segunda-feira, 19 de novembro de 2012

[Crítica] Glee - 4x06: Glease


Definitivamente Charlie assumiu roteiro, direção e coreografia da série.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Apenas chocado com a qualidade dos episódios, cara, isso está muito bom. Cada vez melhor, o João com certeza não esperava que essa qualidade foi subir tanto, se não, ele não tinha me dado a série. Não tenho absolutamente um ponto pra reclamar do episódio, como já diria Verônica Voz, o que esse episódio teve de ruim? Nada, nada, nada...Os roteiristas estão conseguindo fazer um excelente trabalho explorando os novatos e a maioria dos veteranos juntos. Integrando as tramas, trabalhando tudo igualmente, menos Tina, porque esse nasceu pra ser figurante de luxo e pra substituir os personagens principais a cada onze ou doze episódios.

E mais, Grease se encaixou perfeitamente com o enredo, não foi preciso fazerem um episódio "filler" só pra focar no musical. Pelo contrário, a trama se desenvolveu perfeitamente, e pela primeira vez, consegui ver um futuro em Glee sem os Originais (Elijah, Klaus, Rebbekah...). A gente sabe que por mais que os roteiristas tentem, mais cedo ou mais tarde, não vai dar pra manter a história de todos eles e ainda continuar com o plot dos alunos do colégio. Vou ser bem honesto, pra mim - acho até que já falei isso - depois que Artie, Tina, Blaine, Brittany, Sam e Sugar se formarem podem acabar com a trama do New Directions, e a série podia passar a seguir a vida deles. Uma versão musical de One Tree Hill.

Eu até gosto dos personagens novos, mas entre eles e os antigos, nem preciso dizer quem eu prefiro, né? Mas cada dia que passa, Marley, Wade/Unique, Kitty e Ryder me ganham cada vez mais, Jake já ganhou meu "zZZZzzzz" por sua falta de ação. Agora Kitty está se tornando minha personagem favorita dos novatos, chocado com o nível de monstruosidade dessa garota, imaginem a pior maldade da Santana e da Quinn, não chega nem aos pés do que essa garota fez nesse episódio. Ela desenvolveu um complexo super sério na Marley, se a garota desenvolver bulimia, foi tudo culpa do veneno que Kitty soltou ao longo do episódio. Eu sei que não deveria mas as personagens más me ganham.



Falando em maldade, Cassandra sua diva, vemk passar a mão no meu tanquinho...Não pera, saudades tanquinho. Enquanto temos Sue, a rebelde sem causa, temos Cassandra que vai fazer a vida da protagonista - que ainda é Rachel, quando for a Marley eu aviso - um inferno. Como eu disse ali em cima, as personagens más são minha guilty pleasure, mas a Rachel também abre brecha, né? Cassandra pode ser uma quenga-mor, mas ela tinha razão, a Srta.Berry larga o boy pra ir prestigiar o ex fracassado, é pedir pra levar uma chifrada. Afinal, aqui se faz, aqui se paga.

Agora, enquanto Kitty e Cassandra estão cumprindo seu papel com vilãs-quengas, Sue apenas me dá sono. De novo ela decidiu atrapalhar o glee club a troco de nada, só pra no final da temporada, ela se mostrar boazinha e ajudar eles. É o que sempre acontece, vamos dar uma renovada, né?

Alguns dos veteranos ainda tiveram alguns bons momentos, Santana e Brittany sendo o casal lésbico mais fofo desde sempre. Mike e Tina, depois de terminarem do nada, nada melhor que voltarem do nada. E principalmente, Blaine e Kurt, que mesmo depois de terminarem continuam sendo dois chatos juntos. Parecem um casal de velhos gays e rabugentos e depressivos. E por fim (trocadilhos amo/sou), temos Finn e Rachel, que tiveram uma cena super fofa, não entendi os objetivos de Finn, mas eu pensei que ele fosse lutar pela Rachel, ao invés de desistir desse jeito. Mas esses dois por mais que queiram se odiar eles se amam, no final da série a gente sabe que eles vão terminar juntos.

Os novatos também tiveram ótimos momentos, Ryder é o novo Finn, só que mais gato e melhorado. Wade/Unique(/Como Chamar Essa Pessoa?) não pode realizar seu sonho de ser diva, graças a Sue. Acho meio surreal o jeito que Glee trata o homossexualismo na adolescência, não são todos os pais que aceitam com tanta facilidade com os da série. Um excelente episódio, pra uma - até agora - excelente temporada.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
11 Comentários

Comentário(s)

11 comentários:

  1. AI CARA EU ODEIO A KITTY, FIQUEI COM MUITA DÓ DA MARLEY, KITTY SUA QUENGA MORRA ~Desabafando~. Mas em geral concordo Cassandra sua linda <3 Fiquei com um pouco de dó da Rach. E o Sam estava um delicia as always

    ResponderExcluir
  2. Acho que deviam desenvolver essa coisa da Bulimia na Marley!! E aquele Numero no fim com Real/ilusão/Flashback tudo junto foi megaaaaaaaaaaa Bom!!!!

    ResponderExcluir
  3. Kitty é muito quenga amável. Marley é muito CHATA.

    ResponderExcluir
  4. AMoooo a Kitty também rsrsrs! e sobre o Wade/Unique , quando for o Wade ele é homem, quando ele for Unique é mulher, nós temos que trata-lo como dois personagens diferentes.

    ResponderExcluir
  5. Esperando essa review ha dias kkkkkkkkk nunca pensei que Glee fosse me surpreender tanto da maneira que tem me surpreendido,serio, estou adorando a temporada. You the one that i want,com real/ilusão/flashback foi um dos melhores numeros da serie,Marley esta começando a ganhar minha simpatia,além de linda e talentosa ela estava simplesmente divina de Sandy,Traumando em Ryley (Ryder e Marley) e o bobo do Jake ja deu o que tinha que dar,viu só dormiu no ponto.

    ResponderExcluir
  6. Só deixar uma dica, no fim do texto você escreveu "Acho meio surreal o jeito que Glee trata o homossexualismo na adolescência...". Não se fala em homossexualISMO e sim em homossexualidade, pois o sufixo ISMO é utilizado quando se fala de crença, religião ou doenças, e a homossexualidade não se encaixa em nenhuma delas ;)

    Também achei esse episódio muito bom! Tava precisando dar um up na série, tava tudo muito água com açúcar mesmo.

    ResponderExcluir
  7. Não sei da onde essas pessoas tiram que o Finn é fracassado. Desculpem mas são POUQUISSIMOS os que tem certeza do que querem fazer/ser na vida. Ele só mostra uma realidade que acontece com MUITOS adolescentes após o ensino médio. E fiquei super triste com a cena finchel. A ilusão da Rachel como ela sendo Sandy e o Finn Danny tinham me dado esperança de um futuro pros dois, porém a DR pós show me mostrou que o Finn tem que dar um "foda-se" pra ela mesmo e seguir em frente, porque pelo que eu vi, ela já seguiu. E achei merecida essa desilusão de Brochel, POR FAVOR, Brody é uma P-I-A-D-A, ele é ridículo queridos. Onde se viu alguém que não possui nenhum defeito? É por isso que amo Finn, ele é faz uma pessoal real, não um Ken by: Brody. Outra que só o Finn pra reconhecer os quatro choros da Rachel, foi o momento mais ~own~ *-* Porém odiei Rachel falando que não sente mais nada pelo Finn, se sentindo superior, -desculpa querida, mas quem te aguentou loser foi ele né meu amor- e agora que tá podendo, vai começar a excluir? HAHAHAHAHA Ainda sou finchel forever, mas Rachel, CAI NA REAL LOGO VIU QUERIDA?! Porque to começando a torcer apenas pro Finn e ligar um dane-se pra Rachel.

    ResponderExcluir
  8. realmente não gostei da maneira que rachel falou com finn tomara que finn fique famoso e ela não.

    ResponderExcluir
  9. marley foi uma idiota pois é super magra e acreditou que estava gorda não gosto de garotas assim que tem complexo de se achar gorda mesmo quando estão magras.

    ResponderExcluir
  10. kitty é muito mais gorda que marley,
    só porque é lider de torcida acha que é a garota mais linda,
    mais marley é muito mais bonita.

    ResponderExcluir
  11. rachel se apaixona muito facil, mal conheceu o cara de nova york e já tava chorado por que ele dormiu com sua professora.

    ResponderExcluir