Especial

Foto:

[Crítica] Saving Hope - 1x03: Blindness

“Ser visto é tudo que queremos. Desde o momento em que damos os primeiros passos”


Review:
(Spoilers Abaixo)


 Pois é, mais uma semana, mais um episódio e mais um flop :\ ai pessoas (se tem alguém que leia essa crítica ou veja a série) Saving Hope começou bem, com mais de 3 milhões de expectadores e no segundo episódio teve quase 4 milhões. Infelizmente, nessa semana a série teve uma queda considerável na audiência, com menos de 3 milhões, marcando 0.5 de ponto na audiência, se a coisa continuar assim prevejo cancelamento.

Mas enfim, vamos ao que interessa, a resenha. Só uma dica: nunca vá acertar contas amorosas no térreo de um prédio de 10 andares, a coisa nunca acaba bem, e o caso médico dessa semana confirmou isso. Dois irmãos, dois amores e só uma mulher. Um descobriu que o irmão e a mulher se apaixonaram, foi lá tirar satisfação com ele e a coisa acabou no hospital. Infelizmente o irmão fura olho acabou morrendo, mas o espírito dele não pode seguir em frente, ficou preso ao hospital. E quem estava lá pra ajudá-lo nessa passagem? Charlie, é claro. Só depois de o irmão perdoá-lo é que ele seguiu em frente, pra o lugar misterioso que ninguém conhece.

Bem, eu não sou muito fã dessa coisa espiritual, vida após a morte e afins, mas confesso que estou gostando de como a série vem abordando isso. A eterna dúvida do que acontece com a gente depois da morte. É um assunto muito complexo, mas vem sendo tratando até mesmo de uma maneira cômica (destaque para o espírito do velho que literalmente se desespera ao descobrir que morreu).

E quanto à nossa doutora Alex? Ri muito com o início do episódio, ela fazendo terapia de estimulação no Charlie e o espírito dele do outro lado interagindo (Não, o perfume não. Está me matando.) foi bem engraçado. Pena que um enfermeiro chegou na hora que ela estava só de sutiã. Safadenha. Ela ainda teve que lidar com um cara que testou a paciência dela. Resumindo, ele tem uma síndrome que faz com que ele busque atenção médica, chegando ao ponto de se furar e engolir alfinetes para provocar sintomas. Eu hein, cada doido com sua loucura.

 Os outros médicos tiveram seus momentos. A residente atrapalhada e o médico bonitão e novato parecem estar se encaminhando para algo sério. O psiquiatra assiste à cena muito triste, até tentou convidá-la para sair, mas ela nem percebeu o convite. Tadinho. Torço por você psiquiatra, não desiste! A chefa do hospital, vulgo dama de ferro, ainda bateu de frente com o médico bonitão e depois com a Alex. No caso do bonitão foi pra não autorizar uma cirurgia que geralmente é feita em bebês em um adulto. Já com a Alex foi algo mais ou menos assim: “você quer férias? Não querida, eu preciso de você aqui, se foque e seja mais eficiente”. Essa bitch sabe dar o recado dela.

É isso galerinha, infelizmente Charlie não esboçou nenhuma reação, parece que o movimento do braço semana passada foi involuntário. Vamos ver o que acontece nas próximas semanas, se a série reage ou se teremos um cancelamento. E ah, comentando os flashes de luz da série. Eu sei que são irritantes, mas deve ser para ressaltar o lado espiritual e iluminado dela, é a única explicação.
Comentário(s)
1 Comentário(s)

Um comentário:

  1. Eu gosto da série, e espero que não caia a qualidade.

    ResponderExcluir