sábado, 20 de abril de 2013

[Crítica] Glee - 4x19: Sweet Dreams

Sweet Dreams Are Made Of This
Who Am I To Desagree?
I Traveled The World And The Seven Seas
Everybody Looks For Something...

Review:
(Spoilers Abaixo)

Não tem como essa temporada me surpreender mais, cada episódio está melhor que o outro. Falem o que quiser, não me importo, hoje, a série está excelente e está um delícia de acompanhar. Os roteiristas estão afiadíssimos, escrevendo um enredo de dar inveja há muita série adulta por aí. E acima de tudo, estão escrevendo roteiros reais, com os quais é impossível não se identificar. Quem não tem um sonho? E quem não faria de tudo pra consegui-lo? Pois é. Na minha opinião, esse episódio conseguiu ser melhor que o anterior, simplesmente por ser...simples.

É, essa é a palavra pra definir o que eu acabei de ver. Simplicidade, nada espetacular ou extraordinário, o episódio foi bom sem precisar ser polêmico, sem precisar matar metade do elenco, sem trazer uma reviravolta absurda e desnecessária. Sabe quando você sabe que algo foi bom por ter sido bem feito? Então, foi isso que aconteceu nesse episódio. Palmas lentas para Titia, que prometeu um excelente final de temporada, e até agora têm cumprido a promessa.


Bom, agora, só tem uma coisa que não pude aceitar nesse episódio, como assim não quiseram cantar Sweet Dreams (Are Made Of This)? Eu torço pra Glee fazer esse cover desde a primeira vez que ouvi a música, lógico que eu esperava ouvir nas vozes de Quinn-Rachel-Santana. Mas acho que vai cair bem pros novos personagens. Espero que ainda cantem essa música em algum momento, ela é realmente ótima, uma das minhas favoritas. 

Mas isso não significa que não gostei das músicas originais da Marley, eu sempre defendi que Glee tem sim que trazer algumas músicas originais, desde que, bem colocadas no roteiro. Não algo como na segunda temporada, onde, do nada, os protagonistas decidiam escrever. Apesar de eu gostar de Loser Like Me, Get It Right, Pretending e Light Up The World, admito que foi forçado o modo como elas surgiram. Agora, é muito mais coerente acrescentar músicas originais quando temos uma personagem que quer se firmar como compositora, e que há muito já escreve. 

E finalmente Boba Marley decidiu mostrar a que veio, já estava mais que na hora de ele fazer algo que mostra sua...capacidade de protagonizar alguma coisa. Pensei que não fosse gostar tanto das músicas que a Marley escreveu, mas ambas foram excelentes, e é bom estarmos preparados pras próximas músicas que estão vindo aí, pelo visto teremos mais alguns episódios com composições da Marley. Espero que continuem bem coerentes com o roteiro, e que não tenhamos cover de musicais da Disneyonde músicas originais brotam do nada e todo mundo sabe cantar misteriosamente.

Enquanto isso, temos a volta do Finnado, que quando pensamos que sumiu de vez, volta pra nos assombrar. Gente, porque os personagens de Glee não conseguem amadurecer, sem ficar regredindo? Quando eu começo a gostar de Finn e achar que o personagem finalmente está evoluindo, ele vai e tem um desses plots que não servem pra nada, a não se pra lembrarmos que Puck e Finn são BFFs. Não curti a performance deles, na verdade, são raras as vezes que engulo Finn querendo ser projeto de roqueiro. Foi bom ver Puck ajudando Finnado a se encontrar, depois de tê-lo ajudado a se perder de novo. Afinal, nunca vi personagem mais perdido que o Finn. Ainda nesse plot, temos Will finalmente deixando de chilique infantil e perdoando Finn, agora, os dois vão comandar o New Directions em conjunto. Só não sei como esse plot vai ser levado adiante já que Cory andou fumando "uns becks" de leve e agora está na reabilitação. Apenas esperando ele cantar "Rehab" um dia, principalmente agora que a série foi renovada por mais uns 10 anos ou qualquer coisa assim.



Agora vamos falar da Rachel que sambou na cara da sociedade, não entendo como alguém pode dizer que prefere a Marley. Mas enfim, gosto é gosto. Adorei Shelby reaparecendo, depois de dias stalkeando a filha, ela finalmente soube onde encontrar a filha. No piano. Só pra termos um dueto maroto entre as duas, que foi do meu agrado. Acho incrível como as duas atrizes conseguem ser parecidas e ainda terem química como mãe e filha. Shelby aconselhou bem a filha, apesar de dito o óbvio, achei bem digno o que ela falou. Mas, não foi só Shelby quem aconselhou a filha, foi preciso Finnado falar a mesma coisa - só que em uma fala mais complexa, pra parecer que o personagem é inteligente - pra ela perceber o que tinha que ser feito.

Confesso que estava esperando MUITO mais dessa apresentação, Lea podia ter se esforçado um pouco mais pra cantar o hino da série, Don't Stop Believin é a única música que Glee sempre vai poder repetir. O elenco não cansa de cantar, nós não cansamos de ouvir. E falaram tanto dessa performance, que imaginei algo mais grandioso, mas, como já falei no começo da review, simples é a palavra desse episódio. O momento em que Amber, Jenna, Kevin, Chris e Cory se juntam a Lea no palco é emocionante, mesmo sabendo que é tudo um sequência de sonho, não tem como não amar rever o elenco original de camisa vermelha fazendo o que sabe de melhor: cantar. Por mais que as performances dos novatos sejam mais elaboradas, não vai se comparar com a magia que as performances dos originais transmitiam. É algo que ainda não sinto com os novatos e nem acho que vá sentir.

Parece que Titia não vai encerrar o ano, em uma única temporada, pelo jeito que esses episódios finais estão caminhando, ainda teremos muito chão pra esse ano letivo acabar. Engraçado que eu já estava pensando que fariam isso, ao invés de fazerem outra grande mudança na série agora, acho mais esperto adiarem essa mudança pra próxima temporada. Tina, Artie, Blaine, Sam e Brittany são essenciais pra essa nova geração pra saírem agora. Acho que teremos, pelo menos, mais meia temporada com esses originais ainda no colégio, antes deles finalmente se formarem. Isso explicaria porquê não têm sido tocado muito no assunto da formatura e tudo o mais. Mas isso, só Titia e sua gangue podem saber, o que nos resta é preparar o coração pro que está vindo aí. Acho que nem preciso dizer qual o flashback de hoje, né? Quem disse Don't Stop Believin acertou.

#FLASHBACK - Don't Stop Believin (1x01 "Pilot", 1x22 "Journey To Regionals", 4x19 "Sweet Dreams")





Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
15 Comentários

Comentário(s)

15 comentários:

  1. A serie foi renovada pra mais duas temporadas, a quinta ja esta confirmada mas a sexta vai depender da audiencia, sabe eu estou adorando a serie, muitos dizem que a serie se perdeu, mas acho que na verdade ela se reencontrou, não tem a mesma emoção da primeira, mas é melhor que as seguintes com certeza,É tanta gente reclamando da serie, mas se assistiu até aqui é porque não ta tão ruim assim né.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas eles ganham dinheiro com GLEE de outras formas.....não é só audiência.
      Ninguem é obrigado a assistir, né? Não gosta, não assite e não enche o saco! As pessoas deviam relaxar e ver o episódio, mas não ela já veem fazendo a própria review!! :D

      Excluir
    2. Muita gente reclama porque são chatos mesmos, adoram fazer um mimimi à toa. A série está muito boa na verdade, e pessoas falam mal só pra seguir a onda de quem já está falando mal. O que é bem ridículo.

      Excluir
  2. Eu amo esse programa de TV!!!!!!
    <3

    ResponderExcluir
  3. Não via a hora da critica sair. Concordo com vc foi simples e perfeita. Rachel é Rachel não precisa descrever ela. Marley não chega nem perto. Finn mesmo sendo o mais perdido na série eu me identifico com ele. Tô tão perdido igual.
    A apresentação dela no inicio eu imaginei eles cantando atrás, qdo apareceu eu quase chorei, foi de arrepiar, emocionante. (Pra mim Quinn, Sntana, Brit, Puck e o asiatico poderia ter aparecido na plateia)
    Os novatos não tem a mesma magia deles.
    Gosto de sentir isso em Glee, não concordo com essas afirmações que a série se perdeu.
    AMO GLEEEEE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também estou perdido, o problema do Finn não é ele ser perdido, e sim o fato de que pra cada passo adiante que ele anda, o personagem sempre parece regredir dois. É esse o grande problema dele. Eu também fiquei pensando nisso, Rafa, imaginei o resto dos originais na platéia, mas né? Não rolou. Finalmente alguém que concorda comigo, nunca que hoje em dia, os novatos são melhores que os originais.

      Excluir
  4. Nossa eu amo Glee, pelo menos fala de coisas importantes, não é uma perda de tempo!!! Tem séries horríveis (que não ensinam nada) que alcançam altas temporadas...séries que se você ver pode ser legal, mas não faz diferença na sua vida! Te amo glee. :p

    ResponderExcluir
  5. Bom eu estou com minha consciencia tranquila, Rachel não decidiu do nada escrever! Reveja....

    Só cinco são "novatos"...considerando UNIQUE!

    10 anos?? Tomara... :D


    P.S: acho que Glee tava devendo um epis. 'simples', como esse...entende?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anony, quando eu digo que ela "do nada" decidiu escrever é porque nunca foi dito antes de que ela gostaria de ser compositora ou qualquer coisa assim. Ou seja, essa coisa de músicas originais, meio que foi jogada no meio da trama. Não é como agora, onde temos uma personagem que gosta de compor e já escreve há muito tempo.

      Excluir
    2. Anonimo e ricardo, a Rachel nunca quis e nunca foi compositora! Ela decidiu isso quando viu que SING não era suficiente! Ela fez músicas ruins no inicio e depois do sacode da quinn ela compos aquela bela música...

      Excluir
  6. Não to comentando as Reviews, mas leio todas hein!

    ResponderExcluir
  7. Adorei o Blog. Deu até vontade de assistir a primeira temporada novamente!!! É legal ver como eles mudaram... A Rachel mais inchadinha hahaha

    ResponderExcluir
  8. Eu esqueci de comentar prefiro a Rachel no seu estilo Velma( sainha e franjinha), aquela Rachel de cabelos enrolados só faz merda e não tem a mesma carga dramática e vocal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, confesso que gosto das duas. Está certo que se fosse pra escolher, também preferiria a Old Rachel. Mas até que a New Rachel não é tão ruim...Entretanto, concordo que a Old Rachel tinha mais potencial vocal. A voz da Lea deu uma caída em questão de qualidade. Não sei se é por causa das modificações feitas no estúdio ou algo do tipo.

      Excluir