segunda-feira, 16 de julho de 2012

[Crítica] Fúria De Titãs 2


Direção: Jonathan Liebesman
Ano: 2012
País: EUA
Duração: 99 minutos
Título original: Wrath of the Titans

Crítica:

Sinta a fúria.

Ainda bem que as críticas negativas não diminuíram a curiosidade do público e o primeiro Fúria de Titãs foi um sucesso. Apesar de não puxar nenhuma ponta significativa (Perseus iria viver em paz como um homem comum, parece uma sequência para vocês?), ainda ficamos com o diálogo entre o Perseus e o seu pai, Zeus, sobre Hades, e o fato de que, um dia, ele voltaria. E, depois do sucesso de bilheteria, estava óbvio que ele voltaria. Então já é hora do Perseus tirar sua rede de pescador simples do mar e procurar uma espada, porque uma nova batalha está prestes a se iniciar. E todos nós, assistimos protegidos, no conforto do sofá, ou para aqueles, como eu, que viram no cinema, em 3D.

A história se passa a mais de uma década do original, e volta a seguir Perseus, que agora vive tranquilo em uma vila simples, com seu filho Helius. Em paralelo a isso, os deuses de encontram enfraquecidos, por causa da falta de devoção da humanidade, o que acaba resultando na perda de controle dos titãs e o seu líder, Cronos, pai de Zeus, Poseidon e Hades. Este vilão supremo encontra-se preso no coração do labirinto de Tártaro. Mas, depois da traição de Ares, um deus, filho de Zeus, Perseus é obrigado a fazer alguma coisa para resgatar o seu pai das profundezas do submundo. Agora, ele e mais um grupo de guerreiros deve correr contra o tempo e resgatar Zeus, antes que o poderoso Cronos se liberta de sua prisão eterna, o que poderia resultar no fim do mundo e dos próprios deuses.

Não me lembro a qualidade do 3D desta produção, foi a bastante tempo que a vi, então, sinceramente, não posso julgar quanto a isso. Pelo que eu me lembro, não é ruim, nem bom, apenas aceitável. E, mais uma vez, este ponto é desnecessário, já que esta sequência também já está nas locadoras. O importante é que, apesar de ser uma ótima sequência, não consegue superar o original. Não estou dizendo que seja ruim, muito pelo contrário. Temos ótimos momentos e até alguns pontos melhores, mas, julgando como um todo, fica um pouco atrás do primeiro.

Um dos maiores motivos, são os inimigos. Eu já havia dito que eles usaram os melhores no original, então, quais eles poderiam apresentar na sequência? Pelo visto, a mente deles ainda reservava algumas surpresas. Nesta jornada, nos deparamos com gigantes de um olho só, cobras dragões, criaturas com dois lados e o próprio Cronos, que pode ser considerado a própria materialização do capeta. Mas, apesar disso tudo, não temos o mesmo apelo que as criaturas do filme anterior. Nenhum desses confrontos conseguiu superar as cenas tensas e de tirar o fôlego que aconteceram no cara a cara com a Medusa. Além disso, esta sequência é menos sombria que o original.

Um dos pontos altos, que mantém certo grau de obscuridade presente no original, é o momento em que os protagonistas têm que se aventurar no labirinto de Tártaro. A idéia é interessante, mas o roteiro já havia eliminado todos os figurantes/coadjuvantes. Seria legal se houvesse mais personagens inúteis para morrer com as armadilhas e coisas bizarras no labirinto. Por este motivo, esta sequência não foi tão emocionante quanto parecia. Agora, uma coisa que eu achei interessante, foi a volta da Andromeda, agora, como a mocinha oficial. Mudaram a atriz, o que eu gostei, porque achei que Rosamund Pike ficou bem melhor no papel.

O final ainda reserva grandes cenas de batalhas, que não tinham no primeiro. Destaque para o personagem Agenor, semi-deus, filho de Poseidon, que traz diversos diálogos cretinos e engraçados para o filme. Dizem que a Warner Bros está preparando uma nova sequência, mas não há nada definido ainda. Esta segunda parte fez sucesso, então é bem provável que vejamos mais de Perseus nas telonas. Pelo menos é isso que eu espero. Não me canso de acompanhar suas aventuras. Ah, o confronto com o bicho de duas cabeças (no pôster dá para ver) foi bem legal.

Trailer Dublado:

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários: