terça-feira, 20 de novembro de 2012

[Crítica] Don't Trust the B---- in Apartment 23 - 2x02: Love and Monsters


Presa em um filme de amor. Com uma abelha de ressaca.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Eu pensei que seria difícil se superar depois do episódio anterior, mas este segundo episódio definitivamente calou a minha boca. Não só foi engraçado, como o roteiro nos apresentou algumas situações originais e muito criativas, ao fazer um paralelo dos personagens com filmes melosos e clichês de romance. E, claro, um episódio representando o amor só poderia vir em um especial de Halloween, o que não poderia ser mais perfeito. Afinal, o coração da Chloe é negro e cheio de sombras. Existe dada mais especial para ele ser conquistado? Há boatos é o que período onde a sua linha emocional é mais tênue com as emoções dos outros seres humanos.

Esse episódio foi perfeito em todos os sentidos e já se tornou um dos melhores da série, na minha opinião. Primeiro vamos começar a falar da June, que acabou ficando com o papel da melhor amiga que não presta atenção na própria vida, vive para aconselhar a protagonista e terminar com um idiota qualquer. E todas as regras foram levadas a sério, inclusive a aparição de um ator completamente idiota e nojento, com quem a June supostamente deveria terminar. Ainda bem que isso não aconteceu, porque seria mesmo inaceitável. O importante é que ela estava tão focada na vida da Chloe, que nem deu atenção a um bombeiro bonitão que havia gostado de sua fantasia de hobbit.

Mark finalmente teve alguma trama esta semana, aparentemente em diversas cenas, ele finalmente pôde confessar a sua paixão pela June. Quer dizer, ele só disse que não ama a sua namorada, mas parece óbvio que ele terminará com a June, certo? Espero que isso mude, porque apesar dela ter olhos insanos, ela merece um cara mais bonito. Será que ela encontra o bombeiro gato ainda? Acho difícil, ainda mais depois daquele final hilário. Voltando ao Mark, sua discussão com o James só serviu para levá-lo ao limite e confessar a sua decepção amorosa.

Até mesmo o cara tarado da janela, Eli, teve destaque neste episódio. Apesar de aparecer rapidamente em uma cena, ele teve uma das melhores cenas, evidenciando o quanto a June estava servindo de coadjuvante na vida da Chloe e que estava destinada a um desfecho horroroso ao lado do melhor amigo de sua amiga. É neste ponto que vemos quão brilhante foi o roteiro, conseguindo encaixar todas as regras clichês de um filme água com açúcar, sem estragar o nível da série, ou deixar algo sentimental demais.

Chloe começou o episódio com mais um daqueles planos onde ela deixa alguém infeliz. Desta vez, uma tradição de halloween, onde ela escolhe alguém, para fazer de sua vida uma miséria. Mas o tiro acabou saindo pela culatra quando ela encontrou um cara que finalmente fez o seu jogo macabro, o que causou uma GRANDE reviravolta. Foi mesmo engraçado ver a Chloe ficar com a cara na poeira. E se ninguém estava levando fé no relacionamento dos dois anos, depois desse twist, estão todos esperando que os dois fiquem juntos no final. A questão é que a Chloe parece ter engraçado o seu grande amor, que corresponde o seu lado cretino.

Dentre os outros momentos que merecem destaque, temos o Luther voltando da sua noitada e sabendo que não sabe de nada e, claro, o clímax da história, onde a Chloe foi até o aeroporto para encontrar o seu grande amor. Até este momento foi inesperado. Não só para os personagens, como também para nós. Morri de rir quando ele falou sobre o canivete em sua bolsa e os seguranças arrastando-a para fora do aeroporto. Vocês perceberam o olhar amoroso quando ele revelou o golpe nos olhos da Chloe? Isso que é amor, meus queridos. Coisa linda de se ver. Enfim, estou ansioso para vê-los na sequência e espero que ela aconteça. Esse é um casal original, que pode mesmo dar certo.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário