segunda-feira, 12 de novembro de 2012

[Crítica] Grey's Anatomy - 9x05: Beautiful Doom

Alguns laços são simplesmente inquebráveis.

Review:
(Spoilers Abaixo)

A nona temporada pode não estar agradando a todos (a mim sim), alguns pontos precisam de mais atenção e outras histórias precisam de mais destaque, mas ela já tem sido bem melhor que a oitava, e a maneira como duas histórias viraram uma nesse episódio foi simplesmente demais. O episódio, como todos já devem saber, foi focado em Cristina e Meredith, e já é marca de toda temporada de Grey’s. O objetivo maior dele foi mostrar como as duas estão lidando com as vidas pós-acidente e apoiando uma à outra.

A história de Meredith envolveu uma ciclista esmagada por um carro e salva por ela. Já para Cristina o desafio era ir contra as ordens do Dr. Parker e ajudar o Dr. Thomas numa cirurgia cardíaca arriscada. Foi impossível não se envolver nos dois casos.


Desde que vi a promo e a ciclista esmagada pelo carro a primeira coisa que me veio à mente foi a Lexie. E dessa vez, Meredith foi resolvida a tentar de tudo para não perder a paciente. No hospital ela tinha recursos. Na floresta só pôde esperar a irmã morrer. Não bastasse a preocupação com a paciente, ela ainda teve de se desdobrar para cuidar da Zola. O jeito foi dar aos internos essa tarefa. Aliás, essa parece ser a única utilidade deles. Nem os primeiros internos da Meredith eram tão inúteis.

Com Cristina não foi diferente. Já comentei aqui a mudança de atitude dela para com o Dr. Thomas, a amizade que cresceu entre eles é muito divertida. Vê-la se impor para que ele continue na clínica e apoiando-o na cirurgia foi lindo. Mas o ponto alto mesmo foi a conversa que os dois tiveram, não teve como não se emocionar com o Dr. Thomas lembrando-a da força da natureza que ela é e que por mais que tentem pará-la não vão conseguir. Foi disso que ela se lembrou quando, na cirurgia, Dr. Thomas teve um infarto.

Foi triste demais. A Shonda não cansa de matar personagens em Grey’s. Tudo bem que os fins justificam os meios, e a morte da única pessoa que ligava Cristina à Minnesota era necessária. Mas precisava ser tão cruel? Na hora que o aneurisma estourou? Lembrou muito a cena da sexta temporada em que Cristina operava o Derek e o Owen estava no chão baleado. Dr. Thomas morreu deixando um exemplo de nunca desistir do que acredita e ama, por mais que os outros sejam contra, além de deixar uma lição de vida que Cristina nunca esquecerá.


Durante todo o episódio nossas heroínas conversavam e lembravam coisas como os trinta segundos de dança. Quem não tem saudades de ver as duas na sala ou no colchão dançando como se não houvesse mais um mundo problemático lá fora? O bom é que agora as teremos por perto todo o tempo. Finalmente Yang tomou coragem – e tequila –, embarcou no avião e voltou à Seattle, de onde nunca deveria ter saído. Os internos verão quem é a verdadeira Medusa do hospital. Mal posso esperar. Mas também começarão a virar médicos de verdade, pelo menos os nomes deles eu espero guardar.

Promo - 9x06: Second Opinion
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário