segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

[Crítica] Hart of Dixie - 2x13: Lovesick Blues


Não coloque o seu coração em quarentena.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Vocês acham que apenas aqui que enfrentamos surto de doença? Até mesmo a charmosa cidade de Bluebell tem os seus problemas com certos vírus. Agora vocês querem saber algo injusto? Na série, até mesmo ficar doente tem o seu charme. Pessoas com gripe não são fofas, mas na série, o romance invade a vida de todos e quase nos faz querer ficar doentes também. Assim, quem sabe, a Zoe ou Wade vem nos trazer sopa na cama. Certo! Não fiquem doentes porque a realidade é outra. No máximo, vocês irão parar no posto de saúde. Mas vamos nos concentrar no episódio, que é o melhor que fazemos.

Começando pela Lemon, que tinha grandes planos para esta semana, mas acabou se atrapalhando toda. É notável acrescentar que houve uma passagem de tempo de semanas de um episódio para outro, por isso temos algumas tramas já avançadas, como o relacionamento da Lemon e esse cara novo. Ela já superou o Lavon? Talvez. Mas foi muito bom que a série passou essa parte clichê de sofrimento e já colocou a personagem envolvida com outro cara. Lavon não é lá grandes coisas e por que ficar sofrendo quando você pode engatar um romance com outra pessoa?

E foi justamente o que ela fez. Sendo a Lemon recatada, precisou de um empurrão da Annabeth para perceber que estava na hora de avançar as coisas em sua relação. Por isso, ela planejou uma noite especial junto da amiga, para que o seu encontro fosse perfeito. E teria sido se não fosse a gripe, que afetou a todos. Foi muito engraçado ver a Lemon tomando xarope como se fosse água e tentando seduzir o cara completamente alterada. Pelo menos tudo acabou bem e ela foi devidamente cuidada no final. Mas o que ela estava esperando? Achou que teria sua noite especial sem beijos e sem o cara perceber sua alta temperatura? Enfim, vamos dar um desconto. A pobrezinha devia estar alucinando.

Ironicamente, enquanto toda a cidade estava caindo perante a doença, a única que mentiu sobre o seu estado não pegou nada. Annabeth foi uma das primeiras a informar que não estava bem - para fugir do comercial com o perfeito -, mas não ficou realmente doente em momento algum. Parece que karma ainda não chegou em Bluebell. E por falar nela, devemos admitir que o prefeito está caindo aos seus pés. Apesar de não gostar da ideia dos dois juntos, confesso que eles ficaram fofos juntos. Ainda mais quando o prefeito a escolheu para estrelar o seu comercial. George percebeu o que estava acontecendo na hora.

Zoe também teve os seus momentos. Wade foi o responsável por quebrar a quarentena e trazer a doença à cidade. Foi muito maneiro a forma como a edição mostrou que o Wade era o paciente zero, pareceu um daqueles filmes de epidemia. E, enquanto a Doutora ficava ligando o tempo inteiro com ciúmes, nem imaginava que o Wade estava sofrendo sozinho na sua casa. É claro que foi uma opção dele, mas Wade não está mais sozinho e a Zoe é cabeça dura. Resultado? Sopa na boquinha. Ah, eu fico imaginando quem não gostaria de um tratamento igual a esse. Vai entender...

Lá no final, em seu desfecho, a própria Zoe fica doente e, em uma cena muito engraçada, desmaia na frente de todos. Wade, como um namorado fofo, serviu sopinha da boca dela. Tem como querer mais do que isso? Tem sim. Outro casal surgiu no final do episódio. Annabeth foi visitar o prefeito e eles se beijaram, finalmente. Depois de correr dele o episódio inteiro, ela percebeu que não estava traindo a amiga, porque a Lemon já estava em outra. E aí? Será que teremos conflitos sobre isso nos próximos episódios? Será que a Lemon vai aceitar? Veremos.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário