segunda-feira, 30 de julho de 2012

[Crítica] Saving Hope - 1x08: Heartsick

Corações apaixonados, doentes, culpados... todos precisando de conserto

Review:
(Spoilers Abaixo)

Como estão os corações de vocês meus queridos? Batendo? Ótimo. Mas e o seu “coração”? Está batendo também? Essa semana Saving Hope resolveu analisar desde os corações literais aos figurados. E devo confessar a vocês, partiu o meu – ou melhor, os meus – em vários pedaços. Então, prontos para embarcar numa viagem às artérias de seus corações?

Com certeza a expectativa de todos que assistem a série foi o desenrolar da luta entre a Alex e a Dawn pelas decisões médicas do Charlie. Nesse mesmo cenário ainda tinha paciente com transplante de coração a ser feito. Fora nossos outros médicos, que nessa semana resolveram acertar, ou pelo menos tentar, suas questões amorosas.

Essa semana eu já comecei o episódio de coração partido. Partido ao ver a Alex sentada naquela cadeira tentando convencer todos a não desistirem do Charlie. Partido pelo Charlie que também estava triste, não estava aquele homem espirituoso e alegre de todas as semanas. Tudo isso contribuiu para aquele clima de velório na série.

Enquanto as tentativas da Alex pareciam inúteis contra o aparente bom senso da magricela loira da Dawn, ela ainda teve de juntar-se a ela na sala de cirurgia de transplante de coração de um paciente. Do outro lado, o doador, um presidiário, tentava relacionar-se com Charlie que a essa altura não esboçava nenhuma vontade de conversa. Essa história foi interessante, pois o paciente rejeitou o órgão, e o doador foi lá desculpar-se com seu “coração” por ser tão ruim, pedir a ele para viver naquele novo corpo, e funcionou!

Já nossos outros médicos, Joel, Maggie e Gavin desenvolviam suas histórias.


Joel, que essa semana conquistou minha admiração, lidava com um policial que de início tinha dores nas costas e depois no joelho. Tudo isso na verdade eram dores de um coração culpado por matar uma criança acidentalmente e que recorria a remédios para aliviar a dor. Eu até entendi na hora que ele foi visitar o paciente que fez o transplante de coração. Para ver se ele estava bem, para ter o sentimento de culpa aliviado ao ver que salvou a vida de alguém, ter um pouco de redenção. É uma pena que mesmo os esforços mais sinceros do Dr. Joel não conseguiram evitar que ele se suicidasse. E isso deixou o Joel arrasado.

Maggie-piriguete-bipolar estava tentando ir passar o final de semana na casa do Joel. Vem cá, essa garota só pode ser bipolar. Uma hora diz que quer algo sério, o Joel vai lá e pede ela em namoro, ela recusa, na outra semana está arrastando-se aos pés dele pedindo abrigo. Oi? Gavin, o médico mais fofo das séries médicas ainda foi oferecer abrigo a ela, declarou-se para ela, beijou-a. E eu odiei isso. Por que ela não merece nenhum médico da série, muito menos o Gavin, e é evidente que ele tem os quatro pneus e o estepe arriados por ela, um dó.

No decorrer da história já tínhamos uma Alex devastada e preocupada com a decisão do Conselho do hospital. Exatamente nessa hora que o Joel resolve ir dizer a ela que ainda a ama. Péssima hora não é? Tanto que a Alex nem o deixou terminar.

A decisão do Conselho não poderia ser mais errada. A vadia da Dawn, que é outra ainda apaixonada pelo Charlie, acabou ganhando e assinando a ONR do Charlie. Como que prevendo tudo isso o Charlie teve uma parada cardíaca. Nessa hora eu me vi no lugar da Alex fazendo massagens no Charlie, desesperado, chorando pra ele voltar ao normal. Felizmente ele voltou. Infelizmente a vadia mandou desligar os aparelhos respiratórios dele.

Não tivemos um flash de memória, mas tivemos o momento mais dramático e emocionante de Saving Hope até agora. Alex ao lado do Charlie dizendo “adeus”, e eu do lado deles junto com a Mel e o resto da equipe também com o coração quebrado. Não bastasse isso a série só volta dia dezesseis de agosto. Até lá vou juntando os pedaços e tentando imaginar o rumo que a série vai tomar a partir de agora. Vejo vocês. Até lá meus queridos!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
3 Comentários

Comentário(s)

3 comentários:

  1. um ótimo comentário, meu copração também se partiu! Vai demorar um pouco muito, mas esperemos... :)

    ResponderExcluir
  2. Morrendo aqui com esse episódio. Charlie ñ pode morrer, seria hilario se ele voltasse.

    SERIO GENTE ELE Ñ PODE MORRER.

    ResponderExcluir
  3. obrigado Anônimo :D pois é, vamos esperar

    Lalleska, não pode mesmo, ele é o melhor da série D: mas para manter esse enredo da série ele tem de ficar em coma, ao menos por um tempo, mas morrer não :\\\

    ResponderExcluir