terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

[Crítica] The Following - 1x05: The Siege


Está na hora de uma conversa. Cara a cara.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Antes de começar, desculpe-me pelo meu atraso. The Following continua explodindo nossos cérebros (no bom sentido) e ainda é a minha estreia favorita deste ano, mas eu realmente estou correndo contra o tempo. Fico realmente tocado com o pedido de vocês nos comentários/facebook/twitter (everywhere!), mas saibam que eu tento trazer essas críticas o mais depressa possível. Só que, há determinados momentos, que é difícil. Enfim, sem mais delongas, vamos ao episódio que voltou a nos deixar com a cara no chão. Fico imaginando quando isso vai parar de acontecer.

A história já começou na cama, com o nosso triângulo amoroso quão funcional eles são. Cara na poeira quem pensou que só ficaria naquela cena do chuveiro. As coisas realmente esquentaram e entraram em um novo nível. E é justamente nesta nova virada que encontramos um novo problema. Se no começo da série era o Paul que estava sobrando, agora parece que o personagem que se destaca é o Jacob. Enquanto Emma e Paul estão mais unidos do que nunca, Jacob está com um pé atrás. E a dois motivos para esses recentes questionamentos: Homicídio e Sexualidade.

Nós e os personagens sabemos que o Jacob nunca matou ninguém. Tudo bem. Mas começo a acreditar que o Jacob realmente planeja matar alguém em sua vida. As duas pessoas mais importantes de sua vida atual se juntaram para fazê-lo tirar uma vida, mas ele continua sem a capacidade homicida necessária. E, se mesmo com todo esse apoio ele não consegue, o que podemos pensar quando ele estiver sobre pressão? O enredo provavelmente continuará batendo nesta tecla. Manter uma pressão no personagem e ver se ele quebra. O outro conflito do Jacob é querer provar a si mesmo que é heterossexual. Sério? Depois de cinco episódios e anos ao lado do Paul? É possível que ele só esteja com ciúmes da boa relação (até demais!) da Emma e do Paul.

Enquanto alguns não sabem o que querem, outros têm plena consciência. O filho raptado da Claire sabe muito bem que algo está errado. Depois de ouvir algumas conversas paralelas, ele conseguiu descobrir onde estava o telefone e ligou pra sua mãe. O menino está mesmo possuído, porque, além disso, ele também escapou da casa e foi socorrido por um casal de velhinhos simpáticos. Bem, seria bom para a vida do casal se ele tivesse permanecido em casa. Paul os matou sem dó e piedade, mas não antes que eles pudessem fazer uma ligação especial para a polícia.

Pronto. Foi o suficiente para o Ryan começar uma caçada frenética aos seguidores. De quebra, um outro seguidor surgiu na fazenda para levar os outros para um outro lugar. Ryan estava tendo suporte de um policial figurante que obviamente morreria. Morreu. Agora uma dica, se vocês estiverem com uma arma pedindo para a pessoa parar de se mexer e ela não escutar... Atirem na cabeça. O importante é que o Ryan achou o garoto e a japonesa, mas parece que terá dificuldades para sair. Fechando o episódio de um jeito bombante, Ryan também se tornou refém dos seguidores na casa de campo. E as coisas ficarão feias, considerando que toda a força policial chegará ao local. Será que tem saída?

Em paralelo a isso, Claire participou de um pequeno Jogos Mortais particular. É óbvio que ela estava sendo levada para uma armadilha com propósitos sádicos, mas dá para entender que uma mãe faz coisas estúpidas para estar perto do seu filho. Algo que eu realmente gostei neste episódio foi a relação entre o Joe e a sua advogada. Como sempre, os flashbacks foram esclarecedores e muito bem editados. Ela não é má, mas já foi prepotente a ponto que ficar no caminho do Joe. Agora, está sendo usada como mensageira em um plano diabólico. E por falar em Joe, ele está usando todas as suas armas. Será que os planos estão saindo do seu controle ou ele tem tudo muito bem planejado? Enfim, vamos ver como o trio homicida vai se sair na casa de campo, agora que estão cercados por todos os lados.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. The Following é boa, mas não chega nem aos pés de Utopia (uma série britânica de 6 episódios) que foi lançada nesse começo de ano. Acho que ela não vai ter continuação, mas não fará muita diferença, já que o final foi excelente e respondeu todas as perguntas! Quando vocês tiverem uma chance, confiram!

    ResponderExcluir