segunda-feira, 22 de outubro de 2012

[Crítica] Revolution - 1x04: The Plague Dogs


- Ui, ele está me encoxando!!!

Review:
(Spoilers Abaixo)

Nossa, nem acredito que consegui assistir o episódio. Primeiramente, baixei o episódio corrompido duas vezes. Em segundo, veio a relutância em assistir. Mas, ao menos, no final do episódio eu me arrependi por ter relutado tanto. Sem dúvidas esse foi o melhor episódio até agora. Definitivamente eu tenho algum problema porque todas as outras críticas que li apontavam esse como o pior episódio. Bom, acho melhor explicar o porquê de eu ter gostado desse episódio antes que seja taxado como O Problemático.


Comecemos então com o único ponto negativo do episódio: Danny Boy e Capitão Neville. Posso ser honesto? Sinto uma tensão sexual sem tamanho entre esses dois. Acho bom eles se entregarem logo a essa paixão. Só isso explicaria o fato do Danny ter salvado o cara responsável pela morte do pai dele. Eu odeio esse tipo de coisas nas séries, já se tornou até um clichê, se eu fosse o Danny eu tinha deixado Nev morrer mesmo. O Dan sabia que se salvasse o Capitão, ele o prenderia de novo. Esse episódio só não foi melhor por isso, se tivessem feito o irmão da protagonista deixar o Neville pra morrer e fugido, seria excelente.

Ainda fora da trama principal vemos Rachel, sendo questionada e interrogada por Monroe - não consigo associar esse nome com pessoas más - eu só não entendo uma coisa: deve ter mais ou menos uns 14 anos que a Rachel é prisioneira do Monroe e só agora que ele decide interrogar/torturar ela? Acho controverso, mas enfim, ele viu que tortura não vai dar em nada e agora só está esperando Neville - também não consigo associar esse nome com maldade - trazer o filhinho dela pro abate. 

A-DO-RE-I os flashbacks da Rachel, achei bacana o jeito que os roteiristas fizeram acreditar que ela não sentia nada pelos filhos, pra no final nos trazer aquele #BOOM. Fofo demais. E pra terminar temos um #BOOOOOOOOOOOOM maior ainda, como assim foi o Miles que fez a Rachel abandonar a família? E porque? Será que ele sabe que ela está viva? Miles continua sambando como o melhor personagem.



Agora sim vamos falar do plot central que culminou na morte de uma das únicas personagens mais queridas da série: Maggie. Confesso que fiquei um pouco surpreso quando ela morreu, não esperava isso. Imaginei que estavam usando o ferimento dela pra dividir o elenco de novo, mas não. Mataram sem dó, nem piedade. Os flashbacks dela também foram excelentes e ajudaram a nos apegar mais a ela. 

Em meio a isso temos o sequestro de Charlie, e pela primeira vez a personagem me agradou, depois de Miles ameaçar ir embora pela milésima vez, ela diz "Go to Hell" e foi nessa hora que ela me ganhou. Depois disso, os flashbacks dela implorando pra mãe ficar nos deixam próximos da personagem. E a atriz q faz a Charlie criança - é a garota endiabrada de Grimm - é extremamente parecida com a Charlie adulta, ou é impressão minha? Sem falar que a garotinha é boa atriz, talvez melhor do que a que faz a protagonista já adulta.

Nate apareceu de novo, vira e mexe, ele é visto sendo seguindo o povão e é preso, aí ele ajuda nossos mocinhos e depois some no mundo. Daqui uns dois episódios ele deve estar de volta. E o que dizer de Aaron? Senti um certo recalque quando ele não conta pra Charlie do medalhão, e agora que Maggie - que era a favor de contar - morreu, como será que ele vai agir? Já Nora serviu como a consciência boa nesse episódio, apenas calado.

Finalmente fiquei mais empolgado com a série, será que engata dessa vez?
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário