domingo, 9 de setembro de 2012

[Crítica] Revolution - 1x01: Pilot (Pre-Air)



É agora ou agora, Tio J.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Gente, o que acontece que só as minhas série tem os pilotos liberados antes? João tá aproveitando o hiato pra focar nas suas história, Chefferson tá criticando a sua lista de 600 filmes, e enquanto isso eu fico aqui movimentando o mundo das séries e esperando as minhas férias que não vão chegar, pelo visto. Mas chega de blá blá blá, está na hora de falarmos do piloto liberado da vez: Revolution, a mais nova – e última, pfvr - aposta de J.J Abrams. Parece que esse cara não desiste nunca, né?! Enquanto ele não repetir o sucesso de Lost – que eu nunca vi, by the way – ele não vai sossegar. Só sei que depois da qualidade de AlcatraZzzzzzzzzzz, essa é a última chance que dou pra ele.

Apesar da série ser nova, não posso dizer o mesmo da premissa, mundo pós-apocaliptico? Nos últimos anos, um dos assuntos mais abordados é esse. Aliás, a ideia do fim de toda força elétrica do mundo é uma das teorias do “Fim do Mundo de 2012” – já passamos por tantos “fins do mundo” que agora tem até que especificar o ano. O enredo gira entorno de um grupo de pessoas que vivem num mundo pós-apocalíptico onde toda força elétrica – bom, quase toda - sumiu misteriosamente. E por força elétrica, eu quero dizer tudo mesmo, baterias, motores, nada que se baseie em fontes de eletricidade funcionam. A ideia é boa, é como viver no passado, só que no futuro, entenderam? Ótimo, nem eu.

Os primeiros minutos do episódio, com o Big Blackout acontecendo é muit o bom, aviões caindo – J.J e sua eterna mania de aviões caindo em pilotos, plmdds. NBC decidiu mostrar que contratou alguns técnicos novos, e os efeitos especiais não vão ser uma completa bosta. A Record inclusive publicou uma nota agradecendo porque agora ela vai ter seus técnicos de volta. O importante é que a cena acabou se tornando épica, já está na minha lista de cenas preferidas. Mas sinceramente? A qualidade está quase que só aqui.


Ainda estou bastante dividido com a opinião sobre a série, ao contrário de umas que já me ganham pelo piloto, Revolution ainda não me empolgou. A verdade é que eu poderia ter escrito essa crítica tendo assistido só a promo e ganhado 45 minutos da minha vida. E Deus sabe o quanto ando precisado desse tempo. Eu senti como se a Series Premiere fosse uma versão estendida da promo, o episódio ainda tenta fazer algumas reviravoltas, mas sinceramente? Não temos tempo de se apegar ao personagem, pra podermos achar a traição uma grande coisa. 

Outro erro está na escolha protagonista, a atriz consegue ser a coisa mais sem sal em tela, gente, nunca vi atuar tão mal desse jeito. Ela faz tudo com a mesma expressão, e olha, que ela teve que ficar com raiva, com medo, feliz...E o rosto dela não mudava, contratemos pra Casa de Cera 3, ela daria um ótimo boneco. E não posso nem dizer que a atriz foi contratada só pela beleza, porque tem atrizes mais bem-afeiçoadas no mundo. E o personagem também não ajuda, num momento ela quase é estuprada (e isso após perder o pai) e no seguinte, já está discutindo com a madrasta por essa não confiar nas pessoas. Acorda pro mundo, né minha filha?! As atitudes dela, acaba sendo tão superficial, que você torce pra que quem leve o tiro seja ela, sem falar, que ela precisou ser salva duas vezes no episódio - o que acaba com a ideia de mocinha destemida - fazendo parecer que ela não pode andar mais de 2 metros sozinha.

Pra ajudar a songa monga da Charlie, a protagonista, temos a madrasta – que eu não sei o nome, mas amei ela – e o gordo-nerd-alivio cômico - que eu também não lembro o nome, acho que devia ter assistido o episódio mais de uma vez. Além deles, tem o tio dela, Miles, que é o personagem fodalhão da série. Luta loucamente e bem. Além de ser o único ator decente, o que me faz se perguntar o que levou ele a atuar em Crepúsculo. E essa turminha do barulho que vai se meter em altas confusões num mundo cercado de magia e mistério. #NarradorGlobal


Ainda temos Danny, o irmão de Charlie, que se mostra muito mais interessante que a irmã. Achei muito digna a tentativa de fuga dele, só falhou porque ele e aquela mulher foram muito burros. Ok. O fato de ele ser asmático também foi um problema. Eu ainda não entendi qual foi o pensamento do Cap. Neville, “ah, ótimo, seu pai morreu, vamos levar você no lugar”, ainda procurando a coerência. E pra fechar temos o vilão, General Monroe, que mais tarde descobrimos ser um ex-amigo de Miles. Clichê, né? O cara do bem, que deixa o poder subir a cabeça e se torna do mal. JJ acha que está podendo abusar de clichês, alguém avisa pra ele que não.

O grande ponto positivo da série, é o mistério, vocês que já me conhecem a quase um ano sabe o quanto um bom mistério me atrai. E Revolution já começa bem. No final já descobrimos que o Amuleto/pen-drive – que Ben deu pro nerd-gordo-cômico - é uma forma de criar energia, graças a mulher que ajudou o Danny, que também tinha um. E ela ainda aparece conversando com um –A da vida pelo computador. Engraçado, eles não tem energia, mas o sistema de internet continua funcionando, né?

A série tem bastante potencial, arrumar uma coisinha ou outra - mudar de protagonista talvez – e o Tio J pode ter a fórmula do sucesso nas mãos. Por esse piloto, eu super recomendo que vocês assistam e depois venham me dizer o que acharam. Nos vemos dia 17 então, quando a série estrear oficialmente.

P.S.
Bom, a Fall chegou, e o blog (sub-entendam “eu”) quer saber quais séries voês gostariam de ver por aqui – novatas, de preferência.

P.S.S
(Pra ficar claro, tirando a Charlie, os outros personagens são do meu agrado, ok?)
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
13 Comentários

Comentário(s)

13 comentários:

  1. Eu realmente gostei, de tudo , e gostei que foi você ricardo que fez a crítica do piloto *-*

    ResponderExcluir
  2. Poucas coisas me interessaram, senti sono em certas cenas e vontade de rir de algumas atuações.

    Gostei bastante só do começo e do final. A morte do pai da Charlie me surpreendeu (não tinha visto promos) e até então estava achando a série mt legal, até aparecer aquele FILHO DA PUTA que promete ser o par amoroso da Charlie (Odiei ele desde o primeiro segundo), sério, que cliche! Vou ver mais uns 2 episódios pra ver se continuo, isso se eu não quebrar a tela do pc tentando matar virtualmente o "namorico" da Charlie.

    Só eu achei a luta final do Miles tosca? Acho essas cenas de luta com muitos saltas e giros e caras e bocas muito sem graça.

    Enfim, também odiei aquele chefe da "policia", e praticamente todos os personagens (tinha gostado do pai da Charlie mas ele logo morreu!). E pra mim é óbvio que a mãe da Charlie tá vivinha da silva e vai aparecer daqui uns episódios.
    Apesar de parecer que eu ODIEI o piloto, acho que a série tem potencial e daria uma nota 6.5 pra esse primeiro ep.

    PS: Séries novas que queria ver no blog: Elementary, 666 Park Avenue, Arrow e Cult (que por enquanto, vai ser as únicas novatas que verei)

    ResponderExcluir
  3. Olha, gostei do episódio. O sequestro "sem sentido" feito pelo Cap. Neville me pareceu bem óbvio. À princípio ele queria usar o pai do Danny (não lembro o nome) como isca pra pegar o tio Miles, e como o cara morreu, teve que ser substituído [foi isso que eu pensei, não quer dizer que seja verdade].

    Achei a Charlie linda de mais! Não consegui avaliar muito bem a atuação dela, mas na maior parte do tempo ela me agradou.

    Se eu tivesse que dar nota pro episódio, daria 7,5. Acho que a série tem potencial, o problema maior vai ser a emissora NBC...

    PS: Sobre as séries novas, acho que as que merecem estar aqui são: Elementary, The Mob Doctor, Beauty and the Beast, Arrow, Nashville e Last Resort (estão todas na minha [enorme] lista desse Fall).

    ResponderExcluir
  4. nossa!parece que as séries estão entrando em decadência,uma piór do que a outra,e o engraçado é que são séries com atores de lost,exemplo:Benjamin Linus(Person of Interest),Hurley(alcatraz),sayid (sinbad) e agora a doutora Juliet Burke nessa merda de série.

    ResponderExcluir
  5. Acho que vou ver o episódio...

    Comenta Arrow e Beauty and the Best, vão ser as séries que começarei a assistir

    ResponderExcluir
  6. Parece que a galera ainda não acostumou com J.J., serio... pra dizer que gostou ou não dessa serie vão ter que deixar ela começar, como pode dizer que uma coisa é sem sentido ou que é clichê.
    Como é que vocês sabem que o Monroe já não planejava alguma coisa?
    Sendo que ele costuma usar flashback pra explicar as coisas, a unica coisa que me incomodou mesmo foram os cortes de cena, que ai já é um problema de edição, que fizeram pra deixar o piloto mais corrido, fora isso a serie é boa e promete muito.

    ResponderExcluir
  7. Onde posso baixar este episódio em boa qualidade

    ResponderExcluir
  8. Falling Skies + Terra Nova = Revolution, ou seja uma merda como a maioria das series do Jota Jota que só fez Alias que presta por completo.

    ResponderExcluir
  9. Series da Fall:

    Hell on Whells, Boss, Coooper, Doctor Who, Boardwalk Empire, Treme, Vegas, 666 Park Avenue, Elementary, Revolution, Last Resort, Arrow, Red Widow, Zero Hour, Infamous, Following, Hanibal.

    ResponderExcluir
  10. Estou apostando em 666 Park Avenue. hm

    ResponderExcluir
  11. Oi Ricardo! Já tinha visto o piloto é chamou a atenção. Meu sobrinho (11 anos) ficou ligado e pediu pra baixar os outros episodios! Ou seja, como diversão sem compromisso até passa! Não queira pensar durante a série, vc vai ter dor de cabeça ... hehehhe ... Vou continuar por hora (ou até terminar o interesse do meu sobrinho!). Abração

    ADOREI o gordo ... cena memoravel:
    O que vc fazia antes do blackout?"
    Era executivo do google!
    Ouvi falar, era uma empresa de internet?
    Digamos que algo assim, dava muito dinheiro ..... mas hj os milhoes de dolares que tenho na conta trocaria por um rolo de papel higienico!!!!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKK sensacional!!

    ResponderExcluir
  12. ja existia sociedade milhares de anos antes da eletricidade, metalurgia, mecanica,etc.Os governo embora não pareção tem certa estrutura , não se acabaria a sociedade, ate porque a polvora ainda funciona e os meios de repressão ainda existirião. É uma porcaria pra debiloides assistirem mas cada uma com sua opinião.

    ResponderExcluir
  13. Ded concordo com vc. Mas me diga uma coisa: você saberia produzir seu próprio alimento? sua própria roupa? conseguiria forjar uma faca ou espada? ou conheçe alguem que poderia? a série não mostra que toda sociedade acabou e sim que acabou como a conheciamos...

    ResponderExcluir