sexta-feira, 17 de agosto de 2012

[Crítica] Baby Daddy - 1×07: May the Best Friend Win

Hey I just met you, and you’re a whore. But here’s my number, so call me maybe.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Pera aí, acho que me confundi um pouquinho, perdão. O nome da série é mesmo Baby Daddy ou é Daddy que quer dar uma de gostoso toda semana? Porque né... Acho que o estoque de figurantes está prestes a acabar com tanta mulher que aparece dando encima dele quando deveriam nos mostrar um pouco mais da Emma. Lembram dela né? Aquela pessoinha minúscula que deveria ser o foco, mas só aparece como coadjuvante pra fofurar a trama.

O único problema de uma série sobe um bebê onde o bebê quase não aparece, é que uma hora isso acaba fazendo falta. Existem muitas coisas que podem ser trabalhadas encima da base da série envolvendo um bebê, e isso infelizmente não acontece. As piadas são engraçadas, os personagens cativantes, mas no fim, o que deveria ser a prova de que ser pai muito jovem é inexperiente e faz besteira acaba se transformando numa diversão entre malucos onde por acaso tem um bebê no meio. Essa semana, por exemplo, Ben e Tucker resolveram sair pra pegar geral, mas acabaram voltando com o numero da mesma garota e a partir daí se iniciou uma disputa onde o melhor ganharia.

Onde já vimos essa sinopse mesmo? Sim, em praticamente todas as séries, e mais de uma vez que podemos contar. Claro que não posso reclamar da vida sexual do Ben ser o foco em quase todos os episódios, porque se não fosse mesmo pegador, não teria engravidado alguém. Só acho que existe um limite, e isso já deu. Está na hora de expandir os horizontes e levar a trama pra outro lado. Afinal, criar um bebê é fácil quando tem uma tropa de pessoas pra ajudar e ficar com ela quando você resolver que é hora de dar uma gratinada, If you know what I mean.

O episódio não conseguiu se manter com essa trama, mesmo que tenha tido boas piadas, e acreditem, isso não fez dele um episódio ruim. Apenas chato em algumas vezes, com algumas cenas que podemos passar sem sentir falta, sabem? O de sempre. Porque convenhamos, a disputa era no mínimo ridícula. Me respondam, garotas – e também alguns garotos -, vocês escolheriam Ben ou Tucker como seus amantes? Até pra um homem hetero essa é fácil. Tucker não ganha de ninguém, e foi exatamente por isso que ele ficou com a garota no final. Sabe, pra sair do clichê, tentar outra abordagem, o que nós sabemos que não seria assim na vida real.

Tucker ficou com a garota por uns dois minutos também, porque depois ela se mostrou uma tagarela e foi preciso chamar o Danny pra calar a sua boca com sua linguagem corporal. Então, amigos para sempre de novo, como se ninguém soubesse que isso iria acontecer. Ta na hora de mudar hein Baby Daddy, porque piadas repetidas por piadas repetidas, todo mundo vai preferir rever Friends.

Agora o que valeu MESMO a pena foi o núcleo do Danny e da Riley, desde já, perfeitos um pro outro com direito a coraçãozinho que colocará em jogo minha sexualidade <3. Danny estava nervoso por causa de uma entrevista que tinha que dar junto de seu time, pois sempre que era filmado, parecia estar sem alma. Nisso, Riley lhe oferece uma ajuda e eles acabam se aproximando. Se aproximam tanto que logo depois de conseguir fazer seu discurso, Danny lhe tasca um daqueles beeeeijos de fazer perna fina quebrar em dois.

Não tenho palavras pra descrever o quanto essa cena foi digna, hahaha. Será que finalmente vai acontecer alguma coisa entre eles dois ou vão ficar nesse “não significou nada, acontece”? Bom, vamos esperar até o próximo episódio pra saber. E que o Ben gostosão se aposente pra dar início a Era Baby-sitter, por favor.

PS: Que dança foi aquela do Ben e do Tucker? MEU DEUS! Isso sim foi disputa, tirei meu chapéu /NotBad

Promo 1x08 "The Daddy Whisperer"
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário