Especial

Foto:

[Crítica] Bait


Direção: Kimble Rendall
Ano: 2012
País: Australia
Duração: 91 minutos
Título original: Bait

Crítica:

A cadeia alimentar acaba de sofrer uma virada.


Eu adoro filmes com animais assassinos, especialmente os mais populares, tubarões e cobras. Mas, diferente dos slashers e found footages jogados aos montes todos os anos, este tipo de produção, com animais assassinos, é um pouco mais rara. Claro que eu estou desconsiderando qualquer tentativa da SyFy, com seus filmes direto para a TV com seus péssimos efeitos visuais. Estou falando de filmes emocionantes, com bons efeitos visuais e um roteiro, no mínimo, decente. E se conseguimos pelo menos um bom filme desse estilo no ano, já devemos nos sentir gratos. Então, já podemos aplaudir Bait.

A história gira em torno do pavor de um grupo de pessoas dentro de um mercado que sobreviveu a uma violenta tsunami. Pensando que o pior havia passado, eles são surpreendidos quando descobrem que estar dentro d'água não é seguro e que tubarões brancos sedentos por comida fresca espreitam nas profundezas. Agora, o pequeno grupo terá que unir forças para sobreviver a esta situação mortal, lidar com problemas internos e as armadilhas do destino, se quiserem ver a luz do dia novamente. Caso o contrário, todos estão destinados a se tornarem iscas de tubarão.

Primeiramente, devo deixar bem claro que não é o melhor filme de tubarão já feito. Para mim, a campeão absoluto nesta área é o Do Fundo do Mar. Mas não ser o melhor, não o torna ruim. Muito pelo contrário, achei muito divertido e tem até alguns elementos parecidos com o filme que explora tubarões inteligentes. Claro que temos que desligar nossas mentes para algumas coisas, como por exemplo, o fato dos tubarões e o volume da água diminuir e aumentar conforme as necessidades do roteiro. Eu não acho isso um defeito realmente, ninguém quer ver um filme onde o tubarão fica encalhado e as supostas vítimas sambam encima dele em direção a saída, não é mesmo?

Eu lembro que assim que foi liberado o primeiro trailer, eu fiquei muito decepcionado. O vídeo não tinha uma edição muito boa e não mostrava grandes efeitos, parecendo um filme amador. Depois de muitos meses, foi liberado um novo trailer, onde víamos uma enorme mudança no tratamento da produção e os efeitos visuais realmente enchiam os olhos. No geral, os efeitos visuais deste filme são muito bons. Infelizmente, isso não foi muito aproveitado na hora das mortes. Em sua grande maioria, todas foram muito parecidas, apenas uma realmente se destaca. Pelo menos foi uma muito boa, que pode ser conferida no trailer abaixo, inclusive.

Diferente de um certo filme chamado Terror na Água, o tubarão está sempre presente e pronto para pegar as suas vítimas, sem selecionar os protagonistas dos figurantes. Ele persegue a todos, mas é claro que ninguém gosta de permanecer na água por muito tempo. Além de Xavier Samuel (A Saga Crepúsculo: Eclipse), devo destacar a participação de Phoebe Tonkin (da finada série The Secret Circle), que é uma das melhores personagens e a que tem as melhores e mais perigosas cenas, posicionando-se como a protagonista feminina do longa. Quanto aos outros, não estão ruins, mas também não fizeram nada de extraordinário.

Alguns podem se decepcionar pela quantidade de sobreviventes no final. Eu não vi problema nisso. Todos que eu fazia questão que morressem, viraram comida de tubarão (diferente de Morte Súbita, onde um bando de gente que merecia morrer, sambou na cara do crocodilo e permaneceu vivo). É claro que eu recomendo. É difícil encontrar uma boa produção desse subgênero que consiga empolgar e, se vocês estão procurando e gostam deste tipo de filme, certamente irão adorar Bait. PS. Curiosamente, Cariba Heine e Phoebe Tonkin fizeram uma série chamada H20, onde eram sereias. É engraçado ver que não é tão divertido quando os animais do mar não são seus amigos, não é verdade?


Trailer Legendado:

Comentário(s)
5 Comentário(s)

5 comentários:

  1. Adorei,tbm gosto de filmes com animais assassinos vou conferir.

    ResponderExcluir
  2. é muito bom mesmo,eu lembro da serie ''H20'' com a phoebe tonkin e a carriba heine!

    ResponderExcluir
  3. vanessa vasconcelos reznor28 de setembro de 2012 22:28

    assisti esse filme semana passada,que bom que vazou antes na net,pois eu estava doida para assisti-lo e foi o que eu esperava,gostei muito dele.como vc falou,pode nem ser melhor que do fundo do mar,mais cumpre bem seu papel.

    ResponderExcluir
  4. Eu não quis assistir esse filme por causa da cena com o cachorro, fiquei com pena dele.

    ResponderExcluir