quarta-feira, 21 de novembro de 2012

[Crítica] Grimm - 2x12: Season Of The Hexenbiest (Fall Finale)


"Você não precisa ser uma Hexenbiest pra ser uma bruxa."

Review:
(Spoilers (e Crítica Grande) Abaixo)

Assim que esse episódio saiu, fui bombardeado por todos os lados, Facebook, Twitter, Ask, todo mundo querendo saber o que eu tinha achado do episódio. Todo mundo falando que o episódio tinha sido ótimo, eufóricos. O que me dá até certa alegria, já que de uns tempos pra cá parece que só eu assisto a série. Mas o pior, eu não tinha assistido ainda. Corri pra ver, e gostei do episódio também, em contra partida tenho que ser honesto: esperava mais. Acontece, que toda vez que falam muito em um episódio que eu não vi, eu crio expectativas demais. E nem sempre o episódio supre, ou ás vezes, crio uma versão exagerada do que eu quero que aconteça, que por sua vez, não acontece. E moral da história, o episódio é ótimo, mas fico com aquela sensação de que faltou alguma coisa. 

Essa semana não tivemos um caso, a não ser que consideremos o affair de Julliard como o "Caso da Semana", se é que vocês me entendem. Já que toquei no assunto, vamos começar por ele. Como vocês sabem, tenho shippado esses dois a um tempo, e acho que ambos se merecem depois desse episódio. 

Juliette foi extremamente chata e odiável nesse episódio, a pessoa trai - três vezes - e depois quer fazer a revoltada? Bom senso está em falta mesmo. Mas esse meu ódio não quer dizer que estou quero a morte da personagem. Pelo contrário, Juliette está mais interessante agora do que nunca, estou simplesmente adorando essa história dela com Renard. Em contra partida, isso não faz dela menos quenga que Adadiva. Por favor, só porque ela viu que Monroe ia contar tudo pro Nickuzinho, ela fez a coitada. 

Não satisfeita, a personagem ainda faz outra burrada, afinal, o que que é   ela abre o bocão e conta logo tudo pra Adadiva que do nada virou a BFF da Juliette, né? Aparentemente, meus conceitos sobre amizade estão ultrapassado, só por ela ter namorado o Hank e levado um gato pra Juliette examinar, isso fez delas melhores amigas. Como assim, né? Bom, ela conta sobre trailer, sobre Tia Marie, sobre suas atividades sexuais com Renard. Se ele tivesse se aberto mais um pouco, teríamos visto um pornô lésbico...Ok, essa ideia não me parece tão ruim assim. Já posso shipar Adalette, né? Thanks.

Mas o ápice foi quando Nick vai fazer suas malas depois de ter enviado uma carta pro Programa do Gugu e num diálogo, Juliette fala: "Aqui que você não vai dormir". Alguém busca o chá de-se-mancol pra ela? COMO SE DEPOIS DA TRAIÇÃO, ELE FOSSE QUERER IR DORMIR COM ELA. Juliette estava muito vadia feat quenga nesse episódio, só faltou começar a cantar um dos hits desse Brasil que tanto me orgulha (só que não):

"Traição é traição
Romance é romance
Amor é amor
E um lance é um  lance."

- Porque ninguém me conta nada? Chatiadissima. Nem sou fofoqueira.

Em paralelo a isso, temos a mitologia da série sendo trabalhada loucamente, Adalind volta sabemos que ela fez um pacto com Satã a Família Real e que ela quer a Chave-Mapa do Grimm. Como ela está com medo de morrer igual aos outros 300 enviados da Fat Family, eis que ela deixa prendê-la e joga a bomba para o Srto.LittleLiar, digo, Renard. Queria saber qual o tal segredo que esse homem tanto guarda, que ele é um bastardo, já é noticia velha. Que ele é um Wesen, já tem dez episódio que sabemos disso. Eu só vejo uma alternativa: o segredo que Adalind ameaça contar é qual realmente é o propósito dele, talvez, as pessoas com quem/pra quem ele trabalha. O que foi aquele velho colega dele sendo assassinado? Só sei que se tudo der errado pro Renard, quero ele em Pretty Little Liars, divando como Big -A.

Monroe voltou a nos abrilhantar com sua utilidade, e claro, mais uma vez, me identifiquei com o personagem. Uma vez tive que contar pra um amigo que não era cabelo que estava pesando na cabeça dele, e eu fiz igual, senão pior, que Monroe. Foi muito legal da parte dele ter ido avisar que o amigo não estava com enxaqueca crônica e que viu Juliette dando uns amassos com o chefe dele. Quem nunca, né?

Monroe ainda foi o aliado amigo que o Grimm precisou, já que Hank foi brutalmente espancado no começo do episódio pelos amigos da ex-hexenbitchie. Simplesmente amei Nick badass e Monroe trabalhando juntos pra matar aqueles wesens subordinados da Adalind. Rendeu a melhor cena da série toda - que inclusive foi parar no face: 


Simplesmente amei. Não quero me estender mais, só preciso comentar que o gostinho de faltou alguma coisa sumiu depois de escrever a review. Acho que analisei mais criticamente o episódio e percebi que foi redondinho, afinal, se REALMENTE tivesse faltado algo, eu saberia o que foi. 

Agora a série só volta ano que vem - COMO ASSIM, PRODUÇÃO? - e ainda tenho que aguentar ver uma promo dessas (e vocês sabem que é raro eu postar promo dos episódios aqui):


 Chocadissimo feat morto, enterrado, com mão saindo da terra.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário