segunda-feira, 5 de novembro de 2012

[Crítica] Supernatural - 8x05: Blood Brother

Porque vampiratas também amam.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Quem é Benny? O que fez Sam desistir de ser caçador? O que aconteceu com Castiel? São algumas das muitas perguntas que estamos fazendo deste o começo da temporada. E só o que tivemos até agora foi um jogo de flashbacks cretino que nos deixou cheios de dúvidas e nos inspirou a criar aquelas teorias bizarras como todos os Hunters fazem. Então, depois de vários fillers que só serviram como diversão, já estava mesmo na hora de algumas respostas serem dadas. E devo dizer que esse tapa buracos serviu como uma luva para o que a série está propondo neste ano.

O que estou querendo dizer é: Vamos levantar as mãos pro céu e agradecer o considerado pelo nível ainda não ter caído. E foi exatamente o que eu previ. A premiere se perdeu demais por ainda estar ligada a temporada passada, e depois que o vínculo foi quebrado, as coisas melhoraram consideravelmente. A começar pelos fillers, que há dois anos não conseguem mostrar nada de extraordinário. E agora que as explicações finalmente começaram a ser dadas, acho que ficou melhor ainda.

Vamos começar falando do Sam, o inútil da semana. Eu considero sua história a menos importante até agora, exatamente porque está trabalhando com drama. Não tem vampiros, leviatãs ou qualquer outra criatura em suas lembranças. Só temos uma história bonitinha sobre como ele se apaixonou perdidamente por uma veterinária e como ter vivido uma vida normal pode tê-lo afetado como caçador. São coisas interessantes, com certeza, porque sua namoradinha era bastante cretina e parece que mudou sua vida, mas parar uma batalha entre vampiros pra narrar a trajetória de Sam, o encanador apaixonado? Isso é quase um pecado, né?

Mas enfim, vamos deixar isso de lado para focarmos na trama principal. Ela envolveu Dean, Benny, e o lado fraternal desta relação que ultrapassou os portões do purgatório. Uma idéia um tanto estranha, considerando o ódio que o Dean tem de criaturas e a doutrina quanto a matar tudo o que não é humano mesmo que sua existência não ameace a vida de pessoas. Foi isso que lhe levou a matar uma amiga de Sam há um tempinho atrás, mas, parece que o Purgatório realmente mudou sua visão. Agora além de conseguir viver com a idéia de que uma criatura cruzou seu caminho, mas ainda está viva, ele criou laços de amizade com ela, tão fortes que pode até chamá-lo de irmão.
Quando Benny apareceu pela primeira vez, logo nas primeiras cenas dessa temporada, achei que ele se tornaria um vilão que Dean precisaria matar no futuro. E foi exatamente por isso que ele me passou desconfiança no começo desse episódio. Achei que ele estava armando pro Dean e abusando da sua boa vontade pra no final dar um bote, quando só o que ele queria era vingar sua própria morte. Antes de ir para o Purgatório, ele fazia parte de um ninho de vampiros, comandado pro um vampiro metrossexual de longas datas, o mesmo que arrancou sua cabeça e matou a mulher que amava como vingança por ele ter fugido. Assim, Benny decide pedir a ajuda de Dean para invadir o covil de seus ex comparsas e dar uma passagem só de ida pro Purgatório para o seu ex papai.

Ele só não contava que no meio de seu plano de vingança fosse descobrir que sua amada estava viva e que vivia ao lado do vampiro que o matou. Foi a grande revelação do episódio, pode-se dizer, porque o resto foi bastante previsível, desde ela ajudando ele a escapar até sua morte, quando ela obviamente não queria deixar pra trás o estilo de vida que estava levando. Afinal, pra que se submeter a bolsas de sangue quando ela poderia ter o pescoço de qualquer um? Pois é, queria viver na libertinagem, Dean sentou a vara antes que ela atacasse seu novo irmãozinho.

E se havia alguma duvida quanto a ele trabalhar ao lado de uma criatura de uma forma tão natural, os flashbacks trataram de explicar. O episódio inteiro esteve recheado deles, apesar de que nada fora do padrão foi mostrado. Ainda não dá pra saber o que aconteceu com o Cas, mas já sabemos que ele chegou longe, e ainda foi salvo pelo Benny quando estava prestes a virar papa de Leviatã. O que instantaneamente o caracterizou como “Criatura que merece viver”, pelo menos por enquanto, né. E se matar Dean algum dia for a única maneira de garantir que ele não vai mais voltar pro purgatório, será que ele iria pensar duas vezes? Tsc Tsc.

Promo 7x06 "Southern Comfort" Legendado 
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário