segunda-feira, 19 de novembro de 2012

[Crítica] Supernatural - 8x07: A Little Slice of Kevin

Bienvenue from Purgatory, Castiel.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Agora sim a festa está completa. Sam, Dean, Crowley e Castiel, como nos – não tão – velhos tempos. Confesso que a ideia de tê-los juntos novamente em um episódio não me agradou, mas o resultado final acabou sendo espetacular. Vamos esquecer os casos semanais, dramas de irmãos bastardos e paixonites sem noção. A batalha entre Crowley e os Winchesters pela posse da palavra de Deus continua a todo vapor. E agora, tivemos a nossa primeira vitória.

Tudo começa quando um garoto de apenas cinco anos desaparece misteriosamente num parquinho. Sam e Dean logo ligam o ocorrido aos demônios, e descobrem que no mundo inteiro várias outras pessoas também estão desaparecendo. Mas, elas não eram pessoas comuns. Todas tinham sido escolhidas como futuros profetas, e só precisavam que o profeta atual morresse para que realizassem seu papel. Um roteiro previsível e sem grandes surpresas, como de costume, mas que deu um rumo interessante ao arco principal, como há muito tempo a série não havia feito.

Bem, vamos começar falando do Crowley. Não fui muito justo com ele nas minhas ultimas reviews, então, gostaria de me redimir.  Primeiro, todos sabem que ele nem de longe é o melhor vilão da série, não é? Acho que precisamos deixar isso claro. E segundo, ainda não consegui engolir o fato de um demônio de encruzilhada ter se tornado o grande rei do inferno. Mas resolvi lhe dar uma chance, e ele me surpreendeu. Nem consigo imaginar o episódio sem Crowley, e sem aquele sarcasmo sutil que eu já amo, e sem as suas artimanhas para conseguir o que quer.

Ele só perdeu mesmo pro Cas, que foi o grande destaque do episódio. Não posso dizer que fiquei com saudades, pois de uma forma ou de outra, sendo apenas uma lembrança do Dean, ele não deixou de aparecer. Mas foi bom vê-lo novamente com os irmãos Winchesters de volta aos negócios. E também, a gente precisava de respostas para tudo o que aconteceu naquele purgatório. Ô lugarzinho misterioso viu? Essa história já tava pior que novela das nove. Quem matou Max que nada, o problema aqui é como Castiel ficou pra trás. E depois, como Castiel conseguiu sair do Purgatório e não lembra de nada.
Foi mais uma investida previsível do roteiro, mas isso não me incomodou, sabe? Eu não espero tanto de Supernatural. Quando Eve apareceu, na Sexta temporada, lembro de ter sentido aquela agonia que sentia quando assistia aos episódio antigos. E depois quando ela morreu, foi uma sensação parecida. O problema é que sempre depois disso eu acabava me decepcionando. Esperava que a trama seguisse da forma que eu queria, quando na verdade, iria seguir o pior caminho possível. Então aprendi a não esperar nada extraordinário que pudesse sair desse roteiro.

A explicação que nos deram pra saída do Cas foi uma intervenção dos anjos, algo como uma missão de resgate, que resultou na morte de muitos deles. O que me levou a pensar que Deus tem planos maiores pra ele, como ajudar os Winchesters a salvar o mundo de novo. Bom, nada foi tão explicado, e nem sabemos se aquela mulher que apareceu no final era realmente um anjo. Ou seja, tivemos mais perguntas do que respostas. Ô vida Severina, agora só falta mais uns vinte fillers pra enrolar mais toda essa história né. Mas se a qualidade não cair, por mim tudo bem. 
Cas também foi muito importante para que a trama do Kevin tivesse um final feliz. Ele foi o badass que enfrentou o rei do inferno e salvou o pequeno Kevin e sua tiger mommy. Gostei muito da cena em que seus poderes são liberados. Os efeitos estavam ótimos, e o Crowley, coitado, só faltou mijar nas calças, hahaha! E todos eles saíram ganhando, de certa forma, apesar de considerar a vitória maior para os Winchesters. Cada um ficou com uma parte da palavra de Deus, o que pode não fazer tanta diferença no futuro, já que existem várias delas que falam de outras coisas além de demônios e leviatãs. Mas, nenhum deles morreu. Nem Cas, nem Kevin e nem a tiger mommy. Então, ponto pra gente.

E vocês repararam que durante todos os quarenta e um minutos do episódio não tivemos nenhum flashback bobinho do Sam e sua namoradinha sofrida? Ponto pra gente de novo. Eu já não estava mais aguentando aquela ladainha sobre o casal perfeito e a vidinha perfeita, isso já cansou. Precisamos seguir em frente e produzir mais episódios como esse. Se continuarmos desse jeito, ainda pode haver chances de dar um grande final para essa grande série. E sem transformar nossos personagens em grandes pagodeiros.

E o banho de água benta continua, hahaha!
Vítima da vez: Bruxa traidora.








Promo 8x08 "Hunteri Heroici" Legendado
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário