segunda-feira, 25 de junho de 2012

[Crítica] Madagascar


Direção: Eric Darnell & Tom McGrath
Ano: 2005
País: EUA
Duração: 86 minutos
Título original: Madagascar

Crítica:

Eles não nasceram na selva. Eles foram enviados para lá.

Alguém está afim de se remexer muito hoje? Eu espero que sim, porque, com o lançamento de Madagascar 3: Os Procurados, nada melhor do que fazer aquela maratona (ou "mini-maratona", já que não tem muitos filmes) esperta e reviver, mais uma vez, as aventuras dos animais mais atrapalhados dos cinemas. E olha que a lista de "animais atrapalhados" é extremamente extensa, mas esta turma definitivamente ganha em primeiro lugar (É claro, se vocês lembrarem de outros, podem contar nos comentários). Bem, estão todos prontos para ficarem selvagens?

A história gira em torno de quatro animais criados em zoológico. Marty, que estava fazendo aniversário, pede para que eles possam chegar no lugar onde deveriam ter estado este tempo inteiro, ou seja, na natureza. Seguindo este sonho, ele sai do zoológico, procurando por um espaço verde que possa chamar de casa. Quando seus amigos, Alex, Gloria e Melman, percebem o desaparecimento do amigo, decidem ir atrás dele para evitar uma confusão maior. Como resultado, eles são enviados em caixotes para a áfrica, sua terra natal, mas, depois de um pequeno acidente, todos vão parar na ilha de Madagascar, onde seres estranhos e altas aventuras selvagens os aguardam.

Gente, mas que filme perfeito! É uma das minhas animações favoritas, perdendo apenas para outros clássicos, como O Rei Leão (esta é a animação da minha vida, então é meio que... insuperável). Mesmo assim, Madagascar não segue o modelo dos "clássicos disney", até porque, este filme nem mesmo é da disney. Na verdade, é distribuído pela DreamWorks, firmando o pé da produtora como uma das melhores quando se trata de estúdios de animação. E o mais legal é que Madagascar não é um filme pretensioso, não tinha a intenção de ser cult e não se leva a sério nenhum momento. É por isso que é tão divertido.

É como se este filme fosse uma resposta, um tipo de sátira das demais animações. Apesar de ser um tema infantil, temos diversas cenas engraçadas, que nos surpreendem. Geralmente, animações não conseguem fazer isso, tornando-se completamente previsíveis. É óbvio que teremos o final feliz, como todos esperam, é um filme feito para as crianças. Mas a originalidade está na forma como as piadas são trabalhadas. Além disso, temos diversas sequências de cenas onde o inesperado realmente acontece, fazendo-nos ficar chocados e rindo ao mesmo tempo. Isso é intenso!

 Outra coisa interessante e que merece destaque nesta produção, é a sua trilha sonora. Em mais de um momento do filme, temos interpretações da música-clássico-sensação New York, New York, que é cantada por Alex e Marty, em momentos chaves do filme. Mas, a grande surpresa fica para a segunda metade, onde a música I Like To Move It, Move It (ou Eu me Remexo Muito, para a gente, na versão em português, que ficou incrivelmente competente) toma conta da tela, com todos os personagens requebrando muito. É impossível ouvir esta música e, imediatamente, ligá-la com este filme. Simplesmente contagiante!

Não deu muito espaço para falar sobre os personagens, porque eu prefiro aprofundá-los nas próximas críticas, mas, fiquem sabendo que, eu sou super fã de Rei Julien, que é extremamente egocêntrico, egoísta e todas as outras palavras que começam com "ego". Mas ele é um dos personagens mais queridos por mim e temi que ele não estivesse nas sequências, mas, fala sério, até parece que iriam cortar um dos personagens mais divos da história. Bem, acho meio impossível alguém não ter visto este filme ainda, então eu só vou recomendar para reassistí-lo, porque vale muito a pena. Eu mesmo já nem sei quantas vezes eu já o assisti. Sinceramente, chegou em um número impossível de calcular. Enfim, quem é o gatão? Quem é?

Trailer Dublado:

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
4 Comentários

Comentário(s)

4 comentários:

  1. Assiste também Como treinar seu dragão que é também da DreamWorks. O filme é ótimo!

    ResponderExcluir
  2. Como treinar o seu dragão é perfeito Nefferson. Ótimo mesmo. Os livros também são legais ;)

    ResponderExcluir
  3. Como treinar seu dragão, é um filme muito lindo *----*

    ResponderExcluir
  4. Esse filme é um máximo,só tem animal doido nessa ilha rsrs,depois que assisti Madagascar nunca mais parei de cantar EU ME REMEXO MUITO!!.Como Treinar seu Dragão é ótimo mesmo,muito lindo e comovente,assiste e não vai se arrepender :D.

    ResponderExcluir