sábado, 24 de novembro de 2012

[Crítica] Hunted - 1x06: Polyhedrus

Melissa George chatiadissima por causa do cancela ou não-cancela.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Incrível o dedo podre que eu tenho, é só eu escolher uma série e ela ser excelente, que o cancelamento é certo. Afinal, se é bom os americanos não gostam. E olha que a série até deu a clássica apelada, uma sequência de cenas de sexo tudo pra atrair os olhares dos curiosos que passavam pela canal. Mas claro, mesmo assim a audiência desse episódio conseguiu ser 0.0, como isso é possível, eu não sei. Só pode ser bullying comigo, entretanto não adianta ficar falando sobre isso, ainda mais com um episódio tão bom como esse.

Essa semana, Sam continua tendo que se dividir entre seus objetivos e a cada dia que passa essa história fica mais e mais complicada e tensa. Estamos caminhando pra um final épico e as pontas soltas estão começando a se juntar. Todas as histórias estão ficando bem entrelaçadas. E o destaque dessa semana vai para: Sthepen. Quem lembra que eu falei que no final da trama, ele que ia movimentar essa loucura toda? É, meus amigos. O sonso sempre se revolta e começa a descobrir tudo depois de 70% da temporada.

Stephen já começa o episódio levando Sam ao orgasmo, o que consequentemente, levou ele a ganhar um pouco mais da minha simpatia. Quer dizer, ele transou com Melissa George. Esse é o fato. Claro, que isso deu um gás pro personagem começar a investigar e até enfrentar o Capanga Satânico. Mais tarde, ele ainda tenta fazer algo pelo seu amigo que morreu, mas o dinheiro movimenta o mundo, o investigador responsável estava sendo pago por Jack Turner, que com tanto dinheiro compra tudo e todos, exceto um Kinder Ovo que estava muito cara. No final, temos o #BOOM do episódio, já que ele descobre - comprando o mesmo investigador corrupto - que Sam não é quem diz ser. Já que ninguém é o que parece nessa história toda.

Outro que nos trouxe novidades foi Keel, que agora está pagando de vilãozinho cruel e sem coração. Tudo porque ele está amargurado graças a sua doença de nome complicado que está levando ele a morte. Ainda não sei pra que isso foi mostrado, mas espero que tenha alguma importância mais pra frente.

E pra fechar tivemos o problema da semana, que se conectou diretamente com Sam e sua investigação com a Polyhedrus, uma das organizações da seita satânica, Hourglass. Achei bacana o jeito que conseguiram conectar três plots em um só, e ainda conseguiram fazer uma boa história. Tivemos pouco informação sobre os perseguidores de Sam, já que foi tudo mais focado na tentativa de assassinato que o Turner armou.

Uma coisa que cada vez mais tem atraído minha curiosidade é o tal "cliente" do qual se tanto fala. Estou louco pra ver como vão revelar nos próximos episódios, só espero que não seja a mãe dela. Quão clichê isso seria? Estou muito ansioso pra essa descoberta. Se a série já fez isso até agora, mal posso imaginar como vão ser os últimos dois episódios. Nos vemos daqui a pouco. 

#MarantonaHunted
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. A audiência desse episódio foi 0.0 na demo, e além disso foi no Cinemax (canal americano), já na BBC a audiência foi bem maior (mas não tanto, até porque a BBC cancelou a série).

    E também eu li que o Cinemax é tipo um canal que quem já tem tv por assinatura ainda tem que pagar para ter o Cinemax...

    ResponderExcluir