Especial

Foto:

[Crítica] Desespero


Direção: Alexandre Courtès
Ano: 2011
País: EUA / França / Bélgica
Duração: 85 minutos
Título original: Asylum Blackout / The Incident

Crítica:

Quando as luzes acabam, a loucura começa.


Eu realmente entendo quem nem deu uma chance para este filme. Primeiro que ele tem este nome horroroso e clichê (quando irão aprender a traduzi-los literalmente?) e ainda por cima é distribuído pela PlayArte. Preciso dizer mais alguma coisa ou vocês já estão repelidos o suficiente? Quem ainda não se assustou, terá ainda que encarar uma capa totalmente sem graça, sem qualquer atrativo (Clique AQUI para ver). O pôster acima, que também não é dos melhores, é o internacional, traduzido por mim, para que a postagem ficasse com uma aparência mais digna. Agora eu me pergunto que tipo de pessoa vai sentir vontade de assistir este filme com tantos pontos negativos aparentes?

A história gira em torno de um grupo de jovens roqueiros que sonham em fazer sucesso com sua banda. Para pagar suas contas e o tempo das gravações de estúdio, eles trabalham como cozinheiros em um hospício. Tudo está indo bem, até que a força é cortada durante uma tempestade, impedindo que qualquer saia do local e permitindo que os loucos fiquem livres para vagar em qualquer lugar. Liderados e direcionados, os loucos começam a assassinar brutalmente os funcionários do hospício. No meio de um universo louco, os jovens terão que se unir para escapar com vida, antes que a insanidade os consuma.

Só assisti a este filme, porque já estava na expectativa de vê-lo muito antes da PlayArte colocar suas garras nele. Inicialmente, isso não me abalou, mas considerei um sinal de mau presságio. Confesso que eu estava certo e acabei de decepcionando terrivelmente com este filme. Passou muito longe do esperado e vai por caminhos que estou até agora tentando entender. Realmente um grande desperdício de uma excelente idéia. Gosto muito de filmes onde loucos sem controle e noção são os vilões da história. Digo isso porque eles são imprevisíveis, sendo capazes de fazer qualquer coisa, o que torna tudo ainda mais assustador.

Infelizmente, o diretor não conseguiu manter este clima de desespero. Fala sério, três jovens a mercê de um bando de loucos, soltos por todos os lados, com corpos se empilhando: É ou não para se desesperar? Sinceramente, vestiria logo uma roupinha branca de paciente e mataria o máximo possível. Como diz o velho ditado, se não pode vencê-los, junte-se a eles. Então a reação dos jovens não me agradou, porque o roteiro poderia explorar diversas situações, mas decidiu ir pelo caminho mais óbvio e sem graça. Em contrapartida, os atores representando os loucos até que fizeram um bom trabalho. Foi bem legal ver a reação deles, mostrando que matam uns aos outros, totalmente fora de controle. Um verdadeiro caos, que deveria ter sido melhor explorado.

Apesar de admitir que não estava achando excelente, confesso que não estava ruim. A história prometia um confronto final bem legal, assim que os jovens começaram a se separar. Mas, acabando com todas as minhas esperanças e me deixando com a cara na poeira, o filme simplesmente acaba. Isso mesmo, não temos terceiro ato. Depois de umas cenas legais, onde achamos que o suspense pode acabar ganhando forma, todo o roteiro vai por água abaixo, somos apresentados a algumas cenas MUITO bizarras, aparentemente sem explicação lógica e então somos apresentados aos créditos finais. Loucura define!

E se não estava perfeito antes, vocês não podem imaginar como eu odiei depois de ter acompanhado o "final". Eu não recomendo. Não é o pior filme que assisti na vida, mas é muito decepcionante. Aqueles que gostam do tema, podem até procurar por diversão passageira, mas se não for o seu tipo de filme e tiver coisas melhores para ver, passe batido, porque este filme não merece uma marcha ré. Bem, pelo menos eu achei inteligente a história se passar nos anos 80, onde o rock estava mais ativo do que nunca e o roteiro não precisaria dar desculpas esfarrapadas para celulares que nunca funcionam. Não que isso vá mudar alguma coisa no geral, mas é digno de comentários.


Trailer Legendado:

Comentário(s)
5 Comentário(s)

5 comentários:

  1. Bem que dizem que os trailers nos enganam,parece que o filme é bom e dá vontade de assistir mais como confio plenamente no seu gosto então vou passar longe dele.


    PS:Recomendação de Filme:"Detenção-Um grupo de homens participa de um teste onde ficam presos em um complexo por duas semanas onde é explorado o comportamento humano".Com Florest Whitaker,Cam Gigandet e Adrien Brody.

    ResponderExcluir
  2. vanessa vasconcelos reznor28 de setembro de 2012 22:21

    valeu por avisar colega,já não dava nada pra isso aí,agora fodeu tudo.

    ResponderExcluir
  3. alguém poderia me explicar o final fiquei sem entender se o cara tava morto como ele esta torturando o cozinheiro?

    ResponderExcluir
  4. Mas qual é a lógica do filme afinal?

    ResponderExcluir
  5. Na minha visão ele ficou louco, por isto ele teve e visão do amigo cortando os dedos e as mãos.

    ResponderExcluir