sexta-feira, 14 de setembro de 2012

[Crítica] Glee - 4x01: The New Rachel (Season Premiere)



Rachel demais, Santana e Quinn de menos.

Review:

Agora sim, a Fall está oficialmente de volta, e claro, uma das primeiras séries a voltar tinha que ser Glee, que desde da sua terceira temporada vm sido mais polêmica que os mamilos de Suzaninha Viera, afinal, o medo do que aconteceria com a série por causa das mudanças estava lá em cima. Sem falar que a pomba-gira baixou em Ryan Murphy, como se ter seis gays numa série não fosse o suficiente, ele decidiu criar mais duas. Ou seja, agora ele está com mais duas séries, uma sobre gays (sério?!), e a outra de terror, mas que também tem gays (avá!) e milhares de teasers. Então, se já tínhamos dúvidas da capacidade dele de cuidar de uma série, imagina de três?! Por esses fatores estava receoso do que seria da série, mas pra quem estava com as expectativas lá em baixo, esse episódio acabou sendo excelente, superou as premieres da segunda e terceira temporada, com certeza.

Eu estou até em dúvida se Titia está mesmo por trás desse episódio, por incrivél que pareça tudo funcionou, a dinâmica Ohio-New York estava fluindo bem, em nenhum momento a trama correu em qualquer um dos dois núcleos, as piadas e referências estava divinas como sempre. E acima de tudo, gostei do jeito que apresentaram a nova dinâmica e os novos personagens de Glee.
Já pegando o embalo, vamos falar então dos rostinhos – e que rostinhos, por favor – novos na trama do Mckinley. Comecemos com a que eu menos gostei, Kitty, a mistura errônia de Quinn e Santana, achei a personagem chata e perdida, é uma bitch? Sim. Mas nem de longe consegue soar como Santana. Talvez a ideia dos roteiristas seja mesmo criar essa antipatia e superficialidade na personagem, mas não sei, talvez eu que precise me acostumar com ela. A segunda cara nova é o Jake, ele fez uma excelente audição cantando uma música de uma das minhas bandas preferidas, The Fray, mas quando o Mr.Shue-Shine o interrompeu, ele quase botou fogo nos instrumentistas. Mais tarde descobrimos que ele tem probleminha, é irmão do Puck, e tem raivinha de tudo e todos. Achei um ótimo jeito de garantir a volta de Puck pra história, afinal, ele nem sabe que tem esse irmão.

E a última cara nova é a moça da cantina, ou melhor a filha dela, que já tem um espaço no meu coração, quer dizer, a garota pobre que canta divinamente? Amando, por favor. Sem falar que ela já chegou dando chá de-se-mancol pros veteranos do New Directions porque eles estavam falando mal da mãe dela só porque ela está ligeiramente acima do peso. É isso mesmo, de Losers eles foram pra Winners só pra voltarem a posição de Losers. É como dizem, Losers Gonna Lose. Mas foi bom ver eles populares por um tempo, divertido.

Ainda em Ohio, vemos Kurt sendo garçonete, o que convenhamos não combinou com o personagem, então depois de Blaine divar, com uma serenata, nas escadarias – o que já é mania e tem que acontecer ao menos uma vez na temporada – Kurt decide ir pra Nova York, e tenho que aplaudir a excelente atuação do ator – sendo redundante - que faz o pai dele, a despedida foi linda e emocionante.
Já em Nova York vemos Rachel e sua vida louca em NYADA, Kate Hudson está divando como Cassandra, a professora vadia de dança. Gente, ela escolheu a Rachel pra ser Cristo, eu estou com pena dela, e apesar de ter gostado de Americano/Dance Again, achei a apresentação forçada, que tipo de alienigena consegue ser rodada no chão enquanto canta divinamente?! Por favor. Como se isso não fosse o suficiente, ela ainda tem que lidar como uma colega de quarto que está transando com meia faculdade (além de ficar usando mini-saias rosas por todo lado) e a solidão, já que ela não fez nenhum amigo e sente falta de Chatinn. Eis então que surge seu novo boy magia/amigo/interesse amoroso, que não sei o nome, mas achei que os dois tem uma química muito boa. Rachel se joga nesse homem, deixa que a gente reza pro Corninn morrer na guerra. No final, ela liga deseperada pra Kurt pra contar que sua vida está uma bosta, e ele manda ela virar e diz “Agora a bosta tá mais purpurinada, bee”.

Além disso conhecemos o bebê de Sue, que já nasceu. Temos a informação de que o casal Chang acabou. E descobrimos que mesmo parecendo que iria pra Nova York também, Santana está na Faculdade. Bom, semana que vem espero ver mais alguns dos veteranos, principalmente que é semana de Britney, ouvi dizer que Ryan quer criar um tradição, onde todo o segundo episódio de temporada par seja um tributo a BS. Bom, pelo menos Britney e Brittany tem muitas coisas em comum, principalmente, o autotunes.

Vejo vocês semana que vem!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
10 Comentários

Comentário(s)

10 comentários:

  1. Eu estava com pé atras sobre essa temporada,mas o episodio foi ótimo,acho que tyer mais de uma serie faz bem para o ego de Titia Ry e acaba fazendo com que ele escreva episodios melhores para Glee e cia.Amei o Brody prfvr Brody>>>>>>>>Finn.E aquela cena Hummelberry <3

    ResponderExcluir
  2. E eu tambem não gostei/gosto nem um pouco da bicha Unique/Wade

    ResponderExcluir
  3. Amei esse episodio,e sério,eu me apaixonei pleo novo New Directions,claro q não é melhor q a primeira geração,mas me apaixonei.Marley é d longe a minha personagem preferida entre so novatos,eu também amei o Jake *_* e eu gostei da Kitty,e eu achei q a Unique arrasou,amei ela,eu ri na parte q ela leva raspadinha e fala divando"OS OLHOS DE UNIQUE ESTÃO QUEIMANDO"KKKKKKKK,ansioso para o prox EP,IT'S BRITNEY BITCH!

    ResponderExcluir
  4. Foi lindo, emocionante, engraçado, especial tudo que Glee era e perdeu ao longo dos tempo, mas por causa desse eps. recompensou tudo. De inicio já me apaixonei pela primeira apresentação de briga pela nova vaga, Rachel saiu e fez mto bem ao clube, Blaine, Unique, Brit e Tina mandaram super bem. É estranho voltar a escola e não encontrar ali a galera e sempre, mas na real não sinto falta deles não, não que eu não vou sentir tinh uma química ótima todos juntos ,porem o novo elenco segurou mto bem as pontas. A nova Raquel é linda demais, que voz que presença e a historia com da mãe deu vontade de colocar ela no colo e amar...kkkk
    Raquel tbm precisa de mim em NY o encontro dela com o Kurt quase chorei foi demais.
    Titio Murphy arrasou no primeiro e me surpreendeu, tõ empolgado demais com Gleeeeeeeeeeeee

    ResponderExcluir
  5. Essa temporada com certeza vai ser a melhor!

    ResponderExcluir
  6. Amei a premiere da quarta temporada,Ricardo eu tbm detestei a Kitty ela nem chega aos pés da Santana garota chata e irritante.Adorei a Marley ela é um amor além de cantar muito bem ela merece ser a Nova Rachel,tbm gostei do Jake espero que ele mude de idéia e entre para o New Directions,coitada da Rachel estava se sentindo muito sozinha e para pior tudo a profe Cassandra a crítica cruelmente pelo menos ela terá o Kurt para desabafar,adorei a apresentação da Kate Hudson Americano/Dance Again ela tem uma ótima voz.


    PS:Espero que isso seja verdade,sou fã da BS.

    ResponderExcluir
  7. Já vi os quatro episódios, mas vou tentar não botar o carro na frente dos bois e comentar apenas sobre cada episódio em cada review.
    Bem, eu tinha prometido a mim mesmo que não iria mais ver Glee depois que Rachel, Finn e Kurt saíssem, mas meu amor é mais forte e acabei não resistindo.
    Eu AMEI a Kate Hudson como professora do mal. Essa atriz é linda e atua maravilhosamente bem e agora descubro que dança e canta também!
    Não sei se é implicância minha porque odeio mudanças. Quando me acostumo com algo fica difícil gostar das coisas novas, mas... eu não senti nenhuma empatia por qualquer personagem novo. Achei o Jake um rebeldezinho sem causa muito sem graça. "O mundo me odeia, então odeio o mundo!" Chato. Quiseram fazer uma imitação muito barata do Puck. Sou mil vezes o Puck à versão morena dele (apesar de concordar que a voz do menino é bonita).
    A filha da moça da cantina é sem gracinha e típica mocinha de série o que não faz juz à sua veterana Rachel que sempre amei porque era a principal mais diferente que eu já tinha visto: ambiciosa, chata, egocêntrica e mandona.
    A Kitty pra mim tanta faz...eu não gostava da Quinn também rs.
    Já a Unique também é meio tanto faz...sei lá...

    ResponderExcluir
  8. marley ela é muito melhor que a rachel é uma garota legal que sabe se impor sem parece chata e arrogante.
    jake tem uma voz linda mais ele é um pouco parecido com puck. kitty não gostei dela nem um pouco, nem bonita ela é, não chega aos pés de quinn e satana.

    ResponderExcluir
  9. marley é linda perece um anjo
    e blaine é a estrela do glee

    ResponderExcluir
  10. marley não é uma garota chata e enjoenta como a rachel,
    marley é 1000 vezes melhor

    ResponderExcluir