quarta-feira, 26 de setembro de 2012

[Crítica] Resident Evil - Condenação


Direção: Makoto Kamiya
Ano: 2012
País: Japão
Duração: 150 minutos
Título original: Resident Evil: Damnation

Crítica:

Com o sucesso de Resident Evil – Degeneração entre os fãs da mitologia dos jogos, não foi surpresa quando anunciaram que uma sequência seria feita. Eu estava super ansioso pela parte dois e mais uma sequência da franquia cinematográfica. Surpreendentemente, eu consigo gostar dos dois, porque tenho mentalidade o suficiente para entender que são duas coisas completamente diferentes e comparações bobas não faria sentido. Por isso, vamos comentar apenas sobre o filme em CG.

Na história, Leon S. Kennedy viaja para um pequeno país da Europa Ocidental que está em guerra civil, onde investiga um boato sobre soldados utilizarem armas bio-orgânicas durante a guerra. Ordenado a deixar o país pelo governo americano, ele não acata a decisão e decide continuar no local. Com ajuda de Ada Wong e de dois outros personagens, Leon começa uma incansável busca pela verdade por trás daqueles acontecimentos.

É impressionante como o clima deste filme é completamente diferente do anterior. A única conexão que os dois filmes têm, é o fato de ter Leon Kennedy como protagonista. Mas todo o resto é completamente diferente, da história até a fotografia e outras diversas coisas. Já era de se esperar, já que este segundo filme se passa muito depois do primeiro. A história acontece entre os últimos jogos, então tramas como o das La Plagas já aparecem.

E, por falar nas Las Plagas, devo confessar que sou um grande deste “capítulo” da história. Acho muito interessante, bem mais do que os zumbis comuns. Realmente um dos momentos mais interessantes das histórias do jogo. E este segundo filme se foca justamente isso. Infelizmente, precisa ter um mínimo de conhecimento prévio para não se perder na história. Um dos grandes defeitos desta sequência, é que foi feito quase que exclusivamente para os fãs, onde ele não perde muito tempo dando explicações.

Tenho que dizer que até mesmo eu me perdi em alguns momentos e até agora estou cheio de dúvidas formadas na minha cabeça. Tipo, porque um dos personagens se infecta com La Plaga, mas não é transformado imediatamente, assim como os outros, e ainda consegue controlar os monstros como bem quiser? Além disso, não temos o confronto final, tão esperado, do Leon com a grande vilã. Provavelmente, a história deles dois continua nos jogos, mas foi ruim assistir e não saber o que acontece em seguida. A vilã é mais das mais legais que já vi, luta super bem, o que acaba impressionando quem achava que ela não era de nada.

Ainda acompanhamos um pouco mais de Ada Wong e Leon. Eles são um casal improvável, têm muita química. Eu só fico pensando que chá de sumiço é esse que a Ada toma, porque a mulher some do nada, em todas as cenas e reaparece em um momento completamente diferente, de forma igualmente inesperada. Enfim, eu recomendo, apesar de ter um roteiro mais complexo e mais difícil de entender por quem não acompanha os jogos, nos dá boas doses de ação e violência. Cenas bem mais escuras e tensas que o primeiro. Enfim, um filme excelente, pena que não é uma história a parte, como o primeiro.


Trailer Legendado:

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
4 Comentários

Comentário(s)

4 comentários:

  1. ALEX J SILVA
    Oie amigo.
    Descobri seu site hoje e to gostando bastante dele.
    Bom você disse que ficou um pouco perdido no roteiro,na parte em que o personagem se infecta e controla os monstros sem virar um deles.
    Bom vou tentar explicar de forma resumida:
    Resident Evil é uma série em que os governos tem como objetivo criarem o soldado perfeito, soldados que não pensem,reclamem e questionem as suas ordem e que nunca recuem. Tentaram com os zumbis e não deu certo,era impossivel controla-los, tentaram com as las-plagas, mas também não deu certo. Então surgio esse novo vírus que fez com que o personagem que se infecta com ele, se torne uma espécie de lider(uma abelha rainha que controla as outras) mas ele não controla os zumbis e sim só os monstros linguarudos (os LICKERS). E a Ada foi mandada pra lá para roubar esse vírus.
    Bom é isso.
    Otimo Site!

    ResponderExcluir
  2. concerteza esse foi o melhor filme de resident evil ate og... ah o fato do personagem nao morrer e explicado a todo momento no inicio do filme ate detalhadamente mas pra quem jogou o re4 sabe que o las plagas eh um parasita controlador e depende de quem sera controlado e ser o controlador que foi o caso. ah este filme e um prequel de resident evil 6 assim como degeneração e um prequel pro resident evil 5

    ResponderExcluir
  3. Esse sim é um filme de resident evil

    ResponderExcluir