segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

[Crítica] American Horror Story - Asylum | 2x10: The Name Game

É melhor rir em Cristo do que chorar em Satanás.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Enfim o hiatus terminou. Mas ca entre nós, nem demorou tanto assim, né? Parece que foi ontem que American Horror Story se despediu de 2012 apresentando um dos melhores episódios até então. E agora faltando apenas três semanas para a satânica Season Finale, quais são as loucuras que o Asilo Briarcliff está reservando pra gente? Bom, isso ninguém pode saber. Mas Asylum sempre atende a todas as nossas expectativas.

Pra quem não lembra o que aconteceu no episódio anterior, vamos fazer uma breve recapitulação. Jude – agora não tão sister – tornou-se uma paciente em Briarcliff depois de uma armação envolvendo o diabo e o Papai Noel assassino, é agora é tão importante quanto qualquer outro esquizofrênico que ali reside. Já o Doutor Arden, conseguiu se comunicar com os extraterrestres, porém precisou tirar a vida de Kit. E Lana Banana, bom, continua grávida, lésbica e sofrida, porque o diabo nunca vai deixá-la provar que Thredson é o Bloody-Face. O que todos sabem que vai acontecer, ou então, o filho do Thredson não teria como saber que seu pai era quem cometia os crimes.

Mas vamos começar com o Monsenhor, que foi um dos destaques da semana. No episódio passado ele foi crucificado pelo Papai Noel do mal após achar que pagar o dízimo resolveria sua situação satânica e recebeu a visita do Anjo da morte. Contudo, rolou apenas um bate papo entre ele e a moça, onde lhe foi designada a missão de expulsar o demônio que reside no corpo de Sister Mary Eunice. Porque ele era o único ali dentro que – literalmente – não estava em pecado. Ou pelo menos, que tinha coragem de rezar 500 Ave Marias por causa dos erros que cometeu.
O único problema é que um crucifixo e um terço não são o bastante para apagar o fogo daquele diabo gay. Nem água benta, nem oração, nem exorcismo, e provavelmente nem Sam e Dean conseguiriam também. Ele é tão poderoso que conseguiu estuprar o monsenhor com o seu consentimento (!!!). Em que mundo vivemos, por Deus? Aliás, em que mundo Ryan Murphy vive? Não dá pra ser normal e criar uma série louca como essa onde tudo pode acontecer da forma mais literal possível. E o coitado do Padre ainda era virgem, PLMDDS, é muita loucura pra uma série só. E esse é o grande motivo que faz amar muito tudo isso.

Mas enfim, mudanças de signo a parte, o Monsenhor descobriu que só podia livrar Briarcliff daquele demônio se matasse Sister Mary Eunice. No começo ele hesitou, mas quando percebeu que aquela demonha sensual ficaria tentando sua carne o tempo inteiro, viu que não tinha outro jeito. Foi a única parte que não gostei do episódio. Aliás, posso muito bem caracterizar isso como um grave erro. Como assim eles matam a melhor personagem da série três episódios antes da Season Finale? Mary Eunice carregou a série nas costas pelos últimos quatro episódios, não pode ter ganhado um final tão meia boca como ser jogada da sacada pelo Monsenhor igual Soraya Montenegro.

Até sei o que eles pretendem fazer com isso. Ficou óbvio que Mary Eunice morreu, mas que o demônio vai dar um jeito de continuar em Briarcliff. Talvez no corpo de outra pessoa, não sei, só sei que ninguém vai superar minha freira preferida possuída pelo ritmo ragatanga. A única coisa boa nisso tudo foi ver Arthur deitando encima do corpo de Mary Eunice e cremando-se junto com ela. Foi um final digno pra um grande vilão, mesmo que, assim como ela, ele vá fazer falta nos episódios que estão por vir.
Também tivemos Thredson, Lana Banana, Kit, e mais de um plot que já está ficando cansativo. Mas acho que todos sabiam que isso iria acontecer. As coisas sempre aconteceram rápido demais neste núcleo, não tinha como manter a emoção até a Season Finale, quando possivelmente tudo irá se resolver. No entanto, esse adiamento conseguiu convencer, e não deixou nada forçado. Ao invés de Thredson se vingar e destruir a vida de Lana e Kit, ele resolveu entrar no jogo da Sister Mary Eunice, só que apenas pelos seus motivos. Ele não podia fazer nada com Lana, pois estava esperando um filho dele e teria que ficar viva no mínimo um ano após o nascimento da criança, pois precisaria amamentá-la. E também não pode entregar Kit a polícia, porque se ele for, leva consigo a gravação sobre sua confissão. Ou seja, ele tinha que esperar algo cair do céu pra poder se livrar dessa.

E não é que realmente caiu? Ele descobriu Grace grávida no laboratório do Doutor Arden e decidiu usar seu filho recém nascido para saber a localização da fita. O que não adiantou de nada, pois Lana já havia escondido, e deixou claro que se ele machucasse Grace, Kit ou o bebê, faria até um pacto com o diabo pra entregar aquela fita a polícia. E todos nós sabemos que ela é capaz. Porque a Lana Banana é FODA. Ela pode ser azarada, sofrida e maltratada, mas ainda assim é foda. É a única capaz de terminar com tudo aquilo, e também, a que mais merece. Já pensaram no momento em que ela entregar a fita, matar Thredson com as próprias mãos e depois escrever um Best seller sobre seus dias de tortura com Bloody-Face? Seria o final mais perfeito de todos.

Quanto a Sister Jude, parece que ela vai ter que enfrentar mais alguns dias de Ex-BB e ser torturada dentro daquele lugar. Mas, olhem pelo lado positivo, pelo menos ela tem uma imaginação fértil. Foi só ouvir o nome Lana Banana que ela baixou o exú do Glee Club e saiu dançando por aí a musica dos nomes. Claro que era só na sua imaginação, mas mesmo assim, já é uma vitória ela conseguir pensar depois daquele tratamento de choque. Provavelmente ela vai morrer ajudando os outros pacientes a fugir, porque é sempre isso que acontece com esse tipo de personagem. Mas não quero me precipitar. Muita coisa ainda vai acontecer, e com certeza, no final dessa jornada, cara na BR vai definir.

Judy, eu também quero brincar do Name Game, posso?


Lindley, Lindley
Bo Bindley
Banana Fanna fo Findley
Fee Fi Mo Mindley
Lindley



E aí, quem quer brincar também?
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário