terça-feira, 20 de novembro de 2012

[Crítica] Don't Trust the B---- in Apartment 23 - 2x03: Sexy People...


Estão todos demitidos.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Que a que Chloe é uma bitch maligna, todos sabemos. Mas temos que considerar que o que essa mulher quer, ela tem. E esta semana não foi diferente. Depois de aprontar horrores no Halloween e até ter ganho um potencial amor, porque conseguiu vencê-la em seu próprio jogo, ela volta ao topo do mundo, para despedir as duas primeiras pessoas que a questionar. Infelizmente, na vida real, a longevidade da nova diva da maldade e egoísmo pode estar chegando ao fim. Don't Trust the B—- in Apartment 23 nunca apresentou números excelentes, mas agora a audiência está ainda mais baixa, o que a deixa em perigo de cancelamento. Sinceramente, estou torcendo muito pela série, porque ainda não estou pronto para me despedir da Chloe.

A trama desde semana girou em torno da obsessão da June em torno dos homens mais sexys escolhidos anualmente por uma vestida conceituada. Nem preciso dizer que a bitch achou isso tudo muito ridículo e mal pôde esperar para provar o seu ponto. E quando a Chloe quer provar o seu ponto, ela se torna até uma dona de empresa para conseguir. Enganando a todos, ela despede pessoas, faz escravos em seu trabalho fake e consegue o que quer: James Van Der Beek na capa da edição, tornando-o o homem mais sexy do mundo. Pelo menos para a June.

Ela passou o episódio dizendo que não considerava o James sexy (ela está certa na opinião de vocês?), mas pagou a língua quando teve que admitir que é completamente manipulável, tendo os seus gostos decididos através de uma revista. E o mais legal foi ver o James entrando na onda malvada da bitch do momento, fazendo a June pagar por cada palavra. Ele a torturou em diversos momentos, mas o melhor foi quando ele a acordou para mostrar quão sexy é. Sem contar que ele "acidentalmente" derramou o suco em sua camisa, sendo obrigado a tirá-la. E, claro, quem pode ir para o chuveiro sem fazer uma 10 flexões? Ninguém é doido para pular esta etapa tão essencial.

E o mais engraçado foi ver a cara da June durante toda a cena, enquanto era seduzida pelo cara, por seus músculos, por suas flexões, por seu retorno só de toalha. Enfim, a garota faltou se contorcer igual a garota do exorcista, gritando "possua-me". É claro que não podemos esquecer que ela não foi a única seduzida na cena, vocês viram a cara do Luther? Ele está tão acostumado com a cena que trazia consigo um kit anti-sedução. Sério, gente, esses personagens conseguem me surpreender a todo momento. E o Luther é um dos melhores, realmente mereceu participar do elenco fixo.

Bem, enquanto a trama se desenrolava na sedução, em outro lugar, a Chloe despedia pessoas e as estapeava. Sério, parecia que ela estava interpretando a velha do "Diabo veste Prada", mas, dessa vez, com o diabo mesmo no corpo. E quando a verdade finalmente foi descoberta, já havia se passado 5 dias. Sério, gente, quanta incompetência, tive que concordar com a Chloe. E apesar dela não ter conseguido por o James na capa da revista, ela provou o seu ponto e ainda conseguiu manter algumas páginas para o seu amigo, o que foi considerado por ele como uma vitória. Também quero, Chloe.

Não posso concluir sem comentar o ápice do episódio, onde a June foi realmente possuída e foi ao encontro do James, pedindo sexo selvagem. É claro que as coisas voltaram ao normal, mas espero que o James transe logo com alguém nessa série, nem que seja com o Luther. Certo, eu peguei pesado. Gosto de constrangimento. Bem, só peço desculpa pelos atrasos nas críticas, mas agora está tudo certinho e espero que continue assim. Até semana que vem, onde veremos o que a vadia irá aprontar dessa vez.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário