sábado, 13 de abril de 2013

[Crítica] Glee - 4x18: Shooting Star

O episódio certo, na hora errada. 

Review:
(Spoilers Abaixo)

Eu sabia que minha opinião seria polêmica desde que saiu a sinopse. Todo mundo estava ansioso, e só eu estava com aquela sensação de que não gostaria do episódio. Então, veio a surpresa, me deparo com um dos melhores episódios feitos pela série. Mas mesmo assim, algo ainda não tinha me agradado por completo, eu continuava com a sensação de que faltou algo pra esse episódio se tornar a perfeição que estão dizendo por aí, por isso assisti por uma segunda vez. Mas mesmo assim, não consegui descobrir o que estava faltando. Curiosamente, assim que coloquei a foto me dei conta do que fez esse episódio ser uma nota 9, ao invés de nota 10: o elenco novo. 

Podem falar o que quiser, mas pra mim, esse elenco ainda não é tão bom quanto o primeiro. E mesmo que fossem, o que teria mais carga dramática? Um episódio igual esse com elenco antigo, que já conhecemos há três anos, ou com o elenco novato que acabamos de conhecer? Sinceramente, ainda não me apeguei a eles o suficiente. Acho que foi isso que me deixou um pouco desgostoso com o episódio, talvez se Titia tivesse guardado esse plot para mais pra frente, eu chorasse, como a maioria das pessoas diz ter chorado. Ou então vai ver sou eu, que não tenho coração, não me importo com o próximo e nem tenho a capacidade de amar. 

Só pra deixar claro, não estou desmerecendo o trabalho dos novatos, muito menos o episódio. Até eu fiquei chocado com a coragem e capacidade dos roteiristas ao criarem esse episódio, ao invés de fazer como a maioria das séries fariam, tivemos um roteiro que se baseou em incerteza pra fazer sua trama, ao invés de mortes. Confesso que em muitas cenas meu coração apertou e meus olhos marejaram, a Brittany em cima do vaso chorando, a Marley tentando falar com a mãe, o sumiço de Tina. Gente, juro que na hora que Blaine questiona "Cadê a Tina?", eu fiquei em estado de choque, porque eu estava me perguntando a mesma coisa. Juro que comecei a achar que se seria a vez da personagem de sofrer alguma desgraça. Por sorte não era.

Eu amo o jeito que Glee consegue fazer auto-referência, ver Tina bem do lado de fora e ela surtando querendo entrar, foi uma das melhores cenas dos personagens. Não é de hoje que os roteiristas batem na tecla da personagem ser de grande importância pro New Directions, justamente por não ter tanto destaque, a questão é que sempre acham um jeito muito poético pra dizer isso. E me faz perceber que o personagem da Jenna não é ignorado ou irrelevante, e que na verdade, ela está sempre ali. Não tem como imaginar New Directions sem ela, essa temporada está sendo de longe, a melhor e mais coerente temporada da personagem. 



Agora, achei muito falta de consideração dos veteranos, de sequer terem mencionados os personagens que já se formaram. Parece que todos já se esqueceram de Santana, Quinn, Rachel,  Kurt e companhia. Talvez seja porque na situação extrema , eles só se preocuparam com as pessoas que estavam ali, por perto. Mas mesmo assim, achei tenso nem Blaine, nem Tina, nem Brittany lembrarem dos outros numa situação desesperadora envolvendo a sala do coral.

Palmas para os novatos, que depois desse episódio, ganharam muitos pontos comigo. Mas cá entre nós, esse Jacob Artist é bom como cantor e dançarino, porque no quesito atuação está precisando melhorar bastante, não? Ele ficou fazendo expressão de Kristen Stewart o episódio inteiro, sinceramente, o Jake não passou emoção em nenhuma das cenas. O que não posso dizer do Ryder, o garoto já pode assumir o posto de protagonista ao lado da Marley, porque Jake está muito fraco. Curioso ver como o Blake evoluiu desde TGP2. Adorei a performance dele em Your Song e tenho gostado da maneira como estão conduzindo a trama da Katie - também conhecida como -A. Estou ficando cada vez mais curioso pra descobrir quem ela é, espero que vocês estejam errados e não seja a Unique, vou achar forçado se for, até porque não rolaria nada.

Eu já esperava que a série não fosse ousar e realmente colocar um atirador invadindo a escola, já esperava que fosse um dos alunos que tivesse levado a arma. Agora, minha cara foi no chão e voltou quando vi que a Becky foi a responsável pelos disparos. Mesmo que sem querer, a personagem é outra que tem crescido bastante e é realmente uma pena que nesse tempo todo de série, ela nunca tenha tido muito destaque. Apesar de sempre brilhar quando Titia dá o destaque pra ela. Engraçado que nunca tinha parado pra ver uma amizade entre ela e a Brittany, mas serviu pra ver como Brittany está mais madura também, né? Acho que estão preparando o terreno pra tirarem a Brittany da série depois da finale, ao menos por um tempo, já que a Heather engravidou e se não me engano, já está de três meses e de barriguinha saliente e tudo. Achei muito oportuno e coincidente aquele comentário sobre família que o Sam fez no episódio, será que podemos ter a ficção imitando a realidade? Seria curioso ver Brittany grávida do Sam na próxima temporada.

Mas voltando ao assunto da Becky ter disparado os tiros, a Sue mas uma vez mostra que é a personagem com mais caráter da série. Por mais que as vezes ela tome atitudes incoerentes, chatas e desnecessárias, ela ainda sim consegue sempre mostrar que tem boa índole. Ela abrindo mão do trabalho da sua vida, por causa da Becky foi lindo de ser ver. A personagem me lembra um pouco eu, parece má, mas que faz tudo pra ajudar os outros quando pode. Apenas esperando pra ver como o McKinley vai ficar sem a presença da Sue.

Os diálogos desse episódio foram geniais, as cenas também. As atuações me surpreenderam de um jeito super positivo. Fico esperando por mais episódios como esse na série, e pelo visto esses cinco episódios finais vão sambar na cara das pessoas que abandonaram a série por causa da segunda temporada. Bom, e com a volta da série, voltamos com nossos flashbacks também, e que música melhor para lembrar, do que Imagine? De longe uma das performances mais emocionantes da série e que tem uma letra que se encaixa bastante com  o que esse episódio quis passar pra gente.

#FLASHBACK: Imagine (1x11: Hairography)

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
12 Comentários

Comentário(s)

12 comentários:

  1. Eu tbm não tinha lido nada sobre o eps., tava até animado com as primeiras músicas e com o destaque a Brit que amo mto, sempre engraçada e sem noção. Sam e ela um dueto com geral foi demais, a força que ela dá pra Beck foi emoionante.
    A surpresa com o tiro, todo drama que rola ai, o medo de alguem ser morto foi tudo agoniante e assustado. Tina é uma das melhores tbm. Foi show de eps. Tão bom qdo outro drama d 3x14. Pra mim valia o Blaine cantando no eps. do suicidio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrei do 3x14 também...

      Excluir
  2. P/ que lembrar dos antigos?? Nada a ver...
    Mas e também não senti pena dos novatos. Meu coração apertou com a Brit no banheiro "sozinha". Sério!
    Como você não citou a cena da Kitty com a Marley?? :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, na minha opinião relembrar de coisas boas é sempre válido. E não estou lembrando dos personagens e sim das performances. É algo que eu gosto de fazer e achei que seria legal compartilhar com vocês :)

      Não achei necessário citar, porque sei que no próximo episódio a Kitty já vai estar sendo uma bitch de novo.

      Excluir
    2. Essa foi a primeira vez que não senti falta de nenhum dos antigos. Gosto demais deles, sinto falta das grandes performas, mas nesse não senti mesmo. Nessa temporada toda Santana fez os melhores solos pra mim. Mine e Girl on fire são minhas prediletas, Blaine tambem dá um show Against All Odds, e amo Cough Syrup do eps. 3x14. Call me Maybe tbm gosto dessa temporada. Nesse eps. não consegui baixar ainda, mas tô viciado no dueto Sam e Brit que canta pro gato(a cara do elenco é demais cantando pro Lord). Assisti de novo agora com menas preocupação e percebi como foi assustador, agoniante. Cada barulho de porta ou passos, tava pra imaginar alguém levando um tiro e morrendo. A cena do banheiro foi uma agonia só. Brit e Professor deram um show. A mãe da Marley na cozinha tbm fui de arrepiar.

      Excluir
  3. E continua o bullyng com Glee...kkkkkkkkk

    Foi um ÓTIMO episódio! Não tenho do que reclamar..
    "Glee sambando na cara dos que abandonaram a série"

    !!!!!!!!!!!!!!!!

    ~Palmas rápidas e altas pra série~

    #legal você lembrar de Imagine. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai gente, eu tento com todas as minhas forças gostar dos novatos, mas simplesmente eles não me descem. Sinto tanta falta dos originais juntos. Não é bullying, k k k

      Achei que Imagine encaixaria muito com a mensagem que o episódio tenta nos passar. Tem tudo haver com esquecer o egoísmo e se preocupar mais com os outros.

      Excluir
  4. Se fosse com os antigos personagens eu não iria sentir pena meeeesmo!
    Por que eu iria torcer p/ a Quinn morrer. Não sei porque gostam taaaanto dela.
    Iria torcer p/ dar bem nos peitos falsos da Santana ou bem na testa dela...a Santana é ridicula! Dizem que a série mudou na quarta, mas a Santana não tem nada a ver com a série. Gente obssecada.
    Tipo, Rachel mereceria levar um tiro não morrer. Assim como o Kurt...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a sua opinião e respeito. Mas a minha é que você deveria levar um tiro na testa, mas antes deveria ser esfolado e estripado, estuprado e ai sim morto. Respeite a minha como eu respeito a sua, bj1

      Excluir
    2. Por favor! Gente que não gosta de Glee? Nem comenta!! Nem entra aqui!
      Eu acho que você não gosta da série..e sempre tem um engraçadinho q vem aqui e fica comentando *****!

      Excluir
  5. Você devia odiar a série? Ou ainda odeia...
    Respeito sua opinião mas os personagens de antes eram mais originais e não tão clichês (minha opinião).

    Amo SANTANA!!! <3

    ResponderExcluir
  6. Concordo plenamente com o Ricardo, quando terminou o episódio, eu percebi que esse episódio tinha que ter ocorrido enquanto o elenco antigo não tinha saído. Os mais velhos são Artie, Tina e Brittany (estão desde a primeira temporada). A Tina, apesar de ser destaque, não estava dentro da escola, o Artie só ficou basicamente na sala. Quem realmente me emocionou foi a Brittany que fez meu coração bater mais rápido de ansiosidade.

    ResponderExcluir