Especial

Foto:

[Crítica] Perseguição Obsessiva


Direção: Campion Murphy
Ano: 2011
País: EUA
Duração: 97 minutos
Título original: Escapee

Crítica:

Nada pode detê-lo.

Todos com o medidor de "ruindade" em mãos? Porque vocês realmente irão precisar. Estou chegando com "Dobradinha da Horror #02". Para os que se lembram da primeira dobradinha (com The Tenant e Invasão Alien), vocês já devem saber que eu não estou falando "horror" em um boa sentido. Novamente, a idéia aqui é pegar dois filmes de terror péssimos, e mostra para todos vocês, o porquê de vocês não verem estas porcarias. E, começando por este, Perseguição Obsessiva, devo confessar que tenho muita coisa para dizer. Acompanham-me os corajosos, porque não será nada bonito.

A história acompanha um grupo de jovens estudantes que vão até um manicômio local para ganhar nota em uma matéria na escola. Mas, tudo dá errado quando um paciente perigoso dá de cara com eles e marca uma das meninas como sua nova obsessão. Não demora muito para o serial killer escapar do local e fazer uma trilha de sangue até a casa da garota. Agora, os policiais terão que descobrir para onde o doente assassino está indo e a menina e seus amigos terão que se proteger de um perigo iminente, que irá acabar com eles, um por um.

Teria como este filme ser mais idiota? É uma pergunta séria! Eu estou de queixo caído como eles têm coragem de produzir uma coisa tão tosca e sem noção como essa. Aliás, eu estou chocado de ver atores vagamente conhecidos nessa bagaça. O serial killer, que toca o terror no filme, é interpretado por Dominic Purcell (Prision Break, Primitivo). Isso prova que mais um ator chegou ao seu fim de carreira. Sempre fico triste quando isso acontece. Cadê a dignidade? Cadê o governo? E o pior, além de estar preso neste filme de quinta categoria, Purcell ainda está todo acabado e velho, fazendo cosplay de Dr. Hollywood (Sim, o Dr. Rey! Vejam a semelhança no pôster).

E os erros não param por aí. O diretor também assina o roteiro e eu não consigo pensar em qual dessas duas funções ele se sai pior. Talvez seja no roteiro, uma vez que, não existe nada coerente nessa história. Vamos aos fatos? Porque um serial killer doente está preso em um manicômio que tem 3 funcionários, no máximo? E porque eles transferiram o "paciente perigoso" no meio da visita dos jovens, uma vez que ele é, você sabe, PERIGOSO (!!!)? Não faz o menor sentido. E não foi uma emergência, nem nada. Então porque não retiraram os jovens de lá? Mas é claro, tinha que ter este momento idiota para o roteiro idiota funcionar.

Bem, todas as mortes são em offscreen e não têm a menor criatividade. Não espere por sequências de perseguições, porque, as poucas que têm, são extremamente chatas. Sempre com os mesmos cortes, mostrando alguém correndo. O diretor ainda tentou fingir que estava fazendo uma chase scene digna, mas, tudo o que ele estava fazendo, era uma repetição de imagens de uma pessoa correndo sozinha. Preciso dizer mais alguma coisa? Entediante.

E não podemos deixar de citar a "grande" reviravolta no terceiro ato. Gente, se o filme já estava uma porcaria antes, vocês não têm idéia de como ele ficou pior. Passem bem longe desde filme, que já vem com o selo de ruindade estampado em todo o material (Playarte + Direto em DVD? Alguém arrisca?). OBS: No elenco, podemos encontrar Carly Chaikin, que interpreta a Dalia, no seriado Suburgatory (Sim, aquela de fala "BIAATCH"). Sempre quis vê-la em um filme de terror... Mas não foi dessa vez. Prontos para a segunda parte da dobradinha, com Jovens Malditos? Nota 2,0.

Trailer:

Comentário(s)
3 Comentário(s)

3 comentários:

  1. Pelo visto o trailer engana muito,pois parece que o filme é ótimo,obrigada pelo aviso vou passar bem longe dele.

    ResponderExcluir
  2. Gostei do filme, não um dos melhores de suspense mas é bom!

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti e perdi meu tempo. Nao compensa.

    ResponderExcluir