sábado, 24 de novembro de 2012

[Crítica] Gossip Girl - 6x06: Where the Vile Things Are

Bullying também é fashion.

Review:
(Spoilers Abaixo)

É, pessoal. Estamos cada vez mais perto do eminente fim de Gossip Girl, mas os Upper East Siders estão bem longe de ter uma vida tranquila. Infelizmente esta semana a série teve a pior audiência da temporada, registrando 0.7 na demo, bem abaixo do esperado. Mas vamos ser fortes, pessoal. Já, já tudo isso termina, e só o que vai nos restar é saudade. Afinal, não estamos lidando com um simples cancelamento, estamos lidando com o final de uma era.

E como a intenção sempre foi apresentar um grande final, era evidente que a primeira coisa que os roteiristas iriam fazer era melhorar os aspectos que não deixavam a série sair do lugar. Como por exemplo, fazer de Sage a grande vilã do momento. O nível da trama subiu consideravelmente depois que ela saiu, e finalmente, GG deixou as sabotagens colegiais de lado para começar a desenhar a Series Finale. Pode ter sido apenas uma amostra grátis de tudo o que ainda está por vir, mas, esta semana, Gossip Girl conseguiu beirar a perfeição.

Agora vamos ao que interessa antes que os haters comecem a me tacar pedras, hahaha! Esta semana tivemos a continuidade de todos os plots deixados no episódio passado, sendo o maior deles, é claro, Blair e a situação da Waldorf Designs. Bom, pode ter sido a trama mais importante da semana, porque Blair virou a protagonista da série na quarta temporada – E acho até que a abertura deve mudar para “Where has she been Waldorf” ao invés de Serena -, mas pra mim foi a menos divertida.

Enquanto as outras tramas pegavam fogo, Blair estava numa longa jornada para convencer sua mãe de que as sabotagens, mentiras e armações ficaram em seu passado, e que agora ela era madura o suficiente para ser presidente de uma empresa. Era óbvio que ela não iria conseguir, e que depois iria se redimir e pedir desculpas por ser quem sempre foi. Então, não houve surpresa alguma, mas eu gostei do caminho que a trama seguiu. Blair passou o episódio inteiro tentando provar que poderia se desligar de seu passageiro sombrio para ser uma profissional respeitável, quando na verdade, era exatamente ele que poderia fazer a diferença.

Em outras palavras, se Blair conseguiu mandar em Nova York inteira e ditar a moda no colegial sendo a garota egocêntrica que sempre foi, ela só precisava fazer isso nos negócios para ser bem sucedida. Assim, as garotas iriam usar suas roupas porque as garotas que elas querem ser estão usando, e um novo império poderia ser construído. Só achei meio estranha essa ideia de criar uma linha baseada em uniformes escolares, mas, como é um mundo de alienação, é só colocar um uniforme brega numa das garotas mais invejadas de Manhattan para que todas elas usem. Então, a monarquia da moda está prestes a começar.

Já no núcleo adulto da série, Ivy estava tentando ensinar a Lily com quantos dólares se faz uma vingança destruindo um leilão de quadros que a megera organizou. Foi a trama mais divertida do episódio, sem sombra de dúvida. E ainda contou com a presença de Chuck pra apimentar as coisas. Ele descobriu junto do inútil Nate que seu pai havia escondido as provas sobre a exportação ilegal de petróleo atrás de um dos quadros de sua casa, que era exatamente aquele que Lily resolveu leiloar. Conclusão: Lily, Ivy e Chuck ficaram dando lances milionários pela posse do quadro, cada um por seus motivos, quando no final, quem consegue comprá-lo é Rufus.

Muitos dizem que o personagem não mudou nada, que continua bonzinho demais e submisso a todas as mulheres, mas eu acho que ele evoluiu. Antes ele nunca aceitaria embarcar numa vingança contra Lily, mas agora, ele estava ao lado de Ivy, assinando embaixo de tudo o que ela fazia. Não porque ele continua submisso, mas porque ele sabe que a Lily só vai parar quando aprender uma lição. Como a Ivy disse, Lily faz as pessoas se sentirem humilhadas, impotentes e como se valessem lixo. E nada mais justo que fazê-la sentir o mesmo. O único problema é que, se ela perder uma batalha agora, pode ser que consiga ganhar a guerra no final, e isso deve estar fora de questão.

No entanto, Ivy também não merece sair ilesa de tudo. Se a briga fosse apenas contra Lily, aí tudo bem. Ela poderia destruir a megera, pegar seus milhões e ir pro Caribe com seu amante que estaria tudo bem por mim. Mas agora ela também se meteu na história do Chuck. Vendeu o quadro pra ele, mas ficou com a prova de que Bart era um criminoso. Minha esperança é que ela use isso de maneira sábia e sem prejudicar inocentes, ou então, não vai ter mais jeito, ela vai terminar na merda.

E por último, mas com certeza não menos importante, tivemos o retorno do casal Derena fazendo uma sequencia não tão fiel ao video pornô exibido no episódio passado. Sério gente, eu pensei que o episódio iria enrolar, Dan iria dar pra trás ou iria acontecer qualquer outra coisa irrelevante para que os dois não ficassem juntos, mas o romance já vingou. Depois de uma briguinha boba de ficarem – convenientemente - presos de novo no elevador, eles conseguiram se acertar. E como um leitor disse nos comentários da Review passada, Derena é vida, então eu não podia ter ficado mais feliz.

Agora, uma pergunta básica: Será que a felicidade da it Girl e do Garoto Solitário vai durar até a Finale? Não sei não, hein. Já estou convencido de que eles vão ficar juntos no final, mas até lá, muita coisa pode rolar. E nada me tira da cabeça que Steven e Blair podem ser os pivôs dessa separação. Bem, isso só vamos saber semana que vem. Até lá, Upper East Siders.

PS: Georgina, sentimos sua falta. Cadê você, minha filha? Ainda aproveitando seu Boy Magia? 

Promo 6x07 "Save the Last Chance" Legendado
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
4 Comentários

Comentário(s)

4 comentários:

  1. Eu, a mesma anonima da review passada, continuo dizendo DERENA É VIDA. Sempre gostei mais da Serena do que da Blair, não sei porque, Serena sempre me chamou mais atenção e ganhou meu carisma primeiro, quero que ela tenha um final decente COM O DAN, alias a Serena faz o Dan ficar mais interessante e vice-versa. XOXO

    ResponderExcluir
  2. Amei esse episódio. Super feliz pq a Sage ficou de fora dele, tava me enchendo o saco aquele Drama adolescente de novo.
    Louca pra ver como esse Modelos da Blair vão ficar, não consigo imaginar nada(Ate pq ñ sou Fashionista) para se usar no dia-a-dia.
    Achei mto engraçado a parte do Leilão. E tava na cara q Ivy ia acabar ficando com as provas, se bem q eu pensei q Chuck ia levar o quadro, ate pq ele correu mto por ele -Literalmente.
    Amei Derena juntos novamente. Gente q Tensão sexual era aquela entre os dois, se enrolasse mais eu ia ficar mto chatiada, pq ate eu ja estava tendo um orgasmo mental com aquela tensão toda. Espero q eles fiquem ate o final, role uma confusão mas q ñ cheguem a terminar, ate pq faltam pouquíssimos episódios e isso não ia matar ninguem (Espero q tenha mais aventuras na Vespa).

    Geogina por onde andas minha filha? Acho q ela vai acabar atrapalhando Derena.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo
    Serena = Pessoa Ativa, vivida.
    Dan = Sem sal
    Chuck = Ativo, pronto pra tudo.
    Blair = Sem sal
    (Por isso q esses casais foram feitos um para o outro)

    Dan se torna mais vivo com Serena, pq ela o deixa assim, a gente olha pra Serena e ja ver um capetinha a mesma coisa ocorre com o Chuck, Blair sem Chuck é só uma garota que nunca saiu do colegio, e não deixa de usar os seus arcos. Mas quando ela esta com Chuck ela quer ser o melhor pra ele, ela se torna uma Mulher e deixa a adolescência dela de lado. Por isso q esses casais vão ter q acabar juntos.

    ResponderExcluir
  4. E o Nate? Qual será o final dele? E a Jenny sera que irá dar o ar de (des)graça?

    ResponderExcluir