sexta-feira, 1 de março de 2013

[Crítica] 2 Broke Girls - 2x18: And Not-So-Sweet Charity

Acho que todos precisamos de um pirulito de Morfina depois desse episódio.

Review:
(Spoilers Abaixo) 
 
Agora não sei se comemoro ou se fico triste. 2 Broke Girls acaba de nos apresentar um ótimo episódio, mas que no final, veio pra nos entregar más notícias. O sonho da cupkateria milionária infelizmente chegou ao fim. Não definitivamente, mas ao que tudo indica, por tempo suficiente pra continuarmos pobres pelos próximos meses. Será que até o final dessa temporada Max e Caroline vão conseguir sua loja de volta? Veremos. Mas por enquanto, vamos falar sobre as diabruras que a Diva dos Channing é capaz de cometer. 
 
Quando recebem uma proposta para vender a loja de cupcakes a uma representante da bolsa Tenner Comercial, Max e Caroline decidem pedir ajuda a Charity Channing, a tia rica que Caroline sempre odiou. E mesmo sabendo que esse ódio era mútuo, ela decidiu se arriscar, já que precisava pagar seis meses de aluguel ou então seriam despejadas. Mas como convencer o anticristo dos cosméticos a ajudar duas pobres almas sem perder a dignidade? Bem, isso desde o começo já mostrou-se impossível. 
 
Primeiramente, devo dizer que foi um grande prazer ver a atriz Missi Pyle na pele de uma Channing de sucesso. A arrogância, os sorrisos falsos, a inveja, é incrível como ela combina perfeitamente com esse tipo de papel. E o melhor é que ela fez tudo de uma forma diferente. Ela não era completamente má e inescrupulosa, só era cheia de si porque tinha construído um império com o próprio esforço. Aliás, qual tio nunca bateu em seus sobrinhos quando faziam algo de errado? É super normal, a não ser quando a criança usa mega hair, daí já é sacanagem. 
 
Na primeira tentativa de pedir dinheiro pra ela, Max e Caroline voltaram pra casa de mãos vazias e vários batons saborosos no bolso. Mas na segunda, elas realmente tiveram uma chance. Charity estava dopada por causa dos pirulitos de morfina que chupava pra aliviar a dor de um processo estético que lhe deixaria dois anos mais jovem. Então, era só dar uma lição de moral, fazer a drogada assinar o cheque e ser feliz. 
 
Quando elas duas saíram da sala com o cheque nas mãos, até pensei que haveria esperança pra loja de cupcakes, mas a vadia sustou o cheque e tivemos que dar adeus a nossa mais nova casa. Ela não fez isso por maldade, só queria que a sobrinha aprendesse a construir seu próprio império ao invés de pedir dinheiro dos outros. E convenhamos, todos sabemos que aquela loja de cupcakes chegou cedo demais, Max e Caroline com certeza ainda não estavam preparadas. Se ela desse os 25 Mil pra manter a loja, depois o que elas fariam? Pediriam mais 25 mil pra mais seis meses de aluguel? 
 
Então, creio que talvez isso seja pra melhor. Além disso, elas tiveram uma sorte danada por vender a loja minutos antes de um carro desgovernado invadi-la. Caroline pediu um sinal de que tomou a decisão certa, e como é dizimista fiel, Jeová atendeu seu pedido. Agora só nos resta esperar pelo próximo milagre que levará Anne Hathaway pra essas bandas em busca de um cupcake. Eu sei, sonha Alice. Pelo menos todos parecemos dois anos mais novos do que realmente somos... Ou não. 
 
Melhor piada: To entre as tiradas da Max pra secretária anoréxica da Tia Charity e as piadas envolvendo a mulher surda que queria comprar a loja. Mas a Sophie dançando com o intérprete dela foi simplesmente impagável. Então, dessa vez, escolham vocês. 
 
 Saldo Atual:
 
Lembrando que os 25 Mil da venda da loja
foram usados pra pagar a Sophie e outras contas.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário