sábado, 28 de julho de 2012

[Crítica] The Glee Project - 2x07: Theatricality

A cada duas decisões certas, se erra dez, não é mesmo Titia Ryan? 

Review:
(Spoilers Abaixo)

É minha gente, essa loucura semanal, extremamente editada e injusta que amamos está de volta e infelizmente, mais chata do que nunca. Não sei se foi eu – ou spoilers que foram deixados nos comentários da crítica passada, i love you guys...pero no – mas achei esse episódio extremamente sem sal e sem açucar. O engraçado é que o reality é tão sem noção, que eu trato quase como uma série, daqui a pouco critico os roteiristas disso tudo. Ah! Antes de começar, vocês devem ter notado que essa review está levemente e propositalmente atrasada – se alguém disser que isso é meu normal...vai estar completamente certo – acontece que passei por muita coisa essa semana, términos – sim, levei um pé na bunda, mas não, não estou nem aí. Thanks for asking! – sem falar que já voltei pra minha amada função de palhaço da turma – segundo a opinião geral. Atrasos justificados, vamos que bamos (lê nariz entupido).

Essa semana, o tema foi um mais conhecido do público, Theatricality – Teatricalidade (OI?) – posso chamar de qualquer merda? Ok. Que tal “atuação”...dá no mesmo, certo? Valeu produção. Como eu ia dizendo antes de me desfocar, esse tema, na edição passada foi ótimo. Mas já nessa temporada, foi um tédio. Boring, define. Senti falta dos plots decentes do começo.

O convidado da semana foi Grant Grustin “um dos mais gostosos atores de Glee – segundo nosso sempre hétero, Robert – até aí tudo bem, o problema foi que o tal Grant – pfvr, apareceu em três episódios da série e se acha alguém (se bem que ele canta um dos melhores duetos da série, Smooth Criminal <3)  - estava MUITO excitado por estar sendo mentor no reality. Tipo, muito excitado mesmo. Desnecessariamente animado, estava com medo de ele chegar e ir comer algum(a?) participante. No bom sentido, se bem que nos dois sentidos é uma coisa ruim. Enfim.

A lição de casa, foi I Hope I Get It – de um musical qualquer aí – posso dizer que amei a performance? Ficou muito boa. Vamos analisar cada um, então?

Shanna depois de passar um episódio inteiro molhadinha, se destacou novamente. E isso porque as linhas delas eram super pequenas.#TeamXana

Nellie continuou sua missão de ser a mais tediosa em cena, mesmo cantando super bem.

Ali mereceu ganhar, ela foi super bem na parte dela. E fez nossos ouvido doerem menos essa semana.#TeamAlien

Lily se destacou também, como é de praxe em quase todas as homeworks. E como não amar a cara da Aylin de “bitch please”  quando a Lily tava coreografando tudo? #TeamLilyMaegera

No final, Alien foi a escolhida pelo Grant, alguns estão dizendo que ela só ganhou porque pegou o trecho mais sentimental da música. Mas mesmo assim, o mérito não deixa de ser dela, afinal foi ela que escolheu aquela parte da letra, não foi? Por favor, desde o episódio passado eu estou simpatizando com essa garota. E já estou começan do achar que ter ela em Glee, não seria tão ruim assim. Eis então, que Robertera anuncia a Group Performance, When I Grow Up. Um sucesso da Pussycats Dolls, ou seja, algo tão antigo quanto o bebê mutante da Nikki.

Sim, vou abrir um parágrafo pra falar desse bebê. Que criatura é essa que está na barriga dessa mulher que já está há quase uma década ali dentro? E o detalhe a barriga dela vai diminuindo, estaria o mutantezinho comendo ela lentamente por dentro, até cavar sua própria saída? Seria essa razão de ela ter se ausentado metade do episódio? Isso e muito mais em Parasitas Misteriosas.

Detalhe genial do clipe: os participantes teriam que representar figuras famosas:

Nellie: Britney ~Sexy~ Spears

Shanna: Gaganás

Lily: Cindy Lauper

Ali: Katy ~Voz Péssima~ Perry

Aylin: Madonna

Michael: Elvis Presley

Blake: Boy ~Who?~ George

Abraham: David ~Andrógino~ Bowie


Bom, os plots começam muito bem embasados – agora que eu aprendi essa palavra ninguém me segura – pela edição do programa. A loucura começa na coreografia com Zach. Ele foi um verdadeiro rato com a Lily. Ele falou mesmo que ela devia ser ela mesma e está gravado, como diria Datena “Temos ibagens, temos ibagens”. Pena que isso não é um reality do Boninho; Cry/

O melhor de tudo é que a edição, toda trabalhada na manipulability colocou uma parte (totalmente fora da ordem cronológica) dos participantes falando quão bom Zach é como coreográfo. Bitchs Please.

Então vamos para a gravação da música no estúdio. Eu já falei que amo a Nikki loucamente? Ela é uma vadia, mas a gente gosta, pelo menos eu, desse jeito descabido dela. Ela proporcionou um dos melhores diálogos de todos na história do reality, vamos ver o subentendido naquilo:

Nikki: Japassiva, gata, se abra pra mim: tu se considera adrógina?

Abraham: Aloka,hahaha,porque essa pergunta agora bee?

Nikki: Quero te humilhar em rede internacional, responde logo.

Abraham: Ai mona,desaquenda,eu err...hum...me considero livre.

Nikki: Bitch Pleaze.

(Depois que Japassiva sai do estúdio)

Nikki: Porque ele não respondeu minha pergunta, hein? Fui super diboa e discreta.

Sidekick de Nikki: E nem é uma pergunta tão dificil. 

Na parte de gravação do clipe não vi nada demais. Tirando Shanna toda exposta naquele vestido de carne. Juro fiquei com dó dela. Ter que ficar com um vestido de carne podre – a Oxygen está cortando os gastos – por horas foi demais. Sem falar que ela ficou todo fedida depois, podemos dizer que a Xana estava fedendo. Usei mesmo esse trocadilho, vão me processar?! Foi o que eu pensei.

Quem quiser analisar a obra final, basta pesquisar no Youtube “The Glee Project 2x07”, é supe simples, você não perde o dedo nem nada. Brincadeira, cliquem aqui. Ou aqui. Ou lá: aqui. Há, glu glu ié ié. Mamilos! E quem quiser me seguir no Twitter aqui, é um ótimo de jeito de me “xingarem muito no twitter” ou simplesmente me lembrar de atrasos e tudo o mais. Minha nota é 8. Ainda falta algo nesses clipes, mais criatividade, mais exigências do participantes.


Eis que temos o Bottom 3  formado, e vocês notaram que todos os três que foram se apresentar pro Ryan foram vitimas de sabotagem dos mentores? Abraham foi trollado por Nikki, Zach trollou Lily e Robert trollou Nellie mandando ela ser sexy nível Britney. Como não amar?

A apresentação da Gordelícia foi ótima. E vocês pensam que ela estava atuando ali? Que nada! Ela não estava era aguentando aquela roupa super apertada. Eu acho que vi o rim dela querendo sair pela boca num momento. E ela também foi ótima afrontando a mesa de jurados, analisemos.

Lily: Olha...cara? Não sei bem o que você é. Enfim, eu simplesmente segui as ordens do coreógrafo dessa badega, ele mandou eu ser eu mesma e eu fui. Ele praticamente disse “Te fode aí gata”.

Ryan: A culpa é dele então?

Lily ~em pensamento~ “Você não assiste o programa?”

Zach: Eu? Disse nada.

Lily: Seus ***** ** **** do *******. Se vocês me derem a ***** de um papel e vou lá e vou fazer bem pra *******. Não me olhem com essas caras de ****** seu bando de ******.

A eliminada no final foi a mosca morta da Nellie. Analisemos o momento que levou a saída dela:

Ryan: Se você pudesse escolher alguém pra representar quem você escolheria?

Nellie: Err...hum...Me considero livre. Não sei. Boa pergunta.

Nikki: Você quer mesmo entrar em Glee ou quer ser uma cantora de barzinho que vai ficar viciada em alcool e drogas? Mas sua resposta não vai influenciar em nada na decisão, tá querida?

Nellie: Eu...errr...humm...não sei.

Ryan: Você tem alguma personalidade?

Nellie: Não sei.

Ryan: Posso te tacar uma pedra?

Nellie: Não sei.

Depois disso, injustiça seria mantê-la no programa, não?

A reta final dessa loucura cocrante chegou e quem serão os ganhadores? Eu já sei quem são, porque um spoiler me atingiu em cheio. Mas e vocês? Quais as suas apostas?
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
6 Comentários

Comentário(s)

6 comentários:

  1. kkkkkk, Nellie - Não sei, não sei, não sei! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk foda
    !

    ResponderExcluir
  2. de agora em diante, quem soltar spoiler eu juro q dou um jeito de ir na casa da pessoa e mijar no cachorro dela.

    rick, querido, a resenha tá ótima, como sempre, mas te achei um pouco amargo. dá uma balançadinha, às vezes o açúcar tá no fundo.

    bêju!

    R_

    ResponderExcluir
  3. Saudades da moça sem personalidade , sem atitude, mosca morta e unsexy que já vi.

    E eu não estou falando no Finn, nem no mike chang e muito menos da Tina.

    ResponderExcluir
  4. R_ (Roberto? Rodrigo? Ricardo? ~Curioso~)

    Morri com o seu comentário,plmdds.Acontece que depois de ter visto os SPOILERS qdo fui baixar a série,fiquei meio azedo mesmo.Mas quem sabe eu não ache o açúcar no próximo episódio.

    Anônimo,
    Certeza que não é do Finn?! De quem você está falando então?

    ResponderExcluir
  5. É realmente não é o finn, vo dar duas dicas começa com n e é a coisa mais fofa que vc ja viu.

    P.S vai mais uma dica extra na semana de sexuality foi a mais sexy, apesar de ter sido eliminada por não ser sexy o bastante em todas as outras semanas.

    ResponderExcluir