sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

[Crítica] Dallas - 2x03: Sins Of The Father


Não contavam com a minha astúcia!
(Legenders sobre Ann, sobre esse PUTA episódio)

Review:
(Spoilers Abaixo)

Olha, eu ia gritar em caixa alto todos aqueles nomes que gritei no da Nikita mas acho que não precisa. MEU DEUS DO CÉU que episódio foi esse? Que delícia. Isso sim que é novela. Uma pena passar uma vez por semana, eu que no ano passado cansei na metade da temporada, acabei tendo essa oportunidade que João me concedeu pra escrever sobre esse ano, mas não imaginava que seria um episódio de loucura rural atrás do outro nessa temporada. A coisa começou num grau, num nível. DELÍCIA.

Vamos ao episódio,

Chris lindo quer porque quer foder com Pamela e dessa vez, no mal sentido. Pois no bom vocês sabem né, quem tá ganhando bem é nossa amiga Elena. Pois muito que bem [/tulla luana] ele recebeu o telefone de Tommy (dou um beijo na boca pra quem teve essa ideia) e lá continha uma ameaça de Pamela. E pela primeira vez achei lindo um detetive não acreditar na mulher. Pois ele foi falar com Pamela e ela disse que Chris era obsessivo e cuidadoso com ela, mas claro, o detetive não caiu e tudo ocorreu bem. Acharam sangue no antigo apartamento dela  e agora quero ver como ela vai se explicar. Vamos ver se ela estará sempre por cima, como disse pro Darling do JR Junior.

Nisso, a lindinha da tansinha e da vendida da Becky foi pra fita. O capanga da Pamela deu fim nela. E quando ele chegou em casa, JR Old estava lá a espera dele. E como sempre, os melhores diálogos vem dele. Ele explicou pro capanga que assim como ele, ele também quer a cabeça de Pamela. Ele não quer deixar ela, e pelo que entendi, nem Elena entrarem pra essa família. John filho conseguiu jogar Sue Ellen contra Elena por causa do empréstimo, e agora, JR surpreende dizendo que quer destruir Pamela, diálogo digno, acompanhe:

- Frank, eu sou JR Ewing. Posso fazer um corpo aparecer no meio de uma igreja sem ninguém saber como chegou lá.

- Por que devo confiar em você?

- Queremos destruir Pamela! E é uma coisa rara e bonita quando inimigos dividem o mesmo inimigo. Estarei esperando uma ligação.

Great.

Falando agora em Elena, o irmão dela voltou. Agora sem vícios, sem confusões. Quer dizer, o menino já chegou querendo arrumar pra cabeça. Queria as terras de volta do pai dele pra perfurar e tentar achar petróleo. Mas como não tem jeito, Elena o convidou pra trabalhar com ela. Porque a sarna da Sue Ellen agora resolveu invocar com ela. Preferia ela quando ela tava querendo ser do bem, mas, fazer o que.

Não sou mais a tansa de Desperate Housewives! Sei onde enfiar a bala agora!

O grande momento do episódio sem dúvidas foi o final. Não esperava que isso aconteceria, mas quando o advogado de Ann e Bobby chegou dizendo que Harry não seria indiciado por sequestro, nem por abuso sexual pois a Emma estava do lado dele, Ann ouviu e quando a vi sair com o ar de desesperada, lembrei de um certo momento em 2004 que a vi do mesmo jeito. Só que dessa vez ela não iria levantar a arma contra sua cabeça e atirar, ela atiraria em Harry. Esse grande motherfucker.

E a cena não podia ser mais emocionante. Ele a humilhou tanto. Vai ver a sua mãe contou que na delegacia, Ann a deixou no chinelo quando disse que ela jamais poderia casar com o filho. Ann sempre rainha. Agora quero só ver o que vai acontecer. Bobby pediu ajuda a JR Old, mas Ann já fez o serviço. E agora Emma? Como vai ficar essa situação? PQP. Que episódio sensacional. SENSACIONAL mesmo.

Bom final de semana (mais uma vez!).

bêj.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Oi já que Emily Owens M.D teve seu último episódio exibido 1x13: Emily and... the Leap, vocês poderiam voltar com as críticas de Chicago Fire, que está bombando, com direito até a Incendiário.....será uns dos mistérios da série.

    ResponderExcluir