quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

[Crítica] Pretty Little Liars - 3x18: Dead to Me

Spencer atualizou seu status para: Rasgando o véu da viúva e jogando as cartas na mesa.


Review:
(Spoilers Abaixo)

Voltei liars! Finalmente estou me ajustando nas minhas reviews e procurarei ser mais pontual com as de Pretty Little Liars. Obrigado Sodré pela ajuda no episódio passado, assim que eu precisar passo inbox again. Enfim, sei que vocês preferem o Ricardo com todas as teorias conspiratórias dele, mas eu sou o que tem pra hoje. Preparados? Por que esse episódio foi tão bom quanto o da semana passada.

Nossas liars continuam jogando o jogo de –A do jeito que ela quer. Ainda não temos detalhes de qual é esse plano, mas separá-las parece ser a parte inicial dele. Nessa semana tivemos continuação de todas as histórias, ou quase todas, do episódio passado. A começar pelo Caleb e Hanna.

Pelo menos por agora a história de caça à Monna foi deixada de lado para ele voltar à antiga casa, e à força, para pegar umas coisas. Sem adentrar muito nessa parte, o que podemos aproveitar é a revelação da identidade do pai dele. Ou devo dizer tio? É, todo mundo nessa série já deu uma pulada de cerca ou furou o olho de alguém, no caso dele, o do irmão. Isso ficou óbvio desde a conversa da Hanna com ele, e mais ainda quando ele entregou a foto do Caleb bebê que estava na carteira dele. A primeira coisa que bati o olho foi no anel na mão da pessoa na foto e depois na mão dele, que tinha o mesmo anel. Dúvidas de que ele é o pai do Caleb? Eu não tenho.

Antes de adentrar na melhor parte do episódio também tenho de falar da Arya e o Mini Ezra. Com a saída do irmão, Wes chegou de mala feita para passar uns dias por lá e balançar mais ainda as coisas entre o irmão e a cunhada. Fico incrível com a capacidade da Arya de se envolver com pessoas cheias de segredos, talvez para compensar os próprios. É evidente que ele está escondendo mais do que uma expulsão e marido da professora furioso. Arya que se segure, se a Mama Ezra já a odiava por fisgar o mais velho, imagina quando descobrir que está pegando o novinho também! Já tem quem se pronunciou team Wesria, o Sodré por exemplo. Para falar a verdade nem me importo muito com quem adentra na tiny pussy dela, e eu gosto do circo formado mesmo, então, que role muita fricção entre os dois.


Mas o melhor do episódio mesmo ficou por conta da Emily e da Spencer. Quando vi a promo do episódio fiquei louco e querendo que chegasse logo. Como que a Emily e a Alison estavam juntas na noite do assassinato dela? Mas, nada aqui é o que parece, então, vamos entender essa história. Tudo começou quando -A resolveu mandar os postais que Emily enterrou junto com a Alison de volta com alguns recadinhos, do tipo: Todos já sabem que você é capaz de matar alguém. Perturbada, Emily procurou a Dra. Sulivan e acabou fazendo hipnoterapia, para trazer de volta as memórias reprimidas e aceitar melhor tudo. E essa parte foi simplesmente SENSACIONAL. Emily viu ninguém mais, ninguém menos que Alison e ela com a pá, aparentemente matando ela. Mas, como eu já disse, nada é o que parece, e a explicação para essa memória veio logo depois da revolta da Spencer.

Minha liar favorita parece que não vai sair tão cedo do buraco negro que se enfiou depois da descoberta da trairagem do Toby. Ela ainda desconhece a escova de cabelo e as olheiras estão cada vez mais tomando conta do ser dela. O estado dela está tão crítico que depois da notícia que haveria outro funeral para a Alison ela simplesmente surtou e disse que não iria. Aliás, eu também surtaria, quantas vezes essa menina vai ser enterrada? Acho que até o diabo já está cansado de receber o corpo dela. Enfim, o triste é que a Spencer está se afastando cada vez mais das meninas e se trancando no próprio mundo, onde ela monta os próprios planos e não encontra nada. Isso mesmo. O detetive encontrou o apartamento da tal chave, e, para a surpresa da Spencer, não minha, ela não encontrou nada lá. Aliás, eu não sei o que ela esperava. Um altar a ela? Com certeza o team -A tratou de mudar o covil, se é que era lá, quando ela estava na posse da chave, e assim, descabelada e consumida pelo ódio ela foi ao funeral para jogar na cara do Jason que Alison estava grávida do detetive Wilden.


CARA NA POEIRA! As liars só faltaram sair no tapa para calar a boca da Spencer, mas ela estava resolvida a rasgar o véu da viúva. Resta saber o que Jason vai fazer com essas informações em mãos. E a explicação da memória da Emily veio logo depois. Na verdade ela acabou misturando as memórias da noite que foi sequestrada pela Jenna - sim, ainda existem coisas a serem descobertas dessa noite, talvez durem até o fim da série - com as da Alison e deu no que deu. O que realmente aconteceu foi que ela estava em frente ao túmulo da Alison com um agente do team -A desenterrando a Ali enquanto a mulher do capuz vermelho, e LOIRA, dava as ordens. Quanto ao membro do team -A acho que seja o Toby. Já a mulher, o que sabemos é que é loira. Será a introdução da irmã da Alison? Espero que sim. Aliás, para a Emily ter confundido as memórias ela só pode ter visto a gêmea da Alison já que, na teoria, ela não encontrou a Alison na noite da morte dela.


É isso liars, a série está cada vez mais pegando fogo. Estou ansioso pelo próximo episódio dessa loucura que tanto amamos. Vejo vocês na próxima semana. Enquanto isso, fiquem com a promo do próximo episódio, onde a amizade das meninas parece estar mais abalada do que nunca...


PROMO - 3x19: WHAT BECOMES OF THE BROKEN-HEARTED


Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários: