Especial

Foto:

[Crítica] MIIB - Homens de Preto II


Direção: Barry Sonnenfeld
Ano: 2002
País: EUA
Duração: 88 minutos
Título original: Men in Black II

Crítica:

De volta. De preto.

Quem tirou os seus óculos escuros, já está fora desta jornada, porque ainda estamos no meio dessa missão. A pergunta deixada no ar no final da primeira crítica, foi a respeito do novo parceiro do Agente Jay. Sinceramente, eu sempre pensei que seria impossível substituir o Kay, e os produtores perceberam isso, porque ele está de volta (como você pode ver no pôster acima). Mas, depois de reassistir o segundo, eu percebi que a sequência funcionaria, de um jeito ou de outro. Afinal, os produtores tinham uma arma secreta... Vamos entender isso melhor? Todos olhem atentamente para cá.

A história, dessa vez, gira em torno de uma alienígena em busca de vingança e sua eterna procura pela Luz de Zartha. Depois de 25 anos procurando a Luz pelo universo, Serleena - a alien megaevil - descobre que foi enganada, e que a Luz de Zartha nunca saiu da Terra. Mas, para o Agente Jay descobrir onde está a maldita luz, ele terá que procurar o seu antigo parceiro, Kay, e lhe devolver a memória, porque ele pode ser única que sabe do paradeiro da luz. Agora, que K e J estão juntos novamente, eles voltarão a lutar contra o tempo para impedir que a Terra seja destruída novamente.

Bem, uma das maiores sacadas desta sequência, é que ela estabelece uma sequência direta com o anterior, desconsiderando a série, que foi criada logo depois do primeiro filme. Jay comenta brevemente sobre o que aconteceu com Laurel, a mulher que deveria ser sua parceira no MIB. Ele apagou a memória dela, assim como a de outros colegas. Acontece que ninguém aguenta a pressão, a não ser o Kay... Ou um certo cachorro. Sim, apesar de Kay ser insubstituível, os produtores acertaram em dar mais destaque ao cachorro-alien (que apareceu rapidamente no original).

Ele se torna parceiro do Jay, momentaneamente, e solta muitas pérolas. Morri de rir quando ele estava no carro ouvindo uma música hilária enquanto latia. Aliás, este não é o único alien que tem destaque no filme. Aqueles bichos estranhos, magros e viciados em café, que também estão presentes no pôster, garantem boas cenas. Adorei o momento em que eles jogam twister com uma humana. Esta decisão de dar mais destaque a alguns alienígenas realmente funciona, porque são todos carismáticos.

E o que falar da vilã? Imagina ser perseguido por uma modelo da Victoria's Secret, com um corpo escultural, só de lingerie? Não há nada melhor do que colocar uma gostosa diabólica como a bitch mór da trama, certo? E ela ainda tem uns tentáculos loucos, que lhe dão mobilidade de atacar a uma longa distância. Só achei que esses tentáculos ficaram devendo em matéria de efeitos visuais. Aliás, os efeitos visuais são muito bons, mas estão claramente um pouco abaixo com o realismo dos efeitos atuais. Mas não estou reclamando, ok? Este filme, de dez anos atrás, consegue passar muito mais realidade com um verme engolindo um metrô, do que uma barata em CGI em um filme de baixo orçamento.

Enfim, esta sequência é muito digna. Ela ainda termina de uma forma parecida com o original, transmitindo a idéia de como o universo é pequeno. É claro que esta ponta é desconsiderada no próximo filme, foi usada apenas para diversão, assim como a anterior. Destaque à participação especial do Michael Jackson, que aparece rapidamente, implorando para ser um homem de preto. Sim, "todosri". Bem, não tirem os seus óculos ainda. Ou melhor, troque-os por um em 3D, porque Homens de Preto 3 está chegando por aí.

Trailer:

Comentário(s)
1 Comentário(s)

Um comentário:

  1. Não me lembro dessa cena,faz muito tempo que não assisto e a minha memória não é muito boa para pequenos detalhes,adoro o cachorro alien ele é uma figura e os ETs do café sem comentarios.Vamos ao próximo :D.

    ResponderExcluir