Especial

Foto:

[Crítica] Madagascar 3: Os Procurados


Direção: Eric Darnell, Tom McGrath & Conrad Vernon
Ano: 2012
País: EUA
Duração: 93 minutos
Título original: Madagascar 3: Europe's Most Wanted

Crítica:

Eles têm um tiro para voltar para casa.

Prontos para o terceiro tiro? Eu espero que sim, porque a jornada nunca termina para este grupo de amigos. Eu me pergunto que, se houver um quarto filme (o que é bem provável), se eles seguirão para um caminho que nunca foram, como a China. Seria muito interessante vê-los em mais um local inesperado, porque é isso que vem acontecendo a cada sinopse lançada. E, se pararmos para pensar, a China seria um lugar maravilhoso para dar uma parada, considerando que eles ainda não colocaram os pés deste lado do planeta. Enfim, vamos nos focar neste, por enquanto.

A história volta a seguir o grupo de amigos animais mais malucos e desequilibrados das telonas (tinha como ser diferente? acho que não!). Depois de passarem um bom tempo na África, nossos queridos heróis estão cansados da vida natural. Logo, eles vão atrás dos pinguis, que partiram no avião consertado para a Europa, com o objetivo de faturar bastante dinheiro nos cassinos. Não demora muito para todos eles se esbarrarem e formarem uma confusão. Animais selvagens na cidade? Isso não pode dar certo. Como consequência, é chamada uma caçadora, que está pessoalmente motivada a pendurar a cabeça do Alex em sua parede. Em paralelo, nossos náufragos vêem em um circo, a única chance deles escaparem das garras na caçadora e voltar para Nova York, sem chamar a atenção.

Mais uma sequência maravilhosa! Eu realmente fiquei com um pé atrás desta vez. Não gosto muito dessas mudanças drásticas de cenário. E, como os dois primeiros focaram a atividade dos personagens na natureza selvagem, achei que colocá-los como fugitivo no meio da cidade na Europa seria uma mudança muito brusca. Conclusão? Cara na poeira, novamente. Esta terceira parte não só é tão boa quanto as anteriores, como podemos dizer que ela é até melhor. Além disso, a inclusão do 3D foi satisfatória e, quem for assistir em terceira dimensão, não irá se decepcionar.

O interessante desta terceira parte, é que ela é bem diferente das duas anteriores. Como eu já disse acima, há uma mudança bem maior de clima, entre outras coisas. O verde natural das florestas nos dois primeiros, é substituído pelas cores psicodélicas e empolgantes do circo. Por este motivo, temos uma fotografia ainda mais rica em cores, não perdendo em cada para as paisagens deslumbrantes dos anteriores. Além disso, até a trilha sonora, se mostra ousada, trazendo Firework, da Katy Perry, como a música principal. Super aprovei esta mudança, porque a nova música combinou perfeitamente com o que foi apresentado no espetáculo.

Para aqueles que gostam da música tema dos dois primeiros filmes, não precisa ficar triste. Nos créditos finais, é introduzido um remix entre Afro Circus / I Like to Move It, que é tão bom quanto o original. Uma personagem que marcou presença nos dois primeiros, mas não teve a chance de aparecer nesta sequência, foi a velha maluca e lutadora. Gosto dela, mas é melhor não ter aparecido, do que ter feito uma aparição forçada, uma vez que não teria espaço para ela, por causa da grande quantidade de personagens novos. Nenhum dos personagens novos, que apareceram no segundo filme, retorna. Mas o roteiro é inteligente ao ligar uma sequência com a outra de uma maneira inteligente.

A única coisa que eu não gostei, foi o fato do Julien ter se apaixonado. Tudo bem que rendeu algumas cenas engraçadas, mas tirou a característica mais forte do personagem, que é amar a si mesmo acima de qualquer outro. Por este motivo, ele ficou meio apagado na segunda metade. Mesmo assim, ele protagonizou algumas cenas impagáveis, que não dá para segurar o riso. O resto dos personagens continua sensacional e afiado como sempre. Será que se houver mais uma sequência, eles excluirão a trama do circo do roteiro? Eu espero que não, porque eu quero muito ver este show novamente.

Trailer Dublado:

Comentário(s)
4 Comentário(s)

4 comentários:

  1. Segundo dizem as más línguas, este é o ultimo filme... Que pena ;\

    ResponderExcluir
  2. Ainda não assisti esse, preciso. Gosto muito da franquia

    ResponderExcluir
  3. Eu achei que a Glória e o Melman não tiveram tanta importância neste filme. E, creio que após eles finalmente conseguirem voltar ao zoológico e decidirem ficar com o circo, deve ser o último filme. Ainda mais por colocarem FIM! no final.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não tive a oportunidade de assistir esse,mais assim que ver posto um comentário sobre o que achei.

    ResponderExcluir