terça-feira, 13 de novembro de 2012

[Crítica] Nashville - 1x05: Move It On Over


O cerco começa a fechar. E garantimos uma temporada completa!

Review:
(Spoilers Abaixo)

As coisas estão realmente entrando no eixo. E o que parece não é, e o que não parece, é! Rayna quer dar a volta por cima sozinha. Sem marido, mesmo sendo fiel a ele, vemos que ela esta focada na sua carreira. Temos Juliette e a raiva pela sua mãe, e Scarlett enfrentando o ciúme de Avery. E claro, Gunnar tá pegando pra valer a secretáriazinha da gravadora. E Tedd, sendo mais quem um bom filho da puta!

Vamos ao episódio.

Vou começar então falando sobre Juliette. Falei tão mal dela no início que agora to começando a ter pena. Não deve ser fácil pra ninguém conviver com um viciado, ainda mais, quando esse viciado é a sua mãe. Ela pegou Deacon e convenceu enfim a mãe ir pra rehab. Não entendo esse sentimento de ódio entre as duas. Não sei também se posso descrever como ódio ou então chamá-lo de mágoa. E que mágoa. Profundíssima. A mãe dela então deixou cair comprimidos, e Deacon ficou ligadão. Mas não chegou a usá-lo. Foi lá no Bluebirds e acabou brigando feio. Ligou pra Rayna, mas quem foi que salvou o dia? Juliette. E tô começando a gostar dela.

Só volto a odiá-la se ela mexer com Rayna. E claro, isso vai acontecer em breve.

Com todo esse baque de Deacon/Primeiro Amor/Loucura ubana, Rayna aos poucos esta se desapegando do ex lover. Seu marido (filho da puta!) então fica a pressionando e a lembrando do passado. Mas claro, no final quem ainda vai se estrepar vai ser ele mesmo. Espero. Rayna então, não atendeu a ligação de Deacon, foi lá pegou papel e caneta e foi compor. Realmente, espero que saia alguma música boa. Como aquela daquele dia do Bluebirds. Já o maridão, foi pego com a boca na botija. E tenho certeza que é a mando do próprio sogrão. Acho que Lamar não vai aturar mais mentiras de Tedd. E se ele não ganhar, ele vai cair bonito. Espero. HAHAHAHA.

Agora, o casalzinho teen problemático. Tadinhos, ambos juntos não dão problema mas quando Avery se junta a trupe, ele consegue acabar com a harmonia. Avery foi lá e se ofereceu pra ajudar como segundo guitarrista na audição pra uma música pra Lady Antebellum. Pois foi lá e cagou com tudo. E claro, Gunnar ficou possesso e Avery acabou falando que os dois tinham química. E claro, Scar ouviu, chegou em casa e rezou o verbo pra ele. Colocou ele no lugar dele, dizendo que ele acabou com a música. E ele pediu pra voltarem a ser como era antes. E Scar o indagou se ele queria a menina que escrevia poemas e guardava pra si mesma. OWN. E realmente, que poemas ein?! Só as melhores músicas os dois tocam. Mara!

O episódio em si foi bacana. Não perdeu o foco e é gostoso de assistir. A ABC garantiu uma temporada completa e estou ansioso esperando por muito mais drama. E Música. E no final, Deacon resolveu ceder os direitos da música pra Rayna começar sua volta aos holofotes, e pelo jeito como já disse, Tedd vai rodar. Sinto isso. Se estiver errado, esqueçam a parte dessa resenha. Deacon e Juliette ficaram best friends, e espero que ele coloque a loirinha má no eixo. E espero mesmo que ela pegue uma música boa, algo como Wake Up Call, alguém aí já ouviu? É um reggae mas se ela mudasse de estilo seria bacana HAHAHA. Falando nessa música, ela embalou um romance meu em 2008. HAHAHAHAH. Enfim,

Boa terça pra nós!

bêj.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Eu odeio o Avery, personagem mais chato viu? Outro personagem chato é o Tedd. Mas fora isso a serie é perfeita, musicas otimas, tem otimas personagens como Rayna, Deacon, Juliette, Scarlett e Gunnar

    ResponderExcluir