terça-feira, 13 de novembro de 2012

[Crítica] Once Upon A Time - 2x07: Child of the Moon


Não tema o lobo, aceite-o.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Todos sabem que eu adoro a Red da série. Apesar dela não ter muito destaque, acredito que o episódio da temporada passada que contou a sua história foi um dos melhores apresentados até então. Lembro que estava preparado para tudo e, conhecendo de trás para frente a história da Chapeuzinho Vermelho, não esperava me surpreender. Resultado? Me surpreendi. Além dos roteiristas terem inovado a história da personagem, transformando a protagonista no próprio lobo e ainda matando o seu grande amor, o tom do episódio foi bem mais sombrio que o habitual e até recebeu mais cuidado por parte da produção. Nem preciso dizer que foi muito bom o resultado final e colocou a personagem lá encima no meu conceito.

Então vocês podem imaginar como eu estava empolgado com o episódio desta semana, que prometia seguir, mais uma vez, a Red que enfrentaria a sua primeira lua cheia desde que a magia chegou ao nosso mundo. Tinha tudo para dar certo. Eu esperava um episódio tão sombrio e surpreendente quanto o outro protagonizado por ela. Infelizmente o episódio não cumpriu nem metade das minhas expectativas, se revelando um dos mais fracos apresentados até agora nesta segunda temporada (só vencendo, em termos de qualidade, do péssimo Lady of the Lake). Não estou dizendo que este episódio foi horrível, vejam vem, mas acontece que a qualidade está boa demais, então um episódio regular não é mais visto com bons olhos.

Primeiro de tudo, não tivemos nenhuma reviravolta espetacular. Desde que assisti a promo, esperava uma coisa e foi exatamente isso que aconteceu. Decepcionante. Parecia óbvio que a Red não tinha matado o seu novo flerte. Surpreendente mesmo, seria que ela tivesse, de fato, o matado. Mesmo que tenha sido controlada pelo pai do David, o que daria uma bela reviravolta. O caminho que o roteiro seguiu foi simplesmente óbvio demais. Desde que o pai do David apareceu, já soube que ele tinha algo a ver com os terríveis acontecimentos que assolavam Storybrooke. E convenhamos que a Red não seria julgada por matar uma pessoa, ainda mais se estivesse controlada. Ela já matou o seu grande amor, um figurante qualquer não seria nada.

E isso nos leva aos flashbacks com a fuga dela e da Snow White. Se há uma coisa que eu aprecio nessa história, é a forte amizade entre as duas. Achei interessante a introdução do novo lobo no enredo e até pensei que ele poderia ser o seu novo caso. Outra teoria que eu formei, seria que ele estivesse matando e aterrorizando as pessoas no presente, o que seria muito mais legal do que o que realmente aconteceu. A história desandou mesmo quando o novo lobo levou a nossa Red até um lugar engolido pela Terra, onde diversos lobos se escondiam. Sinceramente, seria muito mais interessante se a história seguisse apenas com a Red e o novo lobisomem. Essa introdução de toda uma alcateia não me agradou.

Vocês podem rebater que foi importante para conhecermos a mãe da Red, mas eu pergunto: Que importância isso teve para a história em geral? Quão relevante a aparição dela foi? Só provou, mais uma vez, que a Red é mesmo uma assassina, apesar de dizer o contrário praticamente encima do corpo ainda quente de sua mãe, que acabara de matar. Todo esse confronto final foi bastante patético, porque criou uma situação onde sabíamos exatamente como terminaria. Red está com a mãe no presente? Então, isso responde muitas coisas. Ainda acho que seria mais válido ela e o novo personagem aprendendo como ser uma loba doméstica, teríamos a oportunidade de ver mais dele. Pelo menos isso tudo serviu para unir ainda mais a Snow e a Red. Então considerei a cena final entre as duas muito fofa.

Tenho que reconhecer que o final do episódio realmente me irritou. Primeiro uma multidão de figurantes aparecem para retaliação de um dos personagens fixos e depois o "pai" do David consegue escapar de uma multidão enfurecida e até mesmo golpear a vovó, que portava uma besta. Tudo para, no final, ele queimar o chapéu mágico do Jefferson. No auge da raiva o novo xerife ameaçou atirar na cabeça do velho, mas era certo que ele não o faria. Eu detesto isso. Esperava muito que a Red tirasse a sua capa, se transformasse em lobo e arrancasse a cara daquele homem. Seria até bem mais legal que um tiro no meio da cara, mas as duas opções seriam mais interessantes do que fazer... Nada. Boladérrimo!

PS. O mais legal desse episódio é que descobrimos porque o Henry e a Aurora têm esses pesadelos satânicos em um quarto em chamas. Eles foram afetados por uma maldição e ainda estão presos a ela. Gostei da explicação, realmente muito interessante.

PS². Teremos um hiatus de apenas uma semana, então demoraremos mais para nos encontrarmos em Storybrooke novamente. Mas aguardo ansiosamente!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
3 Comentários

Comentário(s)

3 comentários:

  1. Em geral eu gostei do episódio, só achei meio bobo quando a Ruby começou a achar que era um mostro, sendo que ela já havia aprendido como controlar a lobe e tals. Gostei das cenas Ruby/Belle achei super fofas e a explicação para o sonho do Henry/Aurora foi legal, a cena final também foi boa, mas aquele rei me irrita, cara ele é muito idiota e achei chato ele queimar o chapeu. Mas mudando totalmente de assunto algum de voces vão fazer review de underemployed?

    ResponderExcluir
  2. Foi um episódio bem fraquinho mesmo, só serviu pra contar a história da Ruby...
    Mas o pior de tudo foi como o Rei George ficou bem, matou um homem, criou um motim, queimou o chapéu do Jefferson, aprontou, aprontou e nada aconteceu,a multidão não deu uma surra nele, nem o Charming o matou(uma pena!!)

    ResponderExcluir
  3. Esse episódio seria melhor se ela se apaixonasse pelo quinn e os soldados da rainha aparecessem e o matassem fazendo ela perder o controle e matando eles, abrindo um gancho pra que futuramente ela encontrasse sua mãe e a matilha e aprendesse realmente a se controlar e no mundo real seria bom se ela fosse provocada pelo rei a ponto de se tranformar e quase perdesse o controle deixando ele vivo mostrando que é inocente!!! #sóacho, mas mesmo assim foi bom!! vimos mais da nossa querida loba!!!

    ResponderExcluir