segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

[Crítica] Arrow - 1x10: Burned


Não há como começar uma vingança sem sair queimado.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Arrow finalmente está de volta depois do merecido descanso do final de ano. E o arqueiro não ficou sumido apenas por causa do hiatus não. No próprio enredo da série - onde houve um pequeno salto no tempo -, o arqueiro ficou sem dar o ar da graça. E sabem aquele famoso ditado que só damos valor a algo quando perdemos? Então, nunca se tornou tão perfeito neste caso. Não foi apenas o público que sentiu falta deste justiceiro. O povo da cidade também clamava por justiça enquanto ele estava se recuperando. E a passagem de tempo foi bem aceitável, considerando que o Oliver tinha se machucado seriamente.

Uma coisa que eu ainda não consigo entender é porque ninguém desconfiou dele ainda. O próprio cara que lutou contra ele deveria saber a sua identidade no momento em que soubesse sobre o seu "acidente". Bem conveniente, certo? Outra coisa que me aborrece bastante é o descaso do roteiro quanto a competência dos policiais. Eu entendo que o verdadeiro herói é o arqueiro, mas existem alguns casos que até mesmo um zero a esquerda conseguiria perceber. E não foi diferente esta semana. Mesmo depois de diversos motivos que levavam a crer que a morte de bombeiros não era apenas acidente de trabalho, ninguém teve a capacidade de ligar uma coisa a outra.

Aliás, a incompetência foi ainda mais longe esta semana. Além de não conseguir ligar os pontos, o pai da Laurel ainda negou toda a história e os fatos, mesmo que eles tenham sido jogados em sua cara. Digo, eu estava mesmo torcendo para a Laurel trabalhar em equipe com o Oliver novamente, mas não contava com tamanha estupidez da força policial. Enfim, deixando esses detalhes mais chatos de lado, a história voltou a aproximar os meus dois personagens favoritos. Depois de semanas cada um do seu próprio lado, Laurel e Oliver finalmente estiveram e trabalharam juntos, mesmo que seja com o seu alterego.

E o mais interessante é que, durante o episódio, ela teve uma conexão direta com o nosso herói. Depois de ter roubado o celular que o Arqueiro deu ao seu pai, Laurel mesmo jogou o seu caso na cara do justiceiro. E eles não podiam trabalhar juntos sem as feridas do passado voltarem à tona. E o Oliver teve a cara de pau de dizer que a ouviu falando com o seu pai que ele era apenas um assassino. Gosto assim. Quando as coisas são jogadas na cara, sem pudor. Laurel ficou um pouco poker face, mas soube sair bem da situação. E ela manteve um diálogo com o justiceiro durante todo o episódio. Adorei essa ideia do telefone e fiquei feliz que seja justamente ela quem o usa.

Porém, não podemos esquecer que, apesar do pai da Laurel ter deixado o celular com ela, ele estava todo satânico com segundas intenções. Ainda assim, espero que o Oliver descubra logo sobre a escuta no celular e resolva o problema sem perder o contato direto com a Laurel. Fala sério, eu não quero assistir por muito mais tempo ela beijando o Tommy. Eu simplesmente não gosto deles dois. E achei lindo quando ela negou uma de suas gavetas a ele. É uma coisa boba, na verdade, mas que faz toda diferença. Ali, ela deixou claro que não se jogou de cabeça nessa relação. Aposto que está esperando um parecer do Oliver ainda. Está esperando o quê, meu filho?

De quebra, para complementar este bom episódio, tivemos um bom caso envolvendo as mortes dos bombeiros. Gostei da produção bem feita e de tudo girar em torno de vingança. Desde o começo a série vem fazendo esse paralelo entre vingança e justiça. Neste universo, a vingança é sempre condenável. Emily Thorne não curtiu. E, claro, para finalizar ainda tivemos mais algumas cenas na ilha. Sinceramente, acho bem chatos esses flashbacks. Ainda não conseguiram me prender. Estou esperando o momento onde veremos o Oliver passar de playboy para assassino frio, mas, por enquanto, está um pouco entediante. Nos vemos semana que vem? Não falhem comigo.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Gostei muito do episódio.. e gostei muito do vilão que foi apresentado.. A única coisa que reclamo dos vilões é: alguns tem potencial para mais de um episódio.. Como foi o caso do vilão desse episódio e daquele que atirava balas envenenadas.. Poderiam ter aproveitado mais deles.. mas..
    Os flashbacks realmente são tediosos, e alguns até desnecessários.. como foi o desse episódio..
    Mas Arrow está me agradando tanto que é díficil explicar.. está tomando rumos maiores a cada episódio.. só espero que mantenham a qualidade da série ou melhorem cada vez mais...

    ResponderExcluir