domingo, 25 de novembro de 2012

[Crítica] Revolution - 1x08: Ties That Bind

- É da companhia elétrica? Tá faltando luz aqui no mundo.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Revolution precisa se decidir, ficar nessa oscilação não pode, essa semana tivemos um episódio excelente, mas mesmo assim. A série ainda não está excelente a ponto de me fazer ansiar pelo hiato que está chegando, ou sofrer caso algum personagem morra. A verdade é que pra mim a série até agora está bem mediana. E o pior que não tem o que culpar, cada detalhe da série tem algum erro. Roteiro, atuação, trama (mesma coisa que roteiro ou não?), personagens, nada escapa, nada consegue ser perfeito ou ao menos, bom o bastante.

Vocês podem até achar que estou sendo contraditório, mas eu estou aqui pra criticar episódio por episódio, mas isso não quer dizer que eu não possa ir fazendo um apanhado sobre a série no geral. Se pararmos pra analisar, na minha opinião, tivemos quatro episódios bons e quatro episódios ruins. Ou seja, a série está bem equilibrada. Mas até quando dá pra aguentar essa instabilidade?! Esse episódio foi um dos quatro bons, será que a série conseguiu entrar de vez numa crescente? O episódio passado também foi bacana e interessante.

O problema desse episódio foi o clichê, saídas fáceis demais, tudo que ia acontecendo eu e o resto do mundo (vamos ser sinceros) já sabia o que ia acontecer. A irmã da Nora conseguiu ser mais suspeita que um adolescente pego fazendo coisa que não deveria, por favor, além da saída óbvia, a personagem ainda entrega tudo antes de metade do episódio. Quem acabou caindo na minha graça foi Nora, estava a personagem bem apagadinha, sem fazer nada de interessante, foi bom ver um episódio focado nela. Gostei muito dos flashbacks dela, mas ao mesmo tempo desgosto dessa coisa de ter flashbacks em todos os episódios. Muitas séries estão usando essa artificio e eu não sei mais se a intenção é encher tempo de tela ou explicar o passado dos personagens.

Além disso, ainda tivemos várias cenas que nem conseguem mais no surpreender, vilão que faz o compreensível pra depois matar o subalterno? Por favor, já vi isso 500 vezes e ninguém se importa com personagens que apareceram em tela por trinta segundos, certo? E já que estou comentando sobre isso, gostei do Strausser, o ator - um dos poucos - está fazendo um bom trabalho com aquele olhar psicopata e sádico que ele tem.


Já Aaron está me dando nos nervos, pra que que esse cara serviu mesmo em oito episódios? Simplesmente pra perder o Pingendrive, ele não perdeu, foi roubado, mas mesmo assim. Que tipo de pessoa guarda o objeto - que provavelmente é o -  mais procurado do mundo no bolso da calça? Facilita também o trabalho dos malvados. Graças a ele o medalhão está em posse de Monroe. Mas antes de ir pro plot da falta de energia, vamos falar da menor e melhor parte do episódio.

Neville e sua família. Não é de hoje que sabemos que Nate/Jason está querendo fazer um tchaca tchaca na butchaca com a Srta.Cara de Blazé, por isso o personagem quer informações sobre o que Strausser vai fazer com ela. Graças a isso temos a excelente revelação de que a esposa de Neville também quer ser a quenga da série e comandar a milícia, já que ela e eu temos a mesma opinião: Monroe é um merda que só faz cara de dor de barriga e não conseguiria comandar nem um exército de formigas. Será que temos uma revolução chegando? Adoraria ver Neville assumindo a República Monroe.

Agora sim, vamos a parte boa dessa loucura toda, Rachel agora está trabalhando definitivamente para Monroe, construindo alguma máquina. Provavelmente que use os pingentes pra gerar energia elétrica localizada, afinal, sabemos que o interesse dele não é trazer a energia de volta. 

Mas o #BOOM do episódio fica pro final, quando vemos que Drauzio Varella saiu da Globo e foi fazer ponta como Secretário de Defesa misterioso na série. Vemos ele contando pra Grace - que está toda trabalhada nas tecnologias - que Monroe tem um dos Medalhões Eletrônicos e que agora ela é quem vai ter que recuperar. Isso sem falar que todo esse diálogo acontece em uma fábrica funcionando. Se tem uma coisa que não podemos reclamar é que as coisas demoram pra acontecer, muito pelo contrário, o roteiro tem andando muito mais rápido do que eu imaginei. Meu único receio é que no final, a resposta disso tudo seja que todos eles estão mortos de novo.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário