quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

[Crítica] Hart of Dixie - 2x10: Blue Christmas (Mid-Season Finale)


Tudo o que eu quero de Natal é você.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Alô, alô, graças a Deus! É natal em Bluebell e nós já iniciamos um novo ano. Atraso, eu sei. Mas finalmente chegamos ao último episódio de Hart of Dixie apresentado, quitando de uma vez por todas os atrasos (tirando as críticas de Beauty and the Beast, que devem surgir nos próximos dias). E como não poderia deixar de ser, tivemos mais um excelente episódio, que encerra o ano com o nível alto. É claro que tivemos algumas coisas irritantes e que eu irei praguejar muito nos próximos parágrafos, mas as partes legais simplesmente conseguiram ofuscar todo o resto. Esse atraso não me pertence mais.

Vamos começar a falar sobre as coisas que não me agradaram? Acho digno, porque assim posso terminar a crítica falando de coisa boa. Todo mundo sabe que eu não consigo engolir a Ruby. Na crítica anterior, eu tinha previsto que ela e a sua relação não duraria muito na série e eu não poderia estar mais certo. Foi preciso apenas mais um obstáculo e a quenga pulou pra fora do barco. Na verdade, nem um obstáculo foi. Porque ela ficou tão brava quando descobriu que não era o único amor do Lavon? Não existe uma mentira neste caso. Ninguém vai começar a namorar e falar sobre as suas ex's. Foi um motivo estúpido, mas que combinou perfeitamente com a personagem. Provando o que eu já havia dito, ela só estava esperando uma desculpa - por menor que fosse - para escapar de uma vez por todas.

Lavon também foi outro que me irritou durante todo o episódio. Como se já não me bastasse se relacionamento sem futuro com a Ruby, ele ainda planejou pedi-la em casamento. Eu quase caí da cadeira. Seria até mais aceitável que o próprio George Tucker tivesse pedido a Tansy em casamento. Lavon ficou todo insuportável e cego de amor, pedindo inclusive que a Lemon engolisse a sua paixão, sem se importar com os seus sentimentos. Lemon fez exatamente isso. Engoliu o orgulho e foi boa com a venenosa. Porém, como a Ruby é insuportável, algumas verdades acabaram vindo à tona. A conversa de despedida entre o Lavon e a Ruby deveria ser emocionante, mas eu fiquei entediado. Ruby não tem o menor carisma para "sofrer" esse drama, e muito menos, sentimentos.

Earl, ou "Crazy Earl" para os íntimos, voltou a aparecer. Estava contando com isso cedo ou tarde. Ou vocês pensaram que eu esqueci que ele enterra dinheiro nas suas terras? Enfim, a questão é que o drama de pai e filho é um dos melhores já levantados na série. E a trama voltou a se aprofundar nisso. Devo dizer que o tempo foi perfeito, porque a relação entre ele e a Zoe estava balançada e o amadurecimento do Wade ficou mais claro sob os olhos da doutora. A conversa que ele teve com o pai na igreja foi sentimental e extremamente emocionante. Uma das melhores cenas de toda a série. Gostaria muito de ver o Earl melhorando de vida e se tornando um membro efetivo de Bluebell novamente. Também foi muito interessante saber os motivos que levaram o Earl ao alcoolismo, ou seja, a morte de sua mulher, que teve câncer.

Outros casais também marcaram presença nas diversas comemorações desta pequena cidade. George Tucker e Tansy formam um ótimo casal, como já disse nas críticas anteriores. Nesta Mid-Season, tivemos a oportunidade de vê-los juntos como namorados. Tansy é mesmo maluquinha e certamente desperta algo selvagem no velho e certinho George. E ele também deve estar muito apaixonado para achar que um casaquinho para pêras é um bom presente. Outra dupla que promete acabar com as estruturas da cidade é o Brick e a sua gata jovem. Não tivemos momentos entre eles dois como no episódio passado, mas a cena final, com eles dois sendo pegos fazendo sexo pelo George foi ÉPICA. Eu torço por esses dois casais!

E como não poderia deixar de ser, guardei o meu casal favorito para o final. Wade e Zoe finalmente se acertaram e resolveram se tornar um casal público. E tudo aconteceu exatamente como eu havia imaginado. Eu não queria ver o Wade correndo atrás da Zoe. Ele fez a sua parte nos últimos episódios, e se eles estavam afastados, a culpa era toda dela. Então, reconhecendo o seu erro, ela foi até ele e o pediu em namoro. Não poderia ter sido mais perfeito, assim como o coral na varanda do Wade quando eles estavam prestes a oficializar o relacionamento. Um ótimo final para uma ótima despedida de ano.

PS. Muito válida a participação da mãe da Zoe no episódio. Foi uma das personagens que ajudaram no amadurecimento da filha, que insistia em mentir para não se julgada.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKK, REVIEW BOA MAS O VÍDEO FOI ÉPICO KKKKK RINDO AINDA AQUI

    ResponderExcluir