sábado, 23 de fevereiro de 2013

[Crítica] Arrow - 1x14: The Odyssey

Felicity: como não amar?


Review:

(Spoilers Abaixo)

Destino ou coincidências? No que você acredita? Eu, particularmente, acredito que o destino seja formado por coincidências, ou seja, um não teria sem sentido se o outro não existisse. Estou falando isso, porque foi um pensamento que me acompanhou da metade até o final do episódio, afinal, o único livro que o Oliver deve ter lido na vida, foi o que impediu ele e aquele cara de serem descobertos. Sem falar que se Felicity não estivesse saindo da empresa naquela hora, o que teria acontecido com o Arqueiro? Quem tiraria ele dali? Mais uma vez, coincidências e destino se encontrando, por mais que o plano dos roteiristas não fossem esse, os fãs já sabiam que Felicity estava predestinada a ajudar o Oliver e entrar pra equipe. A Emily Rickards é uma linda que conseguiu cair na graça dos telespectadores, conseguindo inclusive ser promovida ao elenco regular na confirmadíssima segunda temporada. O que claro, foi motivo de comemoração por todos os lados.

Engraçado como a personagem funciona com qualquer personagem com o qual ela interage, parecia que ela e o Diggles se conheciam há séculos. Os diálogos deles foram divertidos e leves, lógico, passada a preocupação inicial com a saúde do Oliver, que a gente sabe, não vai morrer tão cedo. Então, não sei pra quê essas forçadas, do tipo "Meu Deus, o coração dele parou de bater!". A não ser naquela vez que foram só os cabos que tinham se soltado, obviamente um detalhe que foi descoberto por ela, Felicity. Afinal, "Fios são sempre fios". Achei bem justo ela aceitar entrar no Team Arrow, e já torço pra eles demorarem bastante pra achar o Walter. Brincadeira, eu até gostava do personagem também, será que ele anda por onde? 

Aliás - como diria minha professora de Biologia "Momento Cultura Inútil" - estive pesquisando e descobri que nos quadrinhos o Walter é branco, parece que ultimamente os roteiristas responsáveis pela adaptações televisivas/cinematográficas tem "mudado a raça" de alguns personagens. Como o Elektro em O Espetacular Homem Aranha 2, que vai ser interpretado pelo Jamie Foxx. Que aliás, é um excelente ator. Óbvio que os mais nerds que conhecem os personagens dos quadrinhos vão estranhar a mudança, mas até que eu acho interessante. Enfim, voltando ao episódio.

Fui assistir esse episódio esperando algo totalmente diferente, pois é, não tinha lido sinopse, nem visto promos ou qualquer coisa parecida. Resultado cara na poeira, eu sabia que íamos ter um episódio voltado pro passado na Ilha Purgatório/Prisão, mas não imaginei que fosse esse. E ainda mais surpreso eu fiquei por ter gostado, confesso que faço grupo das pessoas que não acham os flashbacks da ilha tão interessantes. Foi bacana ir entendendo mais de como se deu toda a ideia de treinamento do Oliver lá na ilha, ainda teve o amadurecimento do personagem. Sem falar que ainda acrescentou elementos novos na trama, como a filha do Japa. O mais curioso é que a filha do Japa tem uma tatuagem igual a que o Oliver tem atualmente. Parece que essa ilha ainda tem muita história pra mostrar. 

No mais, meio que achei desnecessário e covarde da parte do Oliver se relutar tanto em entender que a mãe é uma vadia/vilã de marca maior. Teve uma hora que eu senti vontade de sacudir ele e gritar "ELA ATIROU EM VOCÊ, CARA!", mas enfim, acho que deve ser realmente barra você descobriu que sua mãe é uma arqui-vilã. Sinceramente, não sei, obviamente nunca aconteceu comigo.

Agora é ir assistir o episódio novo e ver como a dinâmica do Team Arrow está, sem falar que o episódio trouxe o personagem correspondente ao Ricardito/Speedy dos quadrinhos...

PALMAS PRA PROMOÇÃO DA FELICITY E...PRA RENOVAÇÃO DA SÉRIE TAMBÉM!

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. gostei muito desse episódio.. nem sei pq demorei tanto pra assistir... os flashbacks foram muito interessantes.. e a Felicity descobrindo a identidade do Arrow foi muiiiiittttoo gratificante.. a série só tem a ganhar com ela entrando pro Team Arrow.. #AMAMOSFELICITY

    ResponderExcluir