segunda-feira, 1 de outubro de 2012

[Crítica] Dexter - 7x01: Are You...? (Season Premiere)

Se alguém descobrir a verdade, negue até a morte e depois desmaie #ConselhosDeCarminha

Review:
(Spoilers Abaixo)

Bom, estou impressionado. Não que eu esperasse algo menor que Épico para este começo de temporada, mas não pensei que fosse superar todas as minhas expectativas de uma forma tão intensa. Pra se ter uma ideia, nem imagino o caminho que a série pretende seguir, mas se continuar tão emocionante quanto essa estreia, vai ser a melhor temporada de todas. Afinal, tem algo muito assustador num cara com uma faca que simplesmente... Tem um surto. Principalmente se ele for seu irmão.

Acho que era por isso que todos estavam esperando. A revelação máster, o momento do confronto. Deb Vs Dexter, Ou Tenente Morgan Vs Passageiro Sombrio? Não importa, vai sempre dar na mesma. Pois em ambas as hipóteses haverá um conflito de sentimentos e ética onde a visão do certo ou errado pode realmente se desmontar. Foi exatamente encima disso que o episódio trabalho. ”Ele é meu irmão e eu o vi matando alguém a sangue frio. Por mais que eu o ame, preciso fazer a coisa certa... Ou fazer a coisa certa é ajudar quem eu amo?”. Pois é Deb, a incerteza sobre sua posição quanto a isso foi exatamente o que nos fez ansiar tanto por essa temporada.

Talvez toda essa duvida se deva ao fato de Deb ser o personagem mais paradoxal até então. Nunca está totalmente bem, ou totalmente segura. Sempre reage de maneiras diferentes ao que acontece – tanto profissionalmente quanto na vida pessoal -, e acaba agindo por impulso na maioria das vezes. Foi mais ou menos desse jeito que tudo aconteceu. Parecia que estava na linha tênue entre o irmão assassino e o irmão que teve um surto, revezando cada pensamento de acordo com a lógica do momento. Ficou na cara que a versão de Dexter sobre ter acontecido por acaso não tinha convencido, mas também, acreditar que o meio irmão – por quem achava que estava apaixonada – era um monstro também estava fora de cogitação. Ou seja, mais uma dúvida, pra rainha das dúvidas. Mas Deb estava disposta a pagar pra ver.

Não sei se foi só comigo, mas depois tive a impressão de que tudo foi bastante conveniente. Desde a lâmina de Dexter encontrada por LaGuerta na cena do crime – que por acaso ainda não foi bem explorada – até o momento em que Deb decide vasculhar o passado. Como se tudo tivesse sendo forçado a caminhar pro fim. No caso de LaGuerta, por exemplo, podemos questionar sem culpa. Quantas vezes ela já investigou uma cena de crime e olhou no ralo do local pra ver se tinha alguma pista? E Deb? Quantas vezes ela já teve flashes de lembrança de quando foi capturada pelo Ice Truck Killer? Posso até entender o caso de Deb, já que ficou abalada com o que viu e acabou liberando lembranças parecidas. Mas e a LaGuerta, agora começou com a mania de fuçar ralos? Não sei não, hein.

Mas enfim, o importante é que as tramas já começaram a andar desde já. Principalmente a de Deb. Só precisou pegar o irmão numa mentira pra ter certeza que tinha mais coisa nessa história. Todos aqueles flashbacks, suas saídas misteriosas, a maneira como ele estava vestido e bem armado para algo que afirmava ter sido por acaso... Tudo começou a fazer sentido quando ela encontrou sua caixa de lâminas e a coleção de facas. Aí não teve mais como negar né? Nem mesmo um psicopata conseguiria ser tão bom mentiroso. Acho que ela nem precisava de um “Yes” para seu “Are you...?”.Agora, o que ela vai fazer?  Nos livros ela pode ter aceitado numa boa, mas como a série seguiu seu próprio caminho, devemos levar em conta o emocional abalado da personagem e toda sua personalidade impulsiva. Ela no mínimo vai fazer de tudo para que Dexter não mate de novo, mesmo sabendo suas regras de conduta, e mesmo sabendo que essa abstinência pode fazê-lo sair do controle.

Em paralelo a tudo isso, a mais nova missão de Dexter dá indícios de que um novo inimigo está chegando. Tudo começou com um simples assassinato – Se é que colocar simples e assassinato na mesma frase seja correto –, mas no fim pareceu ser a porta de entrada para um problema maior. Parece que o homem que Dexter matou neste episódio pelo assassinato de uma stripper tem contatos muito poderosos – mais ainda que Jordan Chase -, e isso deu a impressão de que foi criada uma “companhia multimilionária do crime”, onde os que estão mais expostos são apenas peões. Claro que isso é apenas uma teoria, então, vamos esperar pra saber o que vai acontecer.

Não quero entrar em detalhes sobre isso, mas afinal, o que o Louis quer? Aprovação do assassino mais bem sucedido de Miami? Verba para financiar seus jogos de violência onde ele pode saciar seus desejos homicidas sem machucar alguém de verdade? Ou ele só tem um desejo sexual muito forte pelo Dexter e acha que instigar um assassino pela raiva é a maneira correta de conseguir o que quer? Não faço a mínima ideia, só sei que toda essa obsessão não é voluntária e precisa fazer sentido.  De qualquer forma, já preparei meu despacho online pra morte do seu personagem.

PS: Que participação medíocre foi aquela do Detetive Mike? Tipo: Oi, tchau, beijos, até o próximo flashback? É isso mesmo, produção? 

Promo 7x02 "Sunshine and Frosty Swirl" Legendado
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
6 Comentários

Comentário(s)

6 comentários:

  1. Amei amei amei amei Dexter nesse 1 eps
    e amei a referencia a scre4m !!!

    ResponderExcluir
  2. amei o episodio, e se me permite, vo lançar uma teoria(aviso de possivel spoiler)
    no livro, no primeiro deles, a laguerta e a deb descobrem q o dexter é um serial killer, a laguerta morre e a deb aceita, eu axo q a serie ta caminhando pra isso nessa temporada.

    ResponderExcluir
  3. Amei, o final foi super hiper mega fodástico épico.
    Só nao vou ver a promo do próximo ep. pra nao estragar as surpresas.

    ResponderExcluir
  4. vanessa vasconcelos reznor2 de outubro de 2012 22:51

    é a primeira vez que eu comento sobre dexter nesse blog,mas acompanho esse seriado faz tempo,quanto ao episódio,meu deus,mais fodástico impossivel,estou passada,e aquele final?estou recuperando o ar agora.mas eu nem imaginava que esse seriado era baseado em algum livro,como assim? será que só eu não sabia disso???

    ResponderExcluir
  5. Perfeita a critica amigao.Vamos ver como vai se desenrolar a historia agora :D

    ResponderExcluir
  6. "No caso de LaGuerta, por exemplo, podemos questionar sem culpa. Quantas vezes ela já investigou uma cena de crime e olhou no ralo do local pra ver se tinha alguma pista?"
    Ou melhor: quantas vezes ela fez QUALQUER COISA que não tenha sido dormir com alguém pra subir na carreira, ferrar a Deb e dar entrevistas?
    E concordo com o que Gustavo disse...acho que o destino da LaGuerta vai ser como o do livro.
    Acho que a Deb nunca vai aceitar bem como a Deb do livro. Criaram personalidades diferentes para elas nas diferentes mídias. A Deb da série, apesar de se mostrar durona, é sensível e já teve experiências ruins por toda uma vida. Todas relacionadas a assassinos. Então é óbvio que descobrir que seu irmão é um serial killer não vai ser uma novidade muito interessante e bem-vinda rs.
    Gostei do review e partirei para o próximo agora mesmo ^^

    ResponderExcluir