sexta-feira, 12 de abril de 2013

[Crítica] Arrow - 1x18: Salvation

#Partiu #Tentar #Ser #Um #Vigilante #Instaboy #Hashtag. 

Review:
(Spoilers Abaixo)

Parece que foi o único que ficou um pouco decepcionado com esse episódio, se eu dissesse que não estava esperando mais, estaria mentindo. Até foi melhor que o anterior, mas mesmo assim não me agradou totalmente. Deve ser porque um dos arcos começados teve um final brochante. Aliás, esse episódio fechou alguns pequenos arcos, né? Sinto que estamos cortando as pontas soltas para que esses episódios finais sejam pra sambar na cara da sociedade.

Gostei do episódio ter saído um pouco daquela dinâmica vilão dos quadrinhos-vilão do caderninho. Estava mais que na hora de termos um episódio mais centrado em um criminoso cotidiano. Alguém de caráter dúbio que por um motivo qualquer começa a cometer crimes. Coincidentemente, esse criminoso estava se inspirando no Oliver e assassinando a sangue frio alguns vilões do Glades.

Esse episódio foi daqueles em que até eu fico chocado quando vejo que realmente só 40 minutos se passaram. Os episódios da série quase sempre são muito bem construídos e acontecem um monte de coisas, palmas pros roteiristas que conseguem isso sem deixar a série superficial. Gostei de ver o desenvolvimento do "vilão" do episódio e da sua trama, o final também foi interessante, a reviravolta é simples e não se sustenta sobre fatos absurdos. A história simplesmente se encaixa, a corrida contra o tempo dá um clima bem gostosinho pro episódio e deixa ainda mais parecido com um filme. 

E filme me lembra trama central, que essa semana foi movimentada por Moira e sua capacidade de ser cínica. Confesso que gostei bastante do jeito que levaram essa trama, estava esperando algo que mostrasse uma boa índole da Moira, quem sabe um tentativa de enganar o Malcolm, mas não. Ela realmente tramou tudo de um jeito que o único que levaria a culpa seria o Japinha, e claro, o Arqueiro Negro deu um jeito nele. Aquele choro dela no final me deixou sem reação, não sabia se ficava com pena, ou se odiava a cara de pau dela. Ela optou por entregá-lo, a Moira podia ter escolhido outra alternativa.

Em paralelo a tudo isso, temos a finalização da trama - que já pode ser considerada uma das mais inúteis e aleatórias de todas as séries - da irmã da Laurel está ou não viva. Agora, se eu estava questionando a inutilidade de acrescentar mais uma personagem pra série (caso a Sarah estivesse viva) foi realmente uma sambada na cara saber que a própria trama foi meio aleatória e não trouxe nada de útil pra história. A não ser que vocês considerem importante, o fato da mãe da Laurel ter assumido que sabia que a filha caçula ia pegar o irmão da mais velha. O melhor é ela admitindo que "deixou" a Sarah fazer isso.

Pra fechar o episódio, descobrimos que o desenho do Caderninho do Pap's tem alguma função do que a estética. Aparentemente aquilo é o mapa do Glades, ou seja, seja lá o que os vilões estão planejando, tem haver com o lado pobre da cidade. Agora só nos resta esperar pra ver no que isso vai dar, provavelmente descobriremos até a finale. Que se eu não me engano, está chegando. Isso se não tivermos mais um hiato...

Reação ao ser questionado sobre os atrasos pra postar as reviews da série:

Quem está atrasado aqui?
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário