ele!

O mais lindo do episódio, entretanto, foi protagonizado pela Callie e pela Arizona. Finalmente elas saíram do recesso sexual e voltaram à região úmida uma da outra. Essa foi uma evolução importante para as duas, pois a Arizona finalmente perdeu o receio que tinha em mostrar a perna, ou a falta dela, para a esposa. Estava na hora e fiquei muito feliz de um dos casais mais queridos da série finalmente resolver as pendências entre si.

É isso meus queridos, logo mais tem mais. Ainda faltam dois episódios para a atualização completa. Vejo vocês lá!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário