sexta-feira, 23 de novembro de 2012

[Crítica] Hunted - 1x05: Ambassadors

 Carnaval já chegou? Porque essa série está sambando...

Review:
(Spoilers Abaixo)

Não sei por onde começo, se me desculpo pelo atraso, se solto a bomba da semana difícil que a série teve. Ou se já faço o usual e elogio essa série até meus dedos sangrarem. E então por onde começo? Acho que vou começar pelas polêmicas envolvendo a série essa semana, afinal, tivemos o clássico "Cancela ou Não-Cancela" só que imaginem uma expectativa ainda maior já que a série é uma produção conjunta da Cinemax e da BBC

Oficialmente a série acabou sendo cancelada pela BBC, que anda na pior, na lama, zerada, sem capital suficiente pra trama (que é bem cara). Só que a emissora britânica (que está sendo comparada a Rede TV devido aos problemas financeiros) deixou a série livre pra Cinemax renovar. Essa por sua vez, também está na pobreza, e mesmo assim PRATICAMENTE RENOVOU A TRAMA, a grande questão fica por conta dos ajustes que a série vai sofrer. Tudo porque manter a linha narrativa, como a série está agora, é muito caro. Ou seja, se preparem porque ano que vem se a série voltar mesmo, vai ser um procedural.

Mas enquanto isso não acontece, vamos falar do #BOOM que foi esse episódio. Esqueça tudo que você pensou, todas as teorias que fez, esqueça TUDO. Essa série fez exatamente o que eu estava esperando ela fazer, sacudiu a trama, e deu um giro de 180° graus. E não, eles não estavam todos mortos, o que já é um ponto a mais pra série, certo?



Adorei como tudo funcionou nesse episódio, comecemos então por Aidan - só eu confundo ele com o personagem chato de Revenge? - que nessa semana, tal com na anterior, teve um enfoque maior. Depois de sair vivinho da explosão, ele foi descoberto como espião por Deacon e Keel. Foi um jogo perigoso o que ele jogou, mesmo sabendo que já tinha sido descoberto, ele não fala nada e ainda joga a suspeita sobre Deacon.

No final, eles acabam comprando a ideia de que o traidor era o próprio Hasan, claro, que isso foi uma armação de Aidan e Natalie. E descobrimos também os motivos que levam o personagem a ser um agente duplo: Natalie chantageia ele por saber que ele não é ele. Isso mesmo, Aidan não é Aidan. #BOOM. Agora o que isso quer dizer, eu não sei, afinal, ele não nos conta a identidade verdadeira. Não sei se compro a história desse cara assim tão fácil, durante todo o episódio ele tenta ajudar, mas mesmo assim. 

Ainda falando da Byzantium, eles armam contra uma inocente secretária pra acabar sendo a mulher que viu o Jack matando aquele professor no episódio passado. Fiquei chocado com a falta de escrúpulos dos personagens. Um ou outro demonstra algum arrependimento, mas também não fazem nada pra impedir. Eles sabiam muito bem que Jack mandaria seus capangas pra matar a secretária e o marido dela, e pra deixar a gente com mais pena da inocente, o episódio ainda dá mais destaque pra personagem. Já Fowkes continua infiltrado na vida do Velho da Maleta, e agora, graças ao disfarce ele vai ter que trabalhar com Jack. Quero só ver no que isso vai dar, o personagem tem se mostrando o mais sensível, por assim dizer. Posso imaginar ele negando fazer alguma atrocidade encomendada pelo Sr.Turner.



Agora sim, vamos falar da parte mais interessante do episódio: Sam-Fake Goebel-Hourglass. Quem imaginaria que Hourglass é uma conspiração com mais de quinhentos anos, que é toda trabalhada na dominação mundial? E aquela cena incrível da Sam e do chefe da Natalie analisando aquele quadro? Perfeita. Tudo nessa trama foi excelente, e uma coisa que eu tenho que elogiar em Hunted é que os personagens só vivem enquanto tem alguma utilidade, depois disso, os roteiristas não hesitam em matá-los. Foi assim com o chefe da Natalie Fiquei com pena dele, o personagem aparentava ser legal e podia ajudar Sam nessa busca.

Agora parece que quem vai ajudar Sam é, claro, Fake Goebel que num plot twist maravilhoso, se tornou o maior aliado da Sam. Quem apostaria que ele estava do lado dela esse tempo todo? Ok. Convenhamos que ele tem um jeito de ajudar bem polêmico, né? Mas, no final, ele mata o cara que está tentando matar Sam. Os mais desconfiados estão sugerindo que era porque aquele cara da cicatriz poderia denunciar Fake Goebel como vilão mesmo. Mas sinceramente? O personagem me ganhou com a esquisitice toda dele.

E pra fechar tivemos um momento feelings entre Sam e Stephen, não gostei, não sou shipper e prefiro ela sendo sozinha e vingativa. Mas, fazer o que? A série não pode me agradar completamente, né? Season Finale já saiu, fazer maratona hoje. Se preparem que amanhã tem.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário