terça-feira, 2 de abril de 2013

[Crítica] Bates Motel - 1x02: Nice Town You Picked, Norma...

Faça o que eu mandar. Assinado: The Whore.

Review:
(Spoilers Abaixo) 

Estou começando a achar que realmente tenho olhos clínicos para escolher uma série de TV. Enquanto meus amigos aqui do Blog se arriscam em produções que não conseguem viver mais que um ano, eu acabo sempre escolhendo aquelas que desde o começo demonstram ser bastante promissoras. Não estou falando apenas sobre a audiência ou o número de seguidores, mas sim de um trabalho muito bem feito, que no futuro suprirá as necessidades de seus realizadores e de todos que resolveram se arriscar numa nova jornada. Quem disse que Bates Motel não veio pra ficar, provavelmente já deve estar arrependido.

Neste segundo episódio voltamos a acompanhar as tentativas da família Bates em seguir em frente após a morte de seu patriarca, mas parece que até mesmo na mais pacata das cidades os problemas vão insistir em persegui-los. Como se não bastasse o assassinato do ex proprietário do hotel que tiveram que esconder da polícia, agora precisam lidar com o retorno de Dylan, o filho não pródigo, enquanto os moradores daquela região vão provando aos poucos que são capazes de fazer coisas piores que o que a família Bates fez para se defender.

Apesar de ainda ser muito cedo pra dizer, acho que já deu pra entender mais ou menos a abordagem que a série vai usar pra narrar o passado do famoso serial killer Norman Bates. O filme Psicose – que eu tive o prazer de assistir pela primeira vez semana passada – deixou claro que a condição psicológica de Norman esteve diretamente ligada com a relação que ele tinha com sua mãe. Sendo assim, já era de se esperar que Norma tivesse mais destaque que o próprio neste prequel, podendo ela ser a grande culpada pela doença do filho. Por sorte ela é interpretada pela excelente Vera Farmiga, que de tão competente não deixa a desejar em nenhuma de suas aparições.
Enquanto o filho estava se aventurando com a nova amiga que desde já está cotada para ser uma possível vítima, Norma estava tentando controlar as atitudes irresponsáveis do filho mais velho e ao mesmo tempo aproximando-se do delegado para que não desconfiem que ela esteve diretamente ligada ao assassinato de um homem. Já que não teve sucesso em nenhum desses dilemas, ficou difícil saber qual deles pesará mais na próxima semana quando a trama evoluir. Mas se depender de Dylan, qualquer erro que pensar em cometer pode e será usado contra ela sem dó nem piedade, ainda mais agora que está evidente até pros personagens que Norma realmente matou seu marido. 

Também nos aprofundamos um pouco mais na relação entre mãe e filho e em como eles lidam com essa proximidade doentia. Norman obviamente sente atração por sua mãe, e ela... Bom, pode não sentir o mesmo pelo filho, mas age como se ele fosse sua propriedade. Uma amiga com uma doença crônica visitando-o pra fazer um trabalho inocente do colégio? Só pode ser uma armadilha de Satanás pra tirar o filho de seus braços. Ou será que Norma tem seus motivos pra manter virgindade do garoto a sete chaves? Bem, acho que já deu pra sacar porque o Norman Bates do futuro decidiu fantasiar que sua mãe estava viva, já que não deixava o filho ter contato com mais ninguém além dela.

Quanto a amiga de Norman, houve apenas um beijo inocente e uma perseguição após descobrirem uma plantação de maconha, mas não acho que ela vá durar muito. Ainda mais agora que descobriu sobre o livrinho psicótico e já o ligou a várias mortes que aconteceram naquela região. Ou seja, ela sabe demais, está andando com um futuro psicopata e tem uma doença crônica, que no melhor dos casos vai pode fazê-la viver até os 27 anos. Não sei não, mas algo me diz que alguém não quer que essa garota sobreviva. Vamos ver o que acontece com cada um deles daqui pra frente. 

Observações Psicóticas: 

- Como eu disse, não é apenas a família Bates que possui um instinto assassino. Alguém naquela cidade foi capaz de incendiar um dono de armazém e logo depois outro corpo carbonizado apareceu numa praça pública. A não ser que tenhamos voltado a idade média onde queimavam as bruxas, temos outro assassino a espreita.

- No que será que Dylan vai se meter pra conseguir uma grana fácil? Algo me diz que Norma não vai aprovar.

- Será que o flerte entre Norma e o Delegado vai vingar ou o Mike Vogel realmente nasceu pra ser recorrente? Bianca Lawson te entende, Migs.

- E aquela briga entre irmãos? Acho que já sabemos quem vai ser o culpado pela morte do Dylan.

Promo 1x03 "What's Wrong With Norman"
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário