domingo, 13 de janeiro de 2013

[Crítica] Don't Trust the B---- in Apartment 23 - 2x09: The Scarlet Neighbor...


Ninguém pode mudar a vadia do apartamento 23.

Review:
(Spoilers Abaixo)

É impressão minha ou os episódios desta série estão saindo bem mais rápido do que de costume. Há boatos que ela tomou o lugar de 666 Avenue Park, que foi retirada da grade da emissora. Essa é uma boa explicação, porque não completou nem uma semana que o episódio anterior saiu. Se fosse em outra época, eu estaria pulando de felicidade, porém, a série continua deixando a desejar e está caminhando para um cancelamento digno. Eu sei que muitos irão me odiar por falar isso, mas é verdade. E como eu prometi, aqui está a crítica em dia, só espero que a série melhore nos próximos episódios.

O que a série tem de mais divertido? Definitivamente a maluquices da Chloe. Nos melhores episódios, ela nos enganou, fingindo fazer algo bem pelo os outros, mas na maioria das vezes era apenas uma farsa para destruição ou autobenefício. É justamente este tipo de reviravolta que eu espero todas as semanas. Chloe é uma bitch e o que ela faz de melhor é enganar os outros e sair por cima. Agora, quem é a personagem mais chata? A June. Não digo que ela seja uma personagem ruim, porque ela está na frente para sofrer uma desconstrução do seu caráter, mas quando ela tenta fazer o bem com aquela cara de personagem da Disney, me dá vontade de vomitar.

É por isso que é sempre engraçado quando ela é enganada pela Chloe, que é a mestre das loucuras. E, melhor ainda, é quando a June a segue e desce totalmente o nível por causa da preciosa vingança. São desses momentos que este episódio deixou a desejar. Primeiro que já começou com uma June no auge da felicidade querendo ajudar todos na rua e no prédio. Ela é irritante, mas é muito engraçado ver o reciprocidade das pessoas ao seu redor, sempre xingando, ignorando ou ameaçando chutar sua vagina (Sim! Aquele velho deveria ter aparecido mais uma vez neste episódio com outra fala ranzinza e diva). O importante é que o enredo da trama é justamente trocar o que é certo pelo errado e isso funciona muito bem. Não queremos ver gentilezas, queremos ver loucuras.

E esse episódio parecia perfeito para loucuras da Chloe. Primeiro que ela se revelou uma predadora sexual, entrando em conflito com os novos moradores do prédio, que têm um filho de 17 anos todo montado na safadeza e sexo descontrolado. Vocês percebem como este plot tinha tudo para dar certo? Mas de repente tudo foi sugado para o mundo entediante da June, onde o errado permaneceu errado e a Chloe concordou que teria que ser uma pessoa melhor, começando por escolher os seus parceiros. Vocês imaginam a Chloe com um cara certinho? Nem eu. E todos sabíamos que não aconteceria o que a June queria, então eu esperava pelo menos uma reviravolta.

Porém, nada aconteceu. Em seus melhores tempos, Chloe teria transado com todos os caras do episódios, inclusive o menor de idade e o Mark. Mas, em uma reviravolta fraca, ela se contentou em fazer sexo com um japonês desconhecido. Percebem como isso foi fraco? Nada mudou e a única que aprendeu uma lição foi a June, onde não se pode mudar os seus amigos. Tivemos também o reforço do plot de amor platônico do Mark. Agora até mesmo a vadia do apartamento 23 sabe sobre os seus sentimentos secretos.

E quando pensamos que poderia acontecer alguma evolução em torno disso, Mark aparece namorando com sua ex novamente. E, claro, além de está indisponível, ele também teve que ser obrigado a remover o seu gosto pessoal novamente. Sem contar que a June nem piscou quando a Chloe queria avançar nele, levando a crer que ela não está nem aí para ele. Um dos pontos altos do episódio foi a interação do Luther e as vadias da boate. Eu morri de rir das diferentes formas em que ele dispensava uma garota para o James, que acabou sem transar mesmo. Bem, concluindo, este episódio foi bem fraco. Vamos ver se o próximo anima mais.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário