domingo, 17 de fevereiro de 2013

[Crítica] Nashville - 1x13: There'll Be No Teardrops Tonight


Rayna, a  vagabunda do ano!

Review:
(Spoilers Abaixo)

Episódio emocionante e calmo. Nada de tão novo aconteceu, quer dizer, o que a gente já esperava aconteceu. Reviravoltas, tivemos algumas que foram essenciais pro desenrolar da trama. Acho que Nashville garante uma segunda temporada sim. Tem história.

Mas, vamos ao episódio,

começamos quando Rayna esta em choque com a notícia do divórcio. No meio de tantas entrevistas, Liam aparece. O empresário dela até tenta brecá-la, mas Rayna é mulher feita né? Outra que tá querendo ser mulher feita é nossa linda Juliette que entre tantos dramas acaba se perdendo bonito. Porra, dá um drama bacana e tenta deixá-la um pouquinho mais humana. Não sei se ainda existe alguém assim como ela no show bussiness, algumas me dirão: MUITAS, mas será? Tão chatinha e mesquinha? Querendo ser Madonna? Ai, sem saco pra Juliette e esses transtornos.

Em uma conversa (já volto pro Liam e Rayna) com Deacon, ele acaba deixando escapar que o empresário dela reclamou pra equipe não levá-la tão a sério. Claro, um dedo né pra ela surtar. Diferente de Rayna que não tem tanta dor de cabeça no quesito "preparar o show", Juliette quer tomar o mundo com as mãos. E acaba fazendo isso errado. Mesmo ela estando certa sobre mandar na sua carreira e fazer o que quiser com a turnê. Um ponto a mais e a menos pra ela, pois ela surtar no meio da noite, chamando todo mundo pra fora e xingando tudo e todos, acabou fazendo que seu empresário se demitisse. E claro, mais tarde ou quem sabe no próximo episódio ela já sinta como é se sentir no poder, no comando. Vamos acompanhar. A solidão tá fazendo tão bem a ela, que chamou sua mãe pra morar com ela. A casa é grande né?

Voltando a nossa vagabunda, cadela, piranha do ano: Rayna James.

Sério. Por que ela não fica com o Deacon de uma vez? Claro que o Liam tinha segundas intenções desde o início e ela não foi pra cama com nenhum dos dois (porque não deu tempo!) mãs pegou pegado [pesado]. Minha avó a chamaria de galinha sura. E no meio de tudo isso não entendo o porque dela ficar abalada com a separação. Divide a guarda e tals, e ponto. Eles já estavam distantes mesmo, e agora Tedd acendeu a chama do amor pela Miss Piggy (Ops, Peggy) e a filha deles, a mais velha, ouviu ele conversando com ela. E claro, entregou de bandeja para Rayna.

E a irmã de Rayna também tá ligada na loucura, prevejo Tedd se ferrando em alguns episódios. Ele vai querer bater de frente com o pai de Rayna e já já roda. Não podemos nos esquecer que a filha mais velha de Rayna não é do Tedd. Será que ele vai se vingar em algum momento e contar pra menina? Sei lá. Vamos acompanhar. Tá gostoso, tá bonito.

Bom domingo pra nós,

bêj.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário