quinta-feira, 4 de outubro de 2012

[Crítica] Supernatural - 8x01: We Need to Talk About Kevin (Season Premiere)

“Resumindo: Fui para o Purgatório e Sam adotou um cachorro”.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Que a série não estava boa, isso ninguém pode negar. Mas quem é fã de verdade não pode se dar ao luxo de perder as esperanças. Supernatural fez história por mais de cinco anos e nos apresentou a esse mundo totalmente novo, que apenas os que compreendem conseguem ver o tamanho de sua grandeza. Então, eles vão precisar se esforçar mais se quiserem levar a série e tudo o que ela construiu direto pro buraco.

Sei que muitos fãs não aprovavam esta renovação e ficaram com os dois pés atrás por causa da qualidade das duas ultimas temporadas, mas eu prefiro ver a situação de outro jeito. A série estar perdendo a graça é mais um motivo para que tenhamos mais 22 episódios e o erro seja consertado. Porque é apenas isso que queremos. Um final digno pra uma das melhores séries de todos os tempos, que honraria seu passado glorioso e faria sua fase negra ser apenas um detalhe. Se eles vão conseguir realizar nossos sonhos, isso ainda não podemos dizer, mas acho que deixar a série nas mãos de alguém que cuidou das melhores temporadas possa ser o começo de tudo.

O episódio começa um ano depois da morte de Dick, e consequentemente do aprisionamento de Dean nas entranhas do Purgatório. Ele consegue voltar a Terra com a ajuda de uma criatura que conheceu, e decide reatar os laços com seu irmão pra continuar de onde pararam. Assim, os dois saem novamente pelas estradas em busca do primeiro trabalho do ano: Ajudar o profeta Kevin e impedir que Crowley consiga usá-lo para destruir a humanidade.

Na minha humilde opinião, essa Season Premiere no mínimo deixou a desejar. Mas ok, não acho que tenho argumentos suficientes pra reclamar, porque gosto realmente não se discute. Mas acho que teria sido bem melhor se não estivesse tão ligada a temporada anterior. Parece que o episódio serviu mais como um tapa buracos do que um grande retorno, de fato.  O que não foi uma má ideia, já que a temporada não podia começar voando e sem fechar as brechas de toda aquela história ridícula sobre Leviatãs. Tendo isso em mente, o que eles fizeram? Deram continuação as pontas deixadas na temporada passada de maneira previsível enquanto Sam e Dean enfrentavam mais um drama fraternal.

Era isso o que estávamos imaginando? Claro que não. Qualquer amador com um pingo de conhecimento sobre a série conseguiria explorar melhor essas situações. E isso claro, tudo culpa do que a temporada passada nos mostrou. O episódio não poderia começar do zero, ou ignorar tudo o que aconteceu anteriormente, só acho que deveriam ter feito de uma maneira melhor. A fuga de Dean do purgatório, por exemplo. Fiquei boiando do começo ao fim, esperando que em algum momento ela se tornasse épica como sua saída do inferno na Season 4. Mas não, a trama foi a mais simples possível e mal abriu portas pra um mistério envolvendo a criatura misteriosa que Dean tanto “ama”.

Também tivemos algumas explicações pra fuga milagrosa, e o preparo do terreno para que a estadia de Dean no Purgatório não tenha sido em vão. Ele também mudou bastante, e os roteiristas deram um jeito de ressaltar isso o episódio inteiro. Agora, me corrijam se eu estiver errado, mas acho que esse final deu a entender que o Purgatório é como um lugar santo. Não bom para se viver, é claro, mas puro de um jeito que a Terra nunca será. Talvez seja por não ter nada do que “contaminou” a humanidade. Sem internet, televisão, política ou guerra, apenas o prazer e o êxtase de retalhar os seres mais grotescos que já puderam existir. Pareceu até que Dean estava com saudades daquele mundo frenético onde podia matar a hora que quisesse, sem se importar com as regras humanas. Mas enfim, por enquanto é apenas uma teoria.

Na verdade, tudo até agora é apenas uma teoria. É muito cedo pra especular o que pode ou não acontecer, ou até mesmo dizer o tema que essa temporada vai ter. Só acho que as coisas podem melhorar bastante, do mesmo jeito que podem piorar. Vou permanecer apático pelo menos até a temporada ter tempo de se mostrar e... Ah não, melhor parar por aqui, não consigo mentir tão bem. Quero sangue, lutas, sexo, e aquelas grandes reviravoltas que nos deixam de boca aberta. Quero Cas, Meg, Bobby e outro vilão f*dástico pra humilhar até mesmo os melhores da série como Lilith. E por fim, quero um propósito. Uma série precisa ser um negócio lucrativo e ao mesmo tempo algo de qualidade. Então, nada melhor do que trazer os dois e fazer todo mundo feliz.

Now, let’s dance.










Promo 8x02 "What's Up, Tiger Mommy?"
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
8 Comentários

Comentário(s)

8 comentários:

  1. Eu gostei do episódio! Concordei com a crítica em partes. Acho que não deixou a desejar, pois não tinha o que se esperar, e o que foi apresentado foi bom, ao meu ver! Pelo que me parece, a série vai voltar a girar em torno dos demônios, e isso é um ponto altíssimo!
    Adorei a cena do Dean comendo o hambúrguer, como se nunca tinha comido um kkkk. Os flashbacks foram as melhore partes, e a temporada vai estar lotada deles.
    Aaah e João, a saída do Dean não foi milagrosa como aconteceu com ele na 4ª temporada, ele se juntou com o Benny e correu atrás dela, de alguma forma! Eles fizeram algo lá, que vai ser contado ainda!
    Enfim, achei um bom começo de temporada, não fui surpreendido mas também não senti falta nada.

    ResponderExcluir
  2. Esta indo de ruim para pior ... ficando sem graça. Os escritores tem que se esforçar mais, para trazer algo que vale a pena ... respeitando a história passada.

    Pena ...

    Melhor personagem do episodio .. foi o profeta ... que se tornou mais interessante.

    ResponderExcluir
  3. Já dá pra perceber a mudança da série com o novo showrunner, amei a season premiere, depois do final da 7ª temporada fiquei um pouco desanimada e com expectativa baixa, mas o Carver mandou muito bem no andamento da série já nesse primeiro episódio sendo que ele já tem experiência e colaborou nos melhores episódios de Supernatural. Enfim, espero que a qualidade não decaia e só melhore daqui pra frente.

    ResponderExcluir
  4. Gostei do episódio e tomara que a qualidade só suba.

    Talvez pelo fato de ter assistido todos os episódios de uma vez eu não tenha achado a 6ª e a 7ª temp. tão fracas (a 6ª é um pouco fraca sim, e a 7ª eu gostei).

    ResponderExcluir
  5. Final perfeito pra serie seria o da quinta temporada, por mim eles faziam essa temporada so de fillers, monstro da semana todo episodio e acabar assim, sem final mesmo, mostrando que Sam e Dean continuara caçando mas a gente não vai mais acompanhar.

    ResponderExcluir
  6. Tirem esse gif gay dai, po!

    ResponderExcluir
  7. Gostei do episódio,agora sim voltamos aos velhos tempos.A melhor cena foi o reencontro de Sam e Dean,e outra cena que eu adorei foi a do profeta eliminando os demônios com aquele feitiço e o Crowley no meio das cabras foi hilário,presinto que as coisas vão começar a melhorar.

    ResponderExcluir
  8. Eu também não gostei muito desse primeiro episódio e concordei com tudo o que disse. A temporada passada foi metade um lixo e metade boa (só boa, não ótima)...vamos ver o que nos aguarda nessa (ainda mais com a possível morte do Cas - espero que não matem meu Cas...adoro esse anjinho! "aprendi com o cara da pizza" e "se ele a ama por que está batendo nela?" rsrsrs - e com a real morte do Bobby. Eu adorava o Bobby (balls!). Não deviam tê-lo matado... mas enfim.
    Não gostei muito dessa ideia já clichê de ficar revesando o epi entre presente e passado.
    A única parte que adorei foi a fala que você destacou. Dean dizendo: "Resumindo: Fui para o Purgatório e Sam adotou um cachorro." Realmente a vida do Sam deve ter sido terrível ¬¬"
    E não entendi a mudança de relacionamento entre eles...das outras vezes eles enfrentaram Lúcifer, Lilith, Gabriel, Azazel, tudo isso pelo amor fraternal deles dois, mas dessa vez Sam simplesmente desiste? Estranho... parece até que ele está sem alma de novo rs. Bom, vamos ao próximo review.

    ResponderExcluir