domingo, 5 de agosto de 2012

[Crítica] The Glee Project - 2x09: Romanticality


 Achamos o amor num lugar de merda...

Review:
(Spoilers Abaixo)

E de novo, o episódio mais aguardado da temporada chegou: Romanticality. Ok, admito que todo o episódio eu digo isso, mas fazer o que se todo episódio é essa loucura que amamos?! Mas já vou adiantar que estou chatíadissimo, quem leu a crítica passada viu que por mim todos os participantes que restaram na competição já poderiam estar em Glee, ou seja, qualquer um deles que saísse eu sofreria. Todos os seis poderiam ser levados direto pra série num momento de loucura de Titia, mas pelo visto, isso não vai acontecer dessa vez. Enfim,desabafo feito, vamos a essa loucura semanal que trouxe as coisas que mais amamos em Glee: romance que duram um episódio, lésbicas, cadelas (vulgo bitchs), “relações icônicas”, polêmicas sobre virgindade e mais, muito mais. E claro, o elenco da série continua por aqui dando suas opiniões, quase sempre polêmicas.

E ao contrário do episódio passado que demorou pra trazer os plots semanais, essa semana temos os enredos logo na homework, que foi More Than Words aliás. Eu adorei a ideia deles de pra quem eles olhassem seriam o par deles na música e o que será, será. Michael olhou pra Shanna, Blake pra Ali, sobrando assim as amigas e rivais: Aylin e Lily pra serem o casal lésbico. Pra trazer alguma inovação, o guitarrista da banda “detentora dos direitos da música” estava lá pra acompanhar eles na apresentação. E como todo bom reality show, o convidado especial tem claro que trazer um plot polêmico e constrangedor sobre o apresentador ou mentor do programa. E o que descobimos graças a esse guitarrista? Que foi com essa música que Robert, nosso eterno Bob, perdeu sua virgindade. O grande cliffhanger que fica é: qual delas?! Mas enfim, isso aqui ainda não é uma crítica da sexualidade do Robert.

O convidado da semana, não podia ser outro além do protagonista do romance mais água com açucar do universo: Darren Criss (Blaine),  e vou chamar ele de “Dadá”, tal como Dianna (Quinn) faz. E Dadá, ao contrário da temporada passada onde ele aparecia episódio sim episódio não, nessa edição ele estava meio desanimadinho. Acho que alguém anda obrigando ele a fazer muito vocais – se é que vocês me entendem – particulares. Depois da apresentação, temos Blake escolhido como vencedor. E pela primeira vez, a Shanna foi criticada. Muito erroneamente na minha opinião. Lily e Aylin também são criticadas pela sua ousadia por protragonizar um beijo lésbico, e como sabemos, Glee se vende como destruidora de paradigmas, mas os casais homossexuais só se beijam a cada uma temporada e meia. Parece que perguntaram “Contradição, é você?” e a resposta foi “Não, meu nome é  Ryan Murphy, o prazer só mais tarde”. Acho que a Naya tem algo a dizer sobre a participação de Dadá no episódio.


Então temos a Group Performance anunciada: We Found Love (da Rihanna, dona de 10 a cada 8 músicas lançadas atualmente). E claro, assim como os participantes fizeram na lição, o clipe giraria entorno de 3 casais, e Poker Blake pôde (ainda tem acento? Nem lembro) escolher quem seria seu par, por ter ganho a homework. Ele escolheu Alien , pra que mudar o que está dando certo, não é?!  Então, Michael ficou com a Gordelícia; e Turquenguinha – que não sei porque sempre acaba com alguém do mesmo sexo – ficou com a Xana.



Dito isso, vamos para a coreografia, e notem como esse ano os mentores estão inadipliscentes com suas tarefas. Zach faltou a coreografia, o motivo dito é que ele estava gravando Glee, mas sabemos que a verdade é muito mais polêmica: Zach também estaria grávida(o?), choquemos. Ou seja tivemos que aturar aquela mulher chatinha no lugar dele, não gosti. Pulemos então para o estúdio.

Nikki <3

Como amo essa mulher, e nesse episódio ela esteve mais ácida do que nunca. Mais uma vez ela trouxe os melhores comentários sobre os participantes. Comecemos analisando o diálogo entre ela e Turquenguinha:

Aylin: Vai ser interessante quando minha família assistir esse episódio.

Nikki: Acho que o programa todo, né quirida?
                               
E não acaba por aqui, como se trollar a nossa turca favorita não fosse assinar sua sentença de morte, ela decide criticar Blake:

Sidekick: Com todo respeito, mas isso foi uma merda.

Nikki: Não seja maldoso...Foi só uma merda e meia.

Nikki: Blake, querido, peça um dicionário pro Robert e leia o significado de harmonia, pfvr.

Blake: Ok. Chatiado/

Como não amar, não é verdade? Eis que vamos para o set gravar essa loucura toda. E, por incrivél que pareça, todos os mentores estavam assistindo a gravação. Não tenho muito o que falar sobre esses momentos  não, então assistam adolescentes se pegando nas dependências do colégio. E caso você ainda esteja no Ensino Médio, tenha algumas idéias...Eu, particularmente, nunca fiquei com ninguém na salinha do zelador, mas Blake e  Ali aprovaram. Quem quiser rever a pegação, quer dizer, o clipe, clique aqui. Nota 8,5

*Ah! Já ia me esquecendo, o “Diretor Figgins” roubou a cena, com a Dança do Mictório/Pirocóptero. The Glee Project inovando o mundo das coreografias, quem não lembra da Dança da Teta-Maluca?


Eu achei Michael e Lily, o casal mais naturalzinho no clipe, sem falar que a cena do “encontro” deles foi super fofinha – olha minha heterability. Por isso achei digno e justo eles não estarem no Bottom 3. Outra que não foi pro bottom foi Ali. Sobrando assim: Aylin, Blake e Shanna para se apresentarem pro Ryan.

Na hora que escolheram esse três, eu já pensei, “Fuuuuuuuuuuu...”. Eu já sabia que Shanna sairia, Blake e Aylin já têm o selo de favoritos. Confesso que desse três, de quem eu menos sentiria falta seria do Cara de Paisagem. Mas óbvio que quem saiu foi Xaninha. E não gostei nenhum pouco da edição querendo transformar ela numa bitch falando al de tudo e todos. Vejamos o que Lea Michele tem a dizer dessa eliminação:
Bom agora só temos 5 candidatos. Até semana que vem!

P.S.
Se vocês quiserem linchar os soltadores de spoilers, eu viro pro lado e finjo que não vejo. Ou seja, sintam-se à vontade.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
3 Comentários

Comentário(s)

3 comentários:

  1. nunca pensei q fosse dizer uma coisa dessas, mas já pensaram em moderar os comentários? /chatiado com os spoilers da crítica passada. sem exageros, a pessoa lá merecia passar o resto da vida no filme martyrs.

    R_

    ResponderExcluir
  2. vão se foder seus "soltadores de spoilers" caras de feto filhos de uma puta quenga que da o rabo ali na esquina! OBRIGADO POR PERMITIR, RICARDO.

    ResponderExcluir
  3. Vocais particulares...??

    ResponderExcluir