segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

[Crítica] Hart of Dixie - 2x08: Achy Breaky Hearts


Ninguém gosta de ser apenas um reserva.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Por causa de problemas pessoais, minhas séries ficaram atrasadas. E uma das mais prejudicadas foi justamente Hart of Dixie, com incríveis três críticas faltando. Porém, já dizia o provérbio: Antes tarde do que nunca. Eu sei que vocês, leitores, estão querendo me comer vivo, mas eu estou fazendo o máximo possível para fechar o ano com o menor dos danos possíveis. Então eu sei que vocês estão esperando essas críticas a um pouco tempo, então mesmo completamente atarefado, me esforcei para publicá-las antes da virada do ano. Pelo menos a programação volta ao normal com o retorno das séries e tudo estará em seu devido lugar. Então vamos começar essa pequena maratona, porque serão três críticas na sequência (e nada de dividir).

Eu adorei este episódio. A série vem se superando a cada semana, se aprofundando nos dramas dos personagens e nos mostrando conflitos válidos. Hart of Dixie está com audiência regular e está brigando pela sobrevivência. A minha aposta é que ela ganhe de Beauty and the Beast - o que não está muito difícil. Eu sei que muitas pessoas gostam da série da Kristin Kreuk, mas eu não consigo disfarçar a minha decepção. Era uma das estreias mais esperadas por mim e acabou se transformando em um pesadelo ambulante. Sei que alguns estão esperando as críticas dessa série também e eu devo alertar que eu não a cancelei ainda. Provavelmente irei até o final, pois tem muitas chances de ser cancelada naturalmente.

Mas voltando o foco ao oitavo episódio de Hart of Dixie, um dos tópicos mais interessantes foi essa questão de uma pessoa ser apenas um casinho reserva para passar o tempo. Neste caso, o foco fica com Wade. Ele não é um personagem sério. Sempre trolla a nossa querida Zoe Hart (e neste episódio não foi diferente), e mais parece um garotão. Relacionamento sério não é algo que combina com ele, mas nos últimos tempos conseguimos ver uma verdadeira mudança nele. Depois de propor um amadurecimento durante quase toda a segunda metade da temporada anterior, apenas agora vemos os resultados. Wade está completamente caído pela nossa doutora.

Isso deveria ser uma coisa boa, mas a insegurança sempre volta para assombrar os apaixonados. Vocês não se lembram que a Zoe gosta(va) do George Tucker? Segundo o acordo entre eles dois, George deveria sair com outras meninas para tomar consciência do que quer e do que seja um relacionamento que não seja com a Lemon. Ainda não consigo engolir essa história de jeito algum, mas entendo que foi necessário para manter esse triângulo amoroso. Atualmente eu estou cansado desses triângulos (The Vampire DiariezzZZzzz), que são explorados em praticamente todas as séries, mas em Hart of Dixie, a situação ainda está aceitável, e é uma das únicas séries onde eu faço parte de um "team" (Team Wade 4 Life). E o enredo é inteligente ao mostrar essa insegurança, pois é muito natural o Wade pensar que é apenas um passa tempo até que a Zoe fique com o cara certo. No caso, George Tucker.

Fiquei com muita pena do Wade e, como vocês podem perceber, toda essa review é basicamente sobre ele. A conexão que ele teve com o escoteiro gordinho foi excelente e fundamental para ele poder se abrir. Não só sobre o medo de perder a Zoe, mas como a sua vida em geral. Wade não se sente tão bom quanto os outros. E se analisarmos o que já conhecemos sobre ele, o seu pai é o "perdedor" da cidade e ninguém o leva a sério. Estou ansioso para continuar observando essa evolução no personagem, o que acaba tornando-o o mais interessante no momento. E mais uma vez, no final, o meu coração lascou. Ao ver o rosto poker face da Zoe ao saber que o George sabe deles dois e não se importa, ela ficou sem graça e deu a entender que ficou decepcionada. E Wade apenas confirmou o que temia, apenas uma diversão passageira.

Mas não foi só isso que aconteceu neste episódio. Também tivemos uma intriga básica entre a Lemon e a Zoe. Devo dizer que adoro quando as duas trabalham juntas. Inesperadamente, o que começou de uma forma divertida, acabou partindo vários corações. Lemon estava determinada a lutar pelo seu amor, mas não conseguiu ver Lavon sofrendo e acabou voltando atrás. É um ato nobre, mostrando que a personagem também evoluiu. Ruby é mesmo uma quenga. Não consigo gostar dela. Só esperou um pequeno motivo para poder aceitar o emprego.. E, DE FATO, aceitou. Mas vai continuar na série para ficar ciscando por mais um tempo. Espero que seja atropelada. Apenas.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. (Team Wade 4 Life)² - Mas gosto do George e quero que ele seja feliz com outra pessoa.

    ResponderExcluir