segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

[Crítica] Bunheads - 1x11/12: You Wanna See Something?/Channing Tatum Is a Fine Actor

Recolocando tudo no lugar e abrindo espaço para novas coisas.


Review:
(Spoilers Abaixo)
E finalmente chegamos aos últimos episódios de Bunheads marcando a volta da summer finale, do abandono eterno e da minha indisplicência. Depois desse último review duplo as críticas passarão a ser individuais. Sem mais, vamos lá.

Se todos recordam, a summer finale terminou com a partida de Michelle de Paradise depois do desastre no Quebra-Nozes. Nesse primeiro episódio o que vimos foi uma Paradise, ou pelo menos parte dela, totalmente fora dos eixos com a saída da Michelle. Fanny fechou o estúdio e fez dele uma casa dos horrores, e as meninas não tinham mais a amizade da Michelle para guia-las.

Já Michelle revivia tudo o que vimos no primeiro episódio da série, só que mais decadente como assistente de um mágico. Mas bastou um vídeo de casamento e uma visita da Fanny para ela finalmente voltar a onde nunca deveria ter saído.


Enquanto isso Boo recebia a notícia de mais um irmão a caminho. Ginny se virava como corretora no lugar da mãe. Melanie cuidava do avô e Sasha permanecia escondida depois do retorno do verão em Joffrey para não enfrentar o silêncio mórbido e eterno dos pais. No fim, com o retorno de Michelle ela teve um lugar para ficar, pelo menos sozinha, já que o beijo com o Roman foi interrompido com a chegada da amiga.

Mas o melhor mesmo estava reservado para o episódio doze, com a introdução dos novos personagens da série. Agora com Michelle de volta a Paradise as coisas voltaram a se ajeitar novamente, mas não para Truly.

Depois de não pagar o aluguel do prédio onde funcionava a Sparkles, ela foi expulsa e não restou alternativa a não ser fazer da casa da Michelle a nova loja. Foi preciso a Michelle servir de mediadora entre Truly e Milly, a fiadora, que é irmã dela, ex-namorada do Hubbell e ainda apaixonada por ele. Agora calcula a situação. Michelle e Truly tentando conversar com a mulher que era apaixonada pelo mesmo homem que elas! Só tenho uma coisa a dizer: Paradise não tinha outro homem além do Hubbell? Assim sabe, nesses doze episódios de série já apareceram coisas bem melhores. Just saying. E para quem não reconheceu, a atriz que faz a irmã da Truly é ninguém mais ninguém menos que Liza Weil, que participou de Gilmore Girls, a antecessora de Bunheads.


Os próximos personagens foram Cozette, a menina poliglota, multitalentosa e minha nova paixão na série – pelo menos até agora. E o irmão dela Frankie, também muititalentoso e evidente novo affair da Ginny. No primeiro instante as meninas não gostaram nada da nova garota, principalmente a Sasha que sempre foi a melhor dali e agora terá de disputar o posto com a Cozette. Ginny e Frankie já começaram os flertes, logo devem estar aos beijos.

Boo e Carl estão melhores do que nunca e chegaram à fase de apresentarem-se aos pais. Boo atrapalhada como sempre achou de dar atenção aos conselhos amorosos da Michelle e ficou mais perdida que cego em tiroteio no jantar com os pais do namorado. Já Carl não poderia ter se saído melhor com os pais da Boo, acho muito fofo o casal e torço por eles.

Finalizando o episódio, a bomba de sempre, é claro. Dessa vez a separação dos pais da Sasha é definitiva. O pai dela encontrou alguém, provavelmente um homem, e ela terá de escolher morar com o pai ou com a mãe... em outra cidade! Ela claro bateu com o pé e disse que não vai. É em Paradise que está o ballet, os amigos e o namorado dela. Irá Sasha morar com a Michelle? Não sei por que, mas estou apostando nisso. As respostas virão logo mais no review do episódio treze. Agora vou dar uma pequena pausa, mas amanhã sem falta ele está aqui. Até lá meus queridos, e mais uma vez, desculpem-me.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário